AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






Palavra de Deus/on line: Filipenses Capítulo 2

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Palavra de Deus/on line: Filipenses Capítulo 2

Mensagem por Admin em Dom Abr 15, 2012 7:08 pm




“Portanto, se há algum conforto em Cristo, se alguma consolação de amor, se alguma comunhão no Espírito, se alguns entranháveis afetos e compaixões, Completai o meu gozo, para que sintais o mesmo, tendo o mesmo amor, o mesmo ânimo, sentindo uma mesma coisa. Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo. Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros. “ Filipenses 2:1 a 4

Sua vida está desconfortável amado (a)?

Para você existe algum conforto em Cristo?

Achegue-se a ele e receberás o afeto, sentirá o bálsamo da consolação, a força poderosa da unidade divina, que considera o próximo, tão mais importante que a si mesmo.

A humildade também é uma força poderosa, que iguala a todos, que nos faz considerar o problema do próximo, como se fosse nosso. O afeto, a compaixão, a consolação, são outras forças poderosas, que nos confortam em Cristo, nos animam a prática do amor incondicional.

Se Jesus considerasse que o pecado, não fosse problema seu, provavelmente ele teria evitado morrer na cruz. Ao considerar que o pecado, se tornou um agravante para a humanidade, algo injustificável, Jesus assume a responsabilidade do problema, com a humildade peculiar dos céus, ele resolve o problema, sob a justificativa de que o Pai amou o mundo, de maneira tal, que entregou seu próprio Filho para sustentar esse amor.

Que coisas inefáveis haveria para mencionar, que amor é esse que transcende todas as coisas, que considera o próximo maior?

Que amor é esse, que mesmo com todo o poder, esvazia-se dele, para ser igual a qualquer um de nós. Essa foi a conduta de Jesus, que Paulo repassou aos filipenses, e hoje, o Espírito repassa a sua alma.


“De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai. “ Filipenses 2: 5 a 11


O sofrimento foi o tirano do Senhor Jesus, esteve com ele durante toda a sua caminhada, naquele corpo estava o Espírito de Deus, que sustentava o espírito do Filho de Deus. Através dos olhos, do pensamento, das ações do corpo do Filho, Deus recebia no alto, informações sobre os efeitos das paixões carnais na sua criação, enquanto Jesus se comportava como um homem comum, combatendo contra o pecado, mesmo estando sujeito as mesmas tentações, embora não cedesse de forma alguma, a qualquer tipo de indução que viesse do diabo. Jesus sabia que seu espírito estava pronto, sabia também que mesmo assim, a carne estava enfraquecida, esvaziou-se, humilhou-se, não se importou em ficar sozinho, não se importou ser traído, na sua obediência, Deus o exaltou, colocou-o como soberano sobre a igreja, digno de todas as honras, digno de ser o Senhor dos vivos e dos mortos, de ser a Cabeça, cuja sabedoria nós dependemos.

Se tivermos o mesmo sentimento de Cristo, padecermos com ele, suportando todas as coisas, também receberemos honra, a recompensa pela obediência, o socorro que necessitamos.

Dê glória ao Cristo, cujos joelhos do céu se dobram, também na terra, como embaixo da terra.

Dê glória ao Cristo que morreu na cruz, representando a aflição do corpo da igreja.

Dê glória ao Cristo que derramou seu sangue para purificar a igreja.

Dê glória ao cordeiro inocente, morto pela insanidade dos homens.

Dê glória ao homem que não conheceu corrupção.

Dê glória a esse Jesus, que anteriormente foi previsto pelos profetas, que o apresentaram ao mundo como seu Salvador, como um dia explicou Paulo em Jerusalém:

E, havendo eles cumprido todas as coisas que dele estavam escritas, tirando-o do madeiro, o puseram na sepultura; Mas Deus o ressuscitou dentre os mortos.E ele por muitos dias foi visto pelos que subiram com ele da Galiléia a Jerusalém, e são suas testemunhas para com o povo. E nós vos anunciamos que a promessa que foi feita aos pais, Deus a cumpriu a nós, seus filhos, ressuscitando a Jesus; Como também está escrito no salmo segundo: Meu filho és tu, hoje te gerei. E que o ressuscitaria dentre os mortos, para nunca mais tornar à corrupção, disse-o assim: As santas e fiéis bênçãos de Davi vos darei. Por isso também em outro salmo diz: Não permitirás que o teu santo veja corrupção. Porque, na verdade, tendo Davi no seu tempo servido conforme a vontade de Deus, dormiu, foi posto junto de seus pais e viu a corrupção. Mas aquele a quem Deus ressuscitou nenhuma corrupção viu. Seja-vos, pois, notório, homens irmãos, que por este se vos anuncia a remissão dos pecados..E de tudo o que, pela lei de Moisés, não pudestes ser justificados, por ele é justificado todo aquele que crê.Vede, pois, que não venha sobre vós o que está dito nos profetas: Vede, ó desprezadores, e espantai-vos e desaparecei; Porque opero uma obra em vossos dias, Obra tal que não crereis, se alguém vo-la contar. “ Atos 13:24 a 41



Amado (a) do Deus de Israel, você está justificado, porque creu naquele que veio do céu, a salvação chegou a sua vida, para você nunca mais tornar a corrupção.

E novamente afirmou o apóstolo:

E ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou. “ 2 Cor. 5: 15

Somos efeito da justiça de Deus!

Devemos viver para Jesus!

Aquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus. “ 2 Cor. 5:21

As palavras do apóstolo ressoam agradáveis aos ouvidos:

“ De sorte que, meus amados, assim como sempre obedecestes, não só na minha presença, mas muito mais agora na minha ausência, assim também operai a vossa salvação com temor e tremor; Porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade. Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas; Para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo; Retendo a palavra da vida, para que no dia de Cristo possa gloriar-me de não ter corrido nem trabalhado em vão. “ Filipenses 2:12 a 16

Não somente na presença, também na ausência, a igreja perseverou na doutrina, com temor e tremor.

Com o temor do Espírito.

Com o tremor da virtude do Espírito.

Deus está atuando dentro da igreja através do Espírito, atuando dentro de ti, aperfeiçoando, edificando, consolando. Nas ações do justo, existe a operação de Deus, que move o espírito, para que ele execute todas as coisas, conforme o sentimento de Jesus Cristo. O Espírito foi concedido a igreja, para revelar os objetivos de Deus, o querer e o efetuar segundo a sua vontade.

O Espírito Santo é o revestimento, contra as paixões da carne, ele mantém-nos irrepreensíveis, sinceros, inculpáveis, diante do acusador. A constante batalha entre o mundo e a igreja, é uma realidade previamente revelada, Jesus purificou a igreja, para apresentá-la sem manchas diante de Deus, enquanto o mundo se manteve corrompido, perverso. Paulo revelou que também naquele momento, existia uma geração corrompida, apesar da igreja se encontrar no meio dela, a blindagem do Espírito Santo não permitia novamente, que as trevas viessem a se difundir. Paulo chama os justos de astros, com orgulho manifesta que ali estão irmãos e irmã iluminados, por reterem a palavra da vida em seus corações, por emanarem uma riqueza valorosa.



Amados (as) a palavra da vida está perto de ti, você é um astro no meio da treva, iluminando muitas almas através do seu testemunho. Aqui está o alento para o seu problema, está a cura para sua alma, a definição do seu futuro, a retenção da palavra da vida, que te faz justo na presença de Deus.

O mundo não conseguirá te corromper, a palavra da vida está escrita em seu coração, a blindagem do Espírito Santo está sobre ti, não tema! não tema! Ouça o que diz o Espírito, como astros do mundo no meio dessa geração, devemos estar prontos para avançar, abandonando as coisas que passaram, devemos seguir a diante, mesmo que aquilo que passamos, ainda esteja tão nítido em nossas mentes.

Disse ainda Paulo aquela igreja:

“ E, ainda que seja oferecido por libação sobre o sacrifício e serviço da vossa fé, folgo e me regozijo com todos vós. E vós também regozijai-vos e alegrai-vos comigo por isto mesmo. E espero no Senhor Jesus que em breve vos mandarei Timóteo, para que também eu esteja de bom ânimo, sabendo dos vossos negócios. Porque a ninguém tenho de igual sentimento, que sinceramente cuide do vosso estado; Porque todos buscam o que é seu, e não o que é de Cristo Jesus.” Filipenses 2: 17 a 21


Aqui demonstra todo o esforço do apóstolo, esforço que deve existir em você, em todo aquele que professa essa fé, não importa os sofrimentos, o serviço para qual fomos predestinados, é justamente batalhar pela fé, naquele momento Paulo, regozijava-se pelo empenho dos filipenses. Inclusive revela que em breve Timóteo estaria com eles, um líder com o mesmo sentimento de Paulo, com a mesma dedicação com a igreja de Deus, que não buscava outra coisa, senão justificar o sofrimento de Cristo.

Não devemos ter em nosso coração, algo além de agradar Jesus Cristo, devemos buscar a justiça, para que através dela as demais coisas sejam acrescentadas em nossa vida. A confiança que o apóstolo tinha em Timóteo, ressalta a importância da unidade, aquele que nada acrescenta na unidade, não pode ser considerado confiável, aquele busca somente o que é seu, agradar alguém, não está baseado na verdade.

Amado (a) busque considerar somente a Jesus Cristo, considerar aqueles que buscam agradá-lo, esse é o principal serviço da fé, como tornar a trazer aqueles que não estão no caminho correto.

Reflitamos sobre o zelo do apóstolo Paulo, sua submissão, amor para seus companheiros Epafrodito e Timóteo:

“ Mas bem sabeis qual a sua experiência, e que serviu comigo no evangelho, como filho ao pai. De sorte que espero vo-lo enviar logo que tenha provido a meus negócios. Mas confio no Senhor, que também eu mesmo em breve irei ter convosco. Julguei, contudo, necessário mandar-vos Epafrodito, meu irmão e cooperador, e companheiro nos combates, e vosso enviado para prover às minhas necessidades. Porquanto tinha muitas saudades de vós todos, e estava muito angustiado de que tivésseis ouvido que ele estivera doente. E de fato esteve doente, e quase à morte; mas Deus se apiedou dele, e não somente dele, mas também de mim, para que eu não tivesse tristeza sobre tristeza. Por isso vo-lo enviei mais depressa, para que, vendo-o outra vez, vos regozijeis, e eu tenha menos tristeza. Recebei-o, pois, no Senhor com todo o gozo, e tende-o em honra; Porque pela obra de Cristo chegou até bem próximo da morte, não fazendo caso da vida para suprir para comigo a falta do vosso serviço. “ Filipenses 2: 22 a 30

O Espírito Santo nos tornou experientes, aptos para manejar a palavra, Timóteo para Paulo se tornou um filho, senão pela carne, mas pelo evangelho. Aqui também Paulo não se esquece de Epafrodito, um grande servo de Deus, que esteve quase a morte, porém foi curado pela mão de Deus, faz então um pedido a congregação, que por esse motivo, o recebam com toda honra, porque pela obra de Deus, seu corpo quase provou a morte, não fazendo caso da vida, para suprir a necessidade do apóstolo.

Epafrodito foi enviado pela própria igreja de Filipos, para prover recursos a Paulo, junto de Paulo adoeceu, pela piedade de Deus se recuperou. Você também pode estar esperando alguma cura de Deus, ele certamente se lembrará de ti, dos dias em que você proveu alguns dos servos, que na sua casa estiveram, dando-lhes pouso, alimentação, honrando-os com a sua caridade.

E mesmo que você não tenha recebido ninguém, pelo simples motivo, do seu amor real para com seus irmãos, seu testemunho na igreja, sua comunhão, sua atitude de evitar as murmurações, as contendas, e qualquer outra força negativa, Deus enviará sobre ti as bênçãos. Para outros que necessitarem o aperfeiçoamento, Deus também confortará seus corações, mudando, moldando suas vidas.

Irmão e irmã, você é extremamente importante para a obra de Deus, você tem dado a sua vida, para honrar não ao seu líder, mas aos interesses de Deus, como também do Filho de Deus, que assinou com sangue, um compromisso com você.

O apóstolo importante como Paulo, não fez tudo sozinho nem poderia, aquilo que recebeu, ele concedeu pela humildade, a homens fiéis que pudessem igualmente repassar, com o mesmo sentimento de Cristo.

A obra não era dele, ele foi constituído para liderar, pregar, apostolar, se tornando um doutor no evangelho, entretanto, a humildade que outrora não existia, quando ele era perseguidor, agora era notória da igreja. Esse é o sentimento que devemos ter dentro de nós, que mesmo diante dos sofrimentos, a igreja é plenamente capaz de resolver mutuamente através do amor.

Jesus foi concedido ao mundo, para conforto da sua alma.

A parte desconfortável do pecado, já não prevalece em ti.

Deus esteja com todos.

Graça e paz.

Admin
Admin

Mensagens : 2943
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum