AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






O homem da iniqüidade, o filho da perdição

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O homem da iniqüidade, o filho da perdição

Mensagem por Admin em Qui Dez 08, 2011 9:31 am




Tantas previsões foram realizadas, com objetivo de descobrir, o dia da volta de Cristo, sem que isso realmente acontecesse. Quantas vezes pessoas foram enganadas, por homens corruptos de entendimento, que arrastavam casas inteiras, para contemplarem a decepção.

Quantas vezes esse ano, datas foram previstas, anunciadas a esmo, sem o Senhor se manifestar. Se conhecessem aquele que realmente chama (Jesus), nunca seriam enganados.

Paulo se indignava com esse homens ministeriáveis, que proclamavam a mentira, tanto que recomendou a Tito:

" Pois há muitos insubordinados, que não passam de faladores e enganadores, especialmente os do grupo da circuncisão. É necessário que eles sejam silenciados, pois estão arruinando famílias inteiras, ensinando coisas que não devem, e tudo por ganância. " Tito 1:10 e 1

Antigamente os da circuncisão, falavam demais, enganavam demais, mas, não era somente eles, Paulo mesmo disse: "especialmente os do grupo da circuncisão". Hoje, nada mudou, nas religiões também existem os faladores e enganadores.

"Eles devem ser silenciados, pois estão arruinando famílias inteiras..."

Muitos líderes de hoje deveriam ser silenciados.

Sobre o dia do Senhor também escreveu Paulo:

" Quanto à vinda de nosso Senhor Jesus Cristo e à nossa reunião com ele, nós vos rogamos, irmãos, que não vos movais facilmente do vosso modo de pensar, nem tão pouco vos perturbeis, nem por espírito, nem por palavra, nem por epístola como enviada de nós, como se o dia do Senhor estivesse já perto. Ninguém de modo algum vos engane; porque o dia não chegará sem que venha primeiro a apostasia e seja revelado o homem da iniqüidade, o filho da perdição, aquele que se opõe e se levanta contra tudo o que se chama Deus ou é objeto de adoração, de sorte que se assenta no santuário de Deus, ostentando-se como Deus. " 2 Tess. 2:1 a 4

Muitos se sentem como Deus, muitos estudiosos, revelam suas teorias, mas, não chegam a nenhum consenso. O conselho é objetivo: "ninguém de modo algum vos engane". Confie estritamente no que está escrito, não é necessário que outra pessoa, comece a divulgar mentiras, supostamente mencionadas por Deus.

Profecias carnais a parte, não existe nada mais para acrescentar.

"Pois tudo o que foi escrito no passado, foi escrito para nos ensinar, de forma que, por meio da perseverança e do bom ânimo procedentes das Escrituras, mantenhamos a nossa esperança. " Romanos 15:4

A nossa esperança está escondida em Cristo, não está aberta para ser influenciada, pelos que se filiaram ao partido da apostasia. Ninguém sabe quem é o filho da perdição, mas, sabe quem tem a audácia de influencia-lo. O filho da perdição pode estar induzindo as religiões, a abandonaram a fé santíssima, produzindo ações de iniquidade. Essas ações produzem estragos no corpo da igreja, porém, jamais poderão sobressair sobre ela.

Como alguém pode se opor a Deus?

Desprezar a ressurreição é a pior forma de se levantar contra o sagrado. Creíamos portanto, que muitas outras coisas deverão se manifestar, principalmente as coisas ocultas, que visam destituir a glória de Deus. Reflitam sobre a frase: " ...de sorte que se assenta no santuário de Deus, ostentando-se como Deus."

Quando diz santuário, diz que o íniquo está dentro da igreja, no lugar maior, na evidência dos olhos, promovendo o seu próprio desejo, o desejo denominacional. Tudo aquilo que parece simples, na verdade pode ser uma força oculta, que visa ludibriar os fiéis. Por vezes, alguns acabam acordando, desatando a corda presa ao pescoço.

Nós não sabemos quem é ele, mas, a apostasia certamente já começou.

Tanto que Paulo suplica a todos:

" Não vos lembrais que eu vos dizia estas coisas, quando ainda estava convosco? Agora sabeis aquilo que o detém, a fim de que seja revelado a seu tempo. Pois o mistério da iniqüidade já opera; somente até que seja removido aquele que agora o detém. Então será revelado o iníquo, a quem o Senhor Jesus matará com o assopro da sua boca e destruirá com a manifestação da sua vinda. A vinda desse ímpio é segundo a operação de Satanás com todo o poder, e com sinais e com prodígios mentirosos e com toda a sedução da injustiça para aqueles que perecem, porque não receberam o amor da verdade, a fim de serem salvos. " 2 Tess. 2: 5 a 10

Paulo não está entre nós, porém, o Espírito Santo que o inspirou, para escrever tão brilhante recado, ele (fielmente) continua entre nós. O mistério está entre nós, está operando, mas não resistirá ao poder de Deus.

Quando o sopro de Cristo atingi-lo, ele será destruído, findando todas as suas maquinações, realizadas contra a igreja resgatada. O iníquo será revelado, é uma promessa realizada por Deus. Após a ressurreição vendo o seu império de morte destruído, o mal novamente se organizou, com intuito de desviar o povo do verdadeiro caminho. Todos nós devemos tomar muito cuidado, para não desprezarmos o amor da verdade, que nos impede de perecer na incredulidade.

Satanás está operando, com mensageiros em vários cantos, assim como Deus foi representado por Cristo, também o mal, tem o seu representante, que está por detrás dessa maquinação mentirosa, que quer novamente manchar, a igreja resgatada pelo sangue. Ele está seduzindo muitos, operando grandes milagres, grandes manifestações, mas, conforme dito por Paulo, os sinais são mentirosos, o poder é falso, e quem por ele for seduzido incorrerá na perda da salvação.

Os anjos de Deus, lançam sobre os incrédulos, a operação do erro, para que eles tenham plena satisfação na mentira.

"Por isso lhes envia Deus a operação do erro, para que dêem crédito à mentira, a fim de que sejam julgados todos os que não deram crédito à verdade, antes tiveram prazer na injustiça. " 2 Tess. 2: 1 e 12

O prazer na injustiça, é a maior manifestação da apostasia, é adorar o que se opõe a Deus, é blasfemar contra o Espírito enviado. A religião quase sempre ignora essa mensagem.

E o que nós devemos fazer?

Diz o Espírito aos escolhidos, que ouviram a voz do verdadeiro pastor:

" Mas nós devemos sempre dar graças a Deus por vós, irmãos amados do Senhor, porque Deus vos escolheu desde o princípio para salvação na santificação do Espírito e na fé da verdade, ao qual estado vos chamou pelo nosso Evangelho para alcançardes a glória de nosso Senhor Jesus Cristo. Assim, pois, irmãos, estai firmes e conservai as tradições que aprendestes, seja por palavra, seja por epístola nossa. O mesmo nosso Senhor Jesus Cristo, e Deus nosso Pai que nos amou e nos deu eterna consolação e boa esperança pela graça, console os vossos corações e os confirme em toda a boa obra e palavra." 2 Tess. 2:13 a 17

É diante de palavras tão esplendorosas, que nós que fomos alistados, para combater a favor da fé, devemos glorificar o nome de Deus.

O filho da perdição não resistirá, Deus então consolará o justo, confirmando no ato final, a salvação daqueles que não foram confundidos.

Eldier.




Admin
Admin

Mensagens : 3187
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O homem da iniqüidade, o filho da perdição

Mensagem por Admin em Qua Jan 28, 2015 4:45 pm

.

Admin
Admin

Mensagens : 3187
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum