AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






"Nunca introduzamos novidade alguma na obra de Deus"

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

"Nunca introduzamos novidade alguma na obra de Deus"

Mensagem por Admin em Ter Nov 15, 2011 4:49 pm



O REBATISMO NA CCB

“Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema”. Gl 1:8

NOVIDADES NA OBRA DE DEUS - DECISÕES - TRAZER EM REUNIÃO

NUNCA introduzamos novidade alguma na obra de Deus. Se alguma coisa nos parece boa e de utilidade para todos, temos que aguardar a reunião geral de ensinamentos para então apresenta-la à apreciação de todos, buscando-se a resposta de Deus em oração. Havendo aprovação, a decisão será acatada por todos e posta em prática. Para que a obra de Deus tenha sempre um mesmo aspecto e caminhemos na unidade de fé e Espírito.

TÓPICOS da 36ª ASSEMBLÉIA DE 05 A 09 DE ABRIL DE 1971

Em destaque

“NUNCA introduzamos novidade alguma na obra de Deus”.

Considerando o desenvolvimento da CCB desde seus primórdios em solo brasileiro até a presente data e delineando cada momento por ela vivido ao longo das décadas tal informação é no mínimo contraditória, uma vez que passara ao leitor a impressão de que nossas doutrinas jamais sofreram mudanças ou até mesmo pequenos ajustes. Alguns afirmam nunca terem introduzido nenhuma novidade na obra. Dados históricos documentados de nossa denominação demonstram o inverso no tocante a essa aludida informação a respeito de que “nunca” introduziram nenhum tipo de novidade em nosso meio.

Citarei algumas “novidades” que foram introduzidas na congregação ao longo da nossa existência em solo nacional:

Vamos iniciar nossa consideração a partir de 1927:

Nesse ano foram estabelecidos na Assembléia Cristã de Chicago os 12 pontos de Fé e Doutrina sendo o mesmo adotado pelas Congregações brasileiras em 1936. Passado aproximadamente 15 anos, já na década de 50, é introduzido então uma das primeiras novidades na obra, a alteração do tópico de número 6 que se refere à formula batismal por nós praticada. O motivo da alteração? Rejeitar o batismo de ministros de outras denominações contrariando um ensinamento de 1932. Percebam que a alteração de um só tópico resultou na obra uma outra novidade – o rebatismo de crentes oriundos de outras denominações que por razões pessoais sentiam-se de unir-se conosco.

O cenário que temos é o seguinte: Nossa igreja do ano de 1910 até inicio da década de 50 realizava o batismo conforme descrito em Mt 28:19 ou seja, somente em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo e, conforme tópico do ano de 1932, por uma deliberação vinda das congregações americanas e italianas não rebatizavam crentes oriundos de outras denominações cristãs. Já na década de 50 temos então duas novidades: a mudança da fórmula batismal com o acréscimo de Atos 2:38 em junção com a formula escrita em Mt 28:19 resultando nos dizeres “Em nome de JESUS CRISTO te batizo, em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo”, e a rejeição por parte de muito de nossos irmãos por batismos realizados fora das dependências da congregação culminando no rebatismo para crentes vindo de outras igrejas mesmo estes sendo batizados conforme Mt 28:19, por imersão, na autoridade do nome de JESUS CRISTO e inteiramente convictos de sua experiência.

Introdução de novidades na obra percorreram também na década de 60, e no ano de 1995 mais uma novidade que ataca frontalmente um dos pilares da fé cristã, as Sagradas Escrituras. Citarei neste post apenas uma novidade introduzida em nosso meio no ano de 1961.

TÓPICOS - ASSEMBLÉIA DE 28 A 31 DE MARÇO E 1° DE ABRIL DE 1961

Sempre temos considerado que todos sejam batisados segundo o Senhor nos tem feito claro desde o princípio desta Obra. O Senhor nos guiou em que só sejam considerados nossos irmãos aqueles que se batisam entre nós. Na obra de Deus não temos parentes nem amigos, todos somos iguaes e quem não está na doutrina não é considerado como irmão nem tem liberdade nos cultos.

Em primeiro lugar, de acordo com o estatuto de 1936 a informação “Sempre temos considerado que todos sejam batisados segundo o Senhor nos tem feito claro desde o princípio desta Obra” não procede, pois no principio desta obra o batismo era somente em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo. Até princípios da década de 50, de acordo com ensinamento de 1932, não realizávamos rebatismo de cristãos advindos de outros grupos e batizados conforme mandamento do Senhor perante confessão genuína da fé cristã.

Em 1961 por tópico de ensinamento é declarado oficialmente que somente pessoas batizadas em nossa igreja são consideradas como irmãos, eis aqui mais uma novidade, pois no principio desta obra não fora ensinado desta maneira.

“O Senhor nos guiou em que só sejam considerados nossos irmãos aqueles que se batisam entre nós”.

Nosso histórico cita o nome de Giuseppe Beretta, esse irmão foi instruído por Francescon a batizar-se numa denominação cristã americana chamada Church of the Brethren (Igreja dos Irmãos). Após o seu batismo na referida instituição o mesmo batizou Louis Francescon. O irmão que batizou Francescon esse mesmo não se batizou na CCB e sim em uma outra denominação então de acordo com o ensinamento de 1961. Ao esquecermos esses detalhes da nossa historia, acabamos invalidando o batismo de próprio Francescon que não passou nas águas da Congregação Cristã, não somente o seu batismo mas também o de Giuseppe que fora imergido nas águas por um ministro de outra denominação!

“Então, servindo-se DEUS também de outros meios, convenceu-se e, dois dias após, fez-se batizar mesmo em Elgin, por um irmão Americano pertencente à Igreja dos Irmãos (Church of the Brethren). Na ocasião lhe disse: “Irmão Beretta, agora que sois batizado, na próxima segunda-feira, dia 7, que é o dia do trabalho, batizar-me-às também”.

Francescon chama de irmão um ministro de uma outra denominação. O ensinamento de 1961 sepulta o exemplo que ele nos deixa, e principalmente o exemplo de nosso SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO que nos ensinou que nossos irmãos são todos aqueles que fazem a vontade de SEU PAI que estás no céus e não um grupo denominacional.

Com esta novidade introduzida em nosso meio oficialmente no ano de 1961, deixamos de lado o modo de pensar do Francescon bem como o ensinamento do próprio SENHOR JESUS que afirma que qualquer que fizer a vontade de seu PAI é considerado como seu irmão e irmã, e isso não se limita a um grupo denominacional.

Conclusão

Nossa amada denominação tem sofrido, principalmente nas décadas de 50 e 60, uma reforma em seu sistema doutrinário conforme exposto acima, foram novidades na obra que descaracterizaram a CCB de seu propósito inicial. Tais mudanças batem de frente com princípios básicos das Escrituras Sagradas que nos ensinam a respeito de doutrinas concernentes à Salvação e Batismo que são temas fundamentais que todo cristão verdadeiro jamais deverá lançar mão (Hb 6:1-2). A Palavra de DEUS é viva e eficaz, esta não se contradiz e ensino humano nenhum deve estar acima do que a Biblia nos afirma acerca de doutrinas concernentes ao Evangelho puro e Genuíno de nosso SENHOR e SALVADOR JESUS CRISTO.

Para concluir a respeito do rebatismo, somente a titulo de informação, pois esse tema será tratado em próximos post’s, paises como EUA, Argentina, Itália, Chile e Venezuela, existem diversos cristãos que eram de outras denominações e após se unirem à Congregação Cristã não foram exigidos dos mesmos um rebatismo. Detalharemos sobre esse tema mais adiante.

Observação: Não existe nenhum problema em nossa fórmula batismal, ela é totalmente válida, o problema de fato esta nela servir como divisor de águas para rejeitarmos batismos puramente cristão realizados por ministros de outras denominações sérias atuante em nosso país.

Por Rogério maximiniano

Admin
Admin

Mensagens : 3144
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum