AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






Implantação de Unidade de Polícia Pacificadora em bairro violento de Curitiba, não alterou a rotina de orações da Congregação Cristã no Brasil

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Implantação de Unidade de Polícia Pacificadora em bairro violento de Curitiba, não alterou a rotina de orações da Congregação Cristã no Brasil

Mensagem por Eldier Khristos em Qui Mar 15, 2012 3:49 pm



A reportagem da Gazeta do Povo acompanhou durante 24 horas o cotidiano das 12 vilas do Bairro Uberaba que foram ocupadas, à revelia da comunidade, por centenas de policiais

Os 23 mil moradores de um dos extremos do Uberaba, em Curitiba, começaram a última quinta-feira sob cerco policial. Olhos acesos de curiosidade viam pelas janelas dos ônibus as luzes do giroflex na principal via de acesso à Vila Reno. O mesmo se dava em outras duas artérias do conjunto de 12 vilas que naquele instante estavam sendo ocupadas pela Polícia Militar e pela Guarda Municipal. Houve quem receasse a repetição da chacina de 2009. Não era o caso. Os moradores tardariam a descobrir que o governo do estado simplesmente não avisou que, naquele dia, colocaria em prática o projeto piloto da primeira Unidade Paraná Seguro (UPS), versão local das UPPs cariocas.

Uma população surpresa com uma quantidade jamais vista de policiais no bairro e uma rotina inalterada por causa disso foi o que encontrou a reportagem da Gazeta do Povo, que acompanhou o cotidiano das vilas do Uberaba durante 24 horas, das 19 horas de quinta-feira até as 19 horas de sexta. Apesar dos cerca de 200 policiais e guardas municipais que circulavam pelas ruas e vielas, as igrejas seguiram seus cultos normalmente, as famílias não deixaram de sair à noite e os amigos continuaram a beber sua pinga ou cerveja nos botecos. A maioria da população, salvo algumas lideranças comunitárias, nem sequer sabia o que estava se passando.

Reportagem na íntegra: http://www.gazetadopovo.com.br/pazsemvozemedo/conteudo.phtml?tl=1&id=1229853&tit=Um-dia-e-uma-noite-na-primeira-UPP-do-Parana


Fé na Vila Icaraí: fiéis mantêm encontro



Uma frágil lâmpada incandescente ilumina o aglomerado de pessoas em frente do número 237 da Rua Central, no Jardim Icaraí. Na frente do barraco de madeira, o cooperador da Congregação Cristã no Brasil Abraão Isaac Domingues evoca o Salmo 23 para encerrar a reunião de cânticos da última quinta-feira. Ele e mais oito “irmãos”, todos alinhados em terno e gravata, compartilham a palavra de Deus com outros fiéis levando a Bíblia nas mãos. Na comunidade vizinha, a Vila Reno, homens da Polícia Militar e da Guarda Municipal portam pistolas e fuzis.

Abraão, morador do Jardim Iguassu, é leiteiro há dez anos. “De dia o bolsinho, de noite o evangelho”, diz.

Essa é a rotina do homem que reveza o tempo entre o trabalho para sustentar a família e a missão evangelizadora. Toda quinta-feira, ele e o grupo de “irmãos” percorrem as vilas da região até chegar à casa da pessoa que solicitou a reunião de cânticos. Homens e mulheres costumam rezar em ambientes separados, elas cobrindo a cabeça com um véu. Em geral, esses encontros terminam com um lanche de confraternização.





Eldier Khristos
Membro

Mensagens : 659
Data de inscrição : 10/07/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum