AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






Entradas para o teatro Congregação Cristã no Brasil

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Entradas para o teatro Congregação Cristã no Brasil

Mensagem por Admin em Ter Ago 21, 2012 7:07 pm

Atenção: Texto para reflexão, conteúdo não difamatório.


--------------------------------


Meu desejo é edificar a minha alma, estar junto dos meus irmãos, falando a verdade...

Certo dia disse o apóstolo Pedro:

Sede, portanto, prudentes e sóbrios para oração, tendo antes de tudo ardente caridade uns para com os outros, porque a caridade cobre a multidão dos pecados; exercitando hospitalidade uns com os outros sem murmuração; cada um de vós, segundo o dom que recebeu, comunicando-o uns aos outros, como bons despenseiros das várias graças de Deus. Se alguém fala, fale como oráculos de Deus; se alguém ministra, ministre como da força que Deus dá, para que em tudo Deus seja glorificado por Jesus Cristo, a quem pertence a glória e o domínio pelos séculos dos séculos. Amém. “1 Pedro 4:7 a 11

Murmuração é um pequeno detalhe, na verdade, nem todos são convictos do seu dom, nem todos os "despenseiros" são sinceros e fiéis. O encarregado da despensa, não deve fazer tanto teatro, as visagens podem até impressionar, o efeito, contudo, é nulo. Se alguém fala, que a sua fala seja infalível, porque a palavra é infalível, é à força de Deus, escrita por homens, aqui um grande detalhe: “...a profecia jamais foi dada pela vontade dos homens, mas os homens da parte de Deus falavam, movidos pelo Espírito Santo.” 2 Pedro 1:21

Do púlpito são supostamente anunciados os oráculos, será mesmo que deva ser assim? Eu necessito aguardar tantos dias para “buscar” a palavra, ou a palavra falada pela força de Deus, tem o poder de me buscar onde estiver? O despenseiro deve falar pela força de Deus, não como dominador da minha fé, não através de falas decoradas, me impressionando que o diabo esteja me perseguindo, porque isso eu já sei, ”Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar...”(1 Pedro 5:8).

O próprio Espírito esclarece: “ Eia agora, vós que dizeis: Hoje ou amanhã iremos a tal cidade, ali passaremos um ano, negociaremos e ganharemos; vós não sabeis o que sucederá amanhã. Que é a vossa vida? Pois nada mais sois que um vapor que aparece por um pouco, e logo se desvanece; em vez de dizerdes: Se o Senhor quiser, viveremos, e faremos isto ou aquilo. Agora, porém, vos jactais das vossas presunções; toda a jactância tal como esta é maligna. Portanto para quem sabe fazer o bem, e não o faz, para esse é pecado.” Tiago 4: 13 a 17

Um apóstolo se denominou “o mínimo de todos os santos”( Efésios 3:4), como também “o menor de todos os apóstolos” (1 Cor. 15:9), dizia ele sobre a graça e o seu trabalho:

Pois sou o menor dos apóstolos e nem sequer mereço ser chamado apóstolo, porque persegui a igreja de Deus. Mas, pela graça de Deus, sou o que sou, e sua graça para comigo não foi em vão; antes, trabalhei mais do que todos eles; contudo, não eu, mas a graça de Deus comigo. Portanto, quer tenha sido eu, quer tenham sido eles, é isto que pregamos, e é isto que vocês creram. “ 1 Cor. 15:10 e 11


Ele parou de fazer teatro, na sua rotina religiosa, perseguiu a igreja, mas a graça de Deus o trouxe para a realidade da graça. A humildade se tornou sua aliada, não importa quem faria o serviço, nem o tamanho do serviço a ser realizado, importava o coração crer no Deus vivo. Quando falamos no Deus vivo, devemos abandonar toda e qualquer futilidade, rotina, desvarios, sofismas, ilusões, coisas semelhantes produzidas pela carne.


Podemos seguir o exemplo apostólico, ou sermos aprisionados pela covardia, ninguém tem o direito de destruir a esperança de alguém, desde que essa esperança seja Jesus Cristo, agora se todo o meu depósito é efetuado diretamente no púlpito, demonstra que tantos anos de “caminho” foram insuficientes para me fazer sabedor, quanto à verdadeira vontade de Deus.

A minha esperança encontra-se escondida em Cristo, não no teatro religioso, cujas entradas têm um alto preço, o tempo perdido da alma. Nem tudo está perdido: “Reine em vossos corações a paz de Cristo, à qual também fostes chamados em um só corpo: e sede agradecidos. A palavra de Cristo habite em vós ricamente, em toda a sabedoria, instruindo e admoestando-vos uns aos outros com salmos, hinos e cânticos espirituais, com gratidão louvando a Deus em vossos corações.Tudo quanto fizerdes, quer de palavras quer de obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai.” Colossenses 3:15 a 17

Cada um de nós possui um dom, a rotina não faz-nos mais crente, a acomodação na graça de Deus, é um pleno indicativo da nossa dependência pelo teatro, esse culto altamente nocivo, cujo expoente da verdade, a resposta da nossa vida, somente possa ocorrer, pelo derramamento que venha do púlpito, de uma única boca apenas. Não irmãos! Não é assim que deve ser o nosso culto racional, o ensino apostólico ensinou a igreja da seguinte maneira:

Quando ele subiu ao alto, levou cativo o cativeiro, Deu dons aos homens. (Ora que quer dizer isto: Ele subiu, senão que também desceu aos lugares mais baixos da terra? Aquele que desceu é também o que subiu muito acima de todos os céus, para encher todas as coisas.) Ele deu uns como apóstolos, outros como profetas, outros como evangelistas, outros como pastores e mestres, tendo em vista o aperfeiçoamento dos santos para o trabalho do ministério, para a edificação do corpo de Cristo, até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, ao estado de homem feito, à medida da estatura da plenitude de Cristo, para que não mais sejamos meninos, jogados de um para outro lado e levados ao redor por todos os ventos de doutrina, pela fraudulência dos homens, pela astúcia tendente à maquinação do erro; mas praticando a verdade em amor, cresçamos em todas as coisas até chegarmos a ele, que é a cabeça, Cristo,de quem todo o corpo conjuntado e coligado pelo que toda a junta supre, segundo a operação na medida de cada membro, efetua o aumento do corpo para edificação de si mesmo em amor. ” Efésios 4:8 a 16

Aqui está a mais transparente representação, do aperfeiçoamento que ocorre, quando o ministério mutuamente executa esse trabalho, tendo como único objetivo edificar o corpo de Cristo, à igreja, para que compreendamos vivamente, o destino que devemos trilhar, regozijando sob influência da unidade da fé, que penetra a mente de Cristo o Filho de Deus, a cabeça (e raciocínio) do corpo. Isso nos transforma em homens completos, novas criaturas, ao mesmo nível do Senhor Jesus Cristo, que em todo o seu tempo, neste mundo terreno tenebroso, jamais se dobrou ao teatro dos religiosos.

Irmãos a religião não deve dominar nossa alma, o exagero é o vento provocado, pela doutrina dos homens comuns. A trama dos homens preocupavam os apóstolos, alguns encenavam tão bem os seus teatros, que facilmente se passavam por ministros de justiça ( 1 Cor. 11:15). Na realidade somente pela prática do amor, podemos chegarmos a Cristo, somos membros do corpo dele, sendo ele a cabeça, que ativa os comandos, para que cada um dos membros possa desenvolver sua função, fazendo com que todo o corpo cresça através da edificação.

Se hoje o corpo é mirrado, não sendo percebido por alguns, se dá pela falta de vitamina, das dietas equivocadas, pela falta de exercício da fé verdadeira, fadada ao clichê religioso. Enquanto muitos líderes se consideram os protagonistas, fazendo do rebanho mero coadjuvante, os apóstolos se declaravam os últimos...

Pois penso que Deus nos tem posto a nós, os apóstolos, pelos últimos, como sentenciados à morte; somos feitos espetáculo ao mundo, tanto a anjos como a homens. Nós somos estultos por amor de Cristo, mas vós sábios em Cristo; nós fracos, mas vós fortes; vós honrados, mas nós desprezados. Até esta hora padecemos fome, e sede, e nudez, e somos esbofeteados, e não temos morada certa, e fatigamo-nos, trabalhando com as nossas próprias mãos; quando vilipendiados, bendizemos; perseguidos, sofremos; difamados, rogamos; somos feitos como refugo do mundo, como escória de tudo até agora. “ 1 Cor. 4:9 a 13

Enquanto alguns fazem seus espetáculos através dos púlpitos, julgando serem infalíveis, detentores de um poder supremo. Os apóstolos verdadeiramente moviam o rebanho, não pela excelência das palavras, mas pela unção do verdadeiro poder.

Como declarou Paulo a igreja de Corinto:

Eu estive entre vós em fraqueza, em temor e em grande tremor; e o meu ensino e a minha pregação não foram em palavras persuasivas de sabedoria, mas em demonstração do Espírito e do poder, para que a vossa fé não se baseie na sabedoria dos homens, mas no poder de Deus. ”1 Cor. 2:3 a 5

Não devemos parar de ir ao culto religioso, somente devemos por nossa confiança, naquele que realmente pode mudar a história da nossa vida.

Se nesta vida temos unicamente esperado em Cristo, somos de todos os homens os mais dignos de lástima.” 1 Cor. 15:19

Nesta vida não temos além da oposição da carne, agora, se esperamos sermos ressuscitados em glória, transformados no mesmo corpo glorioso de Cristo, deixemos o teatro da religião, para definitivamente andarmos em Espírito.

Honremos a todos os homens, não de modo a terminar pela carne, ninguém inchado pode ser considerado representante de Cristo. Quanto a nossa esperança, a nossa história, o final dela, tudo já foi escrito por Deus, basta que nossa conduta como cristão, não venha alterar sequer uma vírgula da predestinação.

Oração apostólica de agradecimento:

Por esta causa dobro os meus joelhos ao Pai, de quem toma o nome toda a família nos céus e sobre a terra, para que ele vos conceda, conforme as riquezas da sua glória, que sejais robustecidos com poder pelo seu Espírito no homem interior; que habite Cristo pela fé em vossos corações, sendo vós arraigados e fundados em amor, a fim de poderdes compreender com todos os santos qual é a largura e o comprimento e a altura e a profundidade, e conhecer o amor de Cristo, que sobrepuja a ciência, para que sejais cheios até a inteira plenitude de Deus. Ora, àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, segundo o poder que opera em nós, a esse seja glória na igreja e em Cristo Jesus por todas as gerações do século dos séculos. Amém. “ Efésios 3:14 a 21

Fecham-se as cortinas....

Eldier.


Admin
Admin

Mensagens : 3188
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum