AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier



titulo da imagem

Posso casar com um católico, protestante, pentecostal? Qual fé é estranha? A sua ou a minha?

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Posso casar com um católico, protestante, pentecostal? Qual fé é estranha? A sua ou a minha?

Mensagem por Admin em Qua Maio 23, 2012 3:05 pm


Recebi a seguinte mensagem:

Paz de Deus!
Boa tarde de queria uns conselhos sobre casar com uma moça catolica!

Não vou expor o nome do irmão, apenas a resposta sobre a questão.

Deus criou o casamento, o homem inventou a religião.

Alguns dizem que existe fé estranha, ou pessoas estranhas a fé, nunca soube dizer quem realmente é estranho, e qual o motivo de tanto pampeiro, se o amor é maior que todas as coisas, aquilo que realmente permanece.

Certamente disse Paulo:

"Portanto, enquanto temos oportunidade, façamos o bem a todos, especialmente aos da família da fé." Gálatas 6:10

Alto lá! Quando diz "especialmente aos da família da fé", indica todo aquele que admite, que Jesus Cristo realmente veio em carne, não quer dizer portanto, fazer o bem a quem somente é da minha religião, dado ao sentimento exclusivista que governam as religiões.

" Vocês podem reconhecer o Espírito de Deus deste modo: todo espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne procede de Deus; mas todo espírito que não confessa a Jesus não procede de Deus. Esse é o espírito do anticristo, acerca do qual vocês ouviram que está vindo, e agora já está no mundo. Amados, amemo-nos uns aos outros, pois o amor procede de Deus. Aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor. " 1 João 4:2 a 8

Duras são as palavras acima para os religiosos, fato é, que se amo conheço a Deus, se digo que amo, sentindo ao contrário, estou mentindo que amo a Deus, a religião é tão exclusivista, que todas afirmam estar dentro da verdade, quando parece não haver sentindo nisso, principalmente diante das invencionices, pior, no sentimento de se acharem melhores do que as outras.

Logo, casar é uma atitude liberada por Deus, o jugo desigual é praticado pela religião, pela sua falta de amor em compreender a questão divina do casamento.

Não necessita-se buscar palavra sobre casamento, nem sinal para verificar se este ou aquele, está de acordo o consentimento divino, a carne por si mesma já é enganosa, porém Deus é um Espírito justo.

Disse unicamente Deus sobre o casamento:

"Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne. " Gênesis 2-24

Aqui cabe cabe a interpretação que Deus, não importou-se com a religião, porque ele mesmo visava a unidade.

Disse Deus sobre o casamento e a igreja:

"Porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo." Efésios 5:23

Cristo não é a cabeça de várias religiões, mas unicamente Cabeça da igreja, cabe ao homem honrar o seu compromisso com a mulher que escolheu.

Confirmação da palavra de Deus na graça revelada:

"Porque nunca ninguém odiou a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja; Porque somos membros do seu corpo, da sua carne, e dos seus ossos. Por isso deixará o homem seu pai e sua mãe, e se unirá a sua mulher; e serão dois numa carne. " Efésios 5:29 a 31

Veja, que aquilo que disse Deus na fundação do mundo, não caiu sequer uma virgula, as regras facciosas são inventadas pelos homens.

Igreja é igreja, religião é religião.

Deus permitiu ao homem ter sua própria mulher, sem especificar a escolha da religião. ( 1 Cor. 7-2)

É o conselho sobre a autoridade no casamento:

" O marido deve cumprir os seus deveres conjugais para com a sua mulher, e da mesma forma a mulher para com o seu marido. A mulher não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim o marido. Da mesma forma, o marido não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim a mulher. " 1 Cor. 7: 3 e 4

Novamente não induz a divisão, mas aos deveres recíprocos entre o homem e a mulher.

É o conselho sobre o casamento com descrente (sem ou que perdeu a fé):

"Aos outros eu mesmo digo isto, e não o Senhor: se um irmão tem mulher descrente, e ela se dispõe a viver com ele, não se divorcie dela. E, se uma mulher tem marido descrente, e ele se dispõe a viver com ela, não se divorcie dele. Pois o marido descrente é santificado por meio da mulher, e a mulher descrente é santificada por meio do marido. Se assim não fosse, seus filhos seriam impuros, mas agora são santos.Todavia, se o descrente separar-se, que se separe. Em tais casos, o irmão ou a irmã não fica debaixo de servidão; Deus nos chamou para vivermos em paz. Você, mulher, como sabe se salvará seu marido? Ou você, marido, como sabe se salvará sua mulher? Entretanto, cada um continue vivendo na condição que o Senhor lhe designou e de acordo com o chamado de Deus. Esta é a minha ordem para todas as igrejas. "1 Cor. 7:2 a 17

O problema não é escolher um conjugê católico, protestante, evangélico, da congregação, ou de qualquer outra denominação, se houver o amor que une, Deus estará motivando o casamento para que perdure, o problema será então as lideranças religiosas, as famílias, que sempre vão aconselhar que tal união não aconteça.

Isso biblicamente não é pecado, não está contra a palavra de Deus, desde que você se una com sua mulher, formando uma só carne, indicará a relação entre Jesus e a igreja, logicamente o mistério entre o Redentor e a igreja resgatada, está acima de qualquer coisa.

"Assim como a igreja está sujeita a Cristo, também as mulheres estejam em tudo sujeitas a seus maridos. Maridos, amem suas mulheres, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se a si mesmo por ela para santificá-la, tendo-a purificado pelo lavar da água mediante a palavra, e apresentá-la a si mesmo como igreja gloriosa, sem mancha nem ruga ou coisa semelhante, mas santa e inculpável. "Efésios 5:24 a 27

Um exemplo divino para ser seguido, consta na palavra de Deus:

" Nenhum um amonita nem moabita entrará na congregação do SENHOR; nem ainda a sua décima geração entrará na congregação do SENHOR eternamente. " Deuteronômio 23:3

Tempos depois Deus consente no casamento de Rute a moabita, com bom Boaz da tribo de Judá:

" Assim tomou Boaz a Rute, e ela lhe foi por mulher; e ele a possuiu, e o SENHOR lhe fez conceber, e deu à luz um filho. Então as mulheres disseram a Noemi: Bendito seja o SENHOR, que não deixou hoje de te dar remidor, e seja o seu nome afamado em Israel. Ele te será por restaurador da alma, e nutrirá a tua velhice, pois tua nora, que te ama, o deu à luz, e ela te é melhor do que sete filhos. E Noemi tomou o filho, e o pôs no seu colo, e foi sua ama. E as vizinhas lhe deram um nome, dizendo: A Noemi nasceu um filho. E deram-lhe o nome de Obede. Este é o pai de Jessé, pai de Davi. " Rute 4:13 a 17

Quem insiste em colocar barreiras são as religiões, que impedem o livro curso do Espírito Santo, o único que tem o poder de esclarecer, de dissipar as trevas dos olhos, de colocar a todos numa perfeita unidade.

Ao irmão que pediu o conselho, peço que julgue todos os fatos, causas, consequências, assente-se com Deus, ore em comunhão com o Espírito, com certeza, Deus te esclarecerá, dando a você a direção correta a seguir.

Eldier.






Admin
Admin
Admin

Mensagens: 1888
Data de inscrição: 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum