AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






Davi uma pulga atrás da orelha de Saul

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Davi uma pulga atrás da orelha de Saul

Mensagem por Admin em Seg Jul 09, 2012 5:55 pm





Numa caverna no deserto de En-Gedi, Davi cortou uma ponta do manto de Saul, uma simples demonstração que naquele momento, poderia ter exterminado a vida de Saul, que a caçada estaria terminada. Aqueles que estavam com Davi, tentaram induzi-lo a matar o rei, aquilo porém não pareceu correto, a consciência do escolhido (Davi) impediu a inconsequência.


"Que o SENHOR me livre de fazer tal coisa a meu senhor, de erguer a mão contra ele; pois é o ungido do Senhor.Com essas palavras Davi repreendeu os soldados e não permitiu que atacassem Saul. E este saiu da caverna e seguiu seu caminho. Então Davi saiu da caverna e gritou para Saul: Ó rei, meu senhor! Quando Saul olhou para trás,Davi inclinou-se, rosto em terra. " 1 Samuel 24:6 a 8

Como é maravilhoso ter um Deus livrador, que não permite ao espírito do homem, agredir a sua própria alma. Maravilhoso também foi a ordem de Davi, que prontamente foi acatada pelos seus, o importante foi não se intrometer nas questões de Deus, a vingança pertence a ele, Saul devia satisfação a Deus, não era necessário Davi manchar as suas vestes, numa causa que não era sua, logicamente, ele era o homem perseguido, que importava isso, em todos as vezes aquele que o escolheu, não o livrou das mãos de Saul?

Davi declarou a Saul:

"Por que o rei dá atenção aos que dizem que eu pretendo lhe fazer mal? Hoje o rei pode ver com os próprios olhos como o Senhor o entregou em minhas mãos na caverna. Alguns insistiram que eu o matasse, mas eu o poupei, pois disse: Não erguerei a mão contra meu senhor, pois ele é o ungido do Senhor. Olha, meu pai, olha para este pedaço de teu manto em minha mão! Cortei a ponta de teu manto, mas não o matei. Agora entende e reconhece que não sou culpado de fazer o mal ou de rebelar-me. Não lhe fiz mal algum, embora estejas à minha procura para tirar-me a vida. "1 Samuel 24: 9 a 11

Creio que Saul não odiava Davi, o espírito que o dominava, este sim, queria matá-lo. Como perdeu o elo de ligação com Deus, o rei deveria sofrer com as influências alheias, talvez achasse que Davi poderia ter o mesmo ímpeto, a semelhança do seu caráter, acreditando que poderia querer assassiná-lo, Davi tentava de todo modo, convencer Saul, que ele não tinha esse direito, se assim fosse, não teria se preocupado com o pedaço de um manto, teria aproveitado para degolar o perseguidor.

A situação de Davi era extremamente desconfortável, embora tivesse o poder, a escolha de Deus a seu favor, ele não tinha por objetivo matar, entretanto, ser perseguido sendo inocente, parecia tirar-lhe a paz, ele tenta utilizar dessa argumentação com Saul:


"O Senhor julgue entre mim e ti. Vingue ele os males que tens feito contra mim, mas não levantarei a mão contra ti. Como diz o provérbio antigo: Dos ímpios vêm coisas ímpias; por isso não levantarei a minha mão contra ti. Contra quem saiu o rei de Israel? A quem está perseguindo? A um cão morto! A uma pulga!O Senhor seja o juiz e nos julgue. Considere ele minha causa e a sustente; que ele me julgue, livrando-me de tuas mãos. "1 Samuel 24:12 a 15

Quem seria o cão morto, a pulga?

Davi apresenta Deus como seu advogado, que Saul arrume o seu. O provérbio acerta o rosto de Saul, de modo figurativo, Davi diz a Saul, que luz e trevas são opostos, enquanto o maligno desejava sua morte, a benignidade divina deixava nas mãos de Deus, a decisão sobre a legitimidade dessa perseguição.

Qual seria a sentença de Deus?

Davi exalta o rei de Israel, se apresenta como o cão morto, a pulga inofensiva, que somente Deus pode considerar algo ao seu favor. Saul viveu com essa pulga atrás da orelha...

Saul é chamado de pai, mais um duro golpe, justamente por não reputar Davi como filho, como poderia diante da perseguição atroz empreendida. Na frente de três mil dos seu melhores soldados, um rei chora copiosamente, num estranho momento de lucidez:

"É você, meu filho Davi? E chorou em voz alta. Você é mais justo do que eu, disse ele a Davi. Você me tratou bem, mas eu o tratei mal. Você acabou de mostrar o bem que me tem feito; o Senhor me entregou em suas mãos, mas você não me matou. Quando um homem encontra um inimigo e o deixa ir sem fazer-lhe mal? O Senhor o recompense com o bem, pelo modo como você me tratou hoje. Agora tenho certeza de que você será rei e de que o reino de Israel será firmado em suas mãos. Portanto, jure-me pelo Senhor que você não eliminará meus descendentes nem fará meu nome desaparecer da família de meu pai. Então Davi fez seu juramento a Saul. E este voltou para casa, mas Davi e seus soldados foram para a fortaleza. " 1 Samuel 24:16 a 22

Se os homens de Saul compreenderam alguma coisa, guardaram-na para si, o perseguidor mudava ali o seu discurso, chamando a quem queria assassinar agora de filho. Deus julgou a causa a favor de Davi, naquele momento a sentença foi favorável, ao homem segundo o coração de Deus.

O maligno não resistiu a luz:

"Amados, nunca procurem vingar-se, mas deixem com Deus a ira, pois está escrito: Minha é a vingança; eu retribuirei, diz o Senhor. Pelo contrário: Se o seu inimigo tiver fome, dê-lhe de comer; se tiver sede, dê-lhe de beber. Fazendo isso, você amontoará brasas vivas sobre a cabeça dele. Não se deixem vencer pelo mal, mas vençam o mal com o bem. "Romanos 12:19 a 21

Saul reconheceu sobre quem estava o Espírito Santo, o rei ainda conseguiu o benefício, de que Davi firmado no trono, não exterminaria sua geração, nem mesmo isso o impediu de continuar sua perseguição, a total ausência do bem atormentava o coração vazio do rei.

O rei teve sua cabeça cortada em sua última batalha, nem mesmo isso gerou contentamento em Davi, antes porém houve uma grande exaltação da sua parte:

"Do sangue dos mortos, da carne dos guerreiros, o arco de Jônatas nunca recuou, a espada de Saul sempre cumpriu a sua tarefa. Saul e Jônatas, mui amados, nem na vida nem na morte foram separados. Eram mais ágeis que as águias, mais fortes que os leões. "2 Samuel 1:22 a 23

O Senhor recompensou Davi com o bem...

Graça e paz.

Eldier


Admin
Admin

Mensagens : 3189
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Davi uma pulga atrás da orelha de Saul

Mensagem por Admin em Qua Abr 09, 2014 8:49 pm

.

Admin
Admin

Mensagens : 3189
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Davi uma pulga atrás da orelha de Saul

Mensagem por Admin em Seg Maio 29, 2017 3:50 pm

.

Admin
Admin

Mensagens : 3189
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Davi uma pulga atrás da orelha de Saul

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum