AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






Furacão Igreja

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Furacão Igreja

Mensagem por Admin em Qui Out 18, 2012 7:20 pm



Existe na religião um entusiasmo humano, um emocionalismo descomprometido, sem ação direta do Espírito Santo. Nicodemus encontra-se com Jesus sob essas influências, ele reconhece em parte que Jesus vem Deus, que somente um legítimo filho gerado, é capaz de produzir milagres tais, impossíveis de não aceitação, claro, em parte ele crê, sua consciência não está aceitando num todo essa verdade.

Jesus não agradece o elogio, com sabedoria emenda as palavras de Nicodemus, mestre da lei, membro do *sinédrio, que se ele não nascer de novo, todas as demais coisas são relevantes. Para pertencer ao reino de Deus, é necessário ser uma nova criatura, Nicodemus deveria nascer de novo, da água e do Espírito, afinal, purificação e renovação são atadas pela doutrina de Cristo.

Quem nasce da carne é como Adão, inconsequente, quem nasce do Espírito é como Cristo, consciente, fácil é a explicação, Jesus é a cabeça. Surge então uma frase fantástica, que se tornaria um furacão na vida do Mestre da Lei:

O vento sopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai: assim é todo aquele que é nascido do Espírito. “ João 3:8

O vento é um agente de Deus, na meteorologia, os ventos são muitas vezes expressos de acordo com a sua força e a direção de onde ele está soprando. Os ventos com grandes variações de velocidade em um curto espaço de tempo são chamados de rajadas, que também pode se referir aos curtos momentos em que a velocidade do vento é a máxima. Os ventos fortes de duração intermediária (cerca de um minuto) são chamados de instabilidade ou lufada. Os ventos de longa duração têm diversos nomes associados com a sua intensidade média, como a brisa,vento, tempestade, furacão e tufão. (Wikipedia)

Naquele momento o vento atingiu em cheio, a consciência do homem religioso, houve uma devastação das ideias, os “estragos” trouxeram novas perspectivas, a indagação como alguém sendo velho poderia nascer de novo, é algo que ocorreria com outros espíritos, o furacão doutrinário do Senhor Jesus, foi arrancando os alicerces da incoerência.

Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne, é carne; e o que é nascido do Espírito, é espírito. “ João 3:5 a 6

Jesus daria uma nova “brisa” (concepção) a Paulo:

O primeiro homem, Adão, foi feito em alma vivente; o último Adão em espírito vivificante. “ 1 Cor. 15:45

Dadas as circunstâncias da predestinação, o vento deixou de soprar por um momento, foram três insuportáveis dias sem alento. Retornando ao evento com Nicodemus, alguém que sente os efeitos do calor, tende a se refrescar com o invisível, a brisa da manha é atraente ao corpo, não sabemos para aonde irá depois, quando vai retornar, se em forma de vento, tempestade ou furacão, o que de fato fica nítido ao homem, é que não temos domínio sobre as formas do vento, Jesus magistralmente desafia o Mestre da Lei, aquele que nasce do Espírito, está livre sob qualquer aspecto.

Não enxergamos o Espírito, na ressurreição ele penetrou o túmulo do Senhor, devolvendo-lhe a vida, assim estava determinado pela Escritura, apesar de seus discípulos não compreenderem essa questão, que exatamente se iniciará com Nicodemus, foi então que a velocidade do vento aumentou, abalando as estruturas da terra, até que se transformasse num pequenino sopro, que faria todos sentirem os efeitos da graça, do novo nascimento, da sabedoria que vem do alto:


Os discípulos alegraram-se muito ao verem o Senhor. Jesus de novo disse-lhes: Paz seja convosco; como o Pai me enviou a mim, assim eu vos envio a vós. Dito isto, soprou sobre eles e disse-lhes: Recebei o Espírito Santo.” João 20:22


Esse sopro permaneceu sobre seus discípulos, até que definitivamente fosse derramado sobre todos, sob forma de um vento impetuoso:

Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar; de repente veio do céu um ruído, como de um vento impetuoso, que encheu toda a casa onde estavam sentados e lhes apareceram umas como línguas de fogo, as quais se distribuíram, para repousar sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas, conforme o Espírito lhes concedia que falassem. “ Atos 2:1 a 4

Também do céu sobrevieram um turbilhão de dons, a igreja estava purificada, aperfeiçoada para edificação do corpo de Cristo. O diálogo entre Jesus e Nicodemus, durou uns poucos momentos, mas como definição sobre nascer da água e do Espírito, as marcas de Jesus concluiriam através de Paulo, que aqueles que estão em Cristo novas criaturas são, “...passou o que era velho, eis que se fez novo “ 2 Cor. 5:17, somos criados para novas formas de boas obras, “...as quais Deus antes preparou para que andássemos nelas “ Efésios 2:10.

Não fomos renascidos, para que por qualquer pé de vento de doutrinas falsas, sejamos levados para longe de Deus. Fomos aperfeiçoados para edificação do corpo de Cristo, aprendemos assim com ele, que a verdade está somente nele, ele despiu o velho homem com seu procedimento anterior, totalmente corrompido pelo engano, renovou o espírito da nossa mente, revestindo a cada um do novo homem. que segundo Deus foi criado em justiça e santidade da verdade (Efésios 4:24).


Ele deu uns como apóstolos, outros como profetas, outros como evangelistas, outros como pastores e mestres, tendo em vista o aperfeiçoamento dos santos para o trabalho do ministério, para a edificação do corpo de Cristo, até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, ao estado de homem feito, à medida da estatura da plenitude de Cristo, para que não mais sejamos meninos, jogados de um para outro lado e levados ao redor por todos os ventos de doutrina, pela fraudulência dos homens, pela astúcia tendente à maquinação do erro; mas praticando a verdade em amor, cresçamos em todas as coisas até chegarmos a ele, que é a cabeça, Cristo, de quem todo o corpo conjuntado e coligado pelo que toda a junta supre, segundo a operação na medida de cada membro, efetua o aumento do corpo para edificação de si mesmo em amor. “ Efésios 4:11 a 16


Eldier

-----


P.s.:O Sinédrio (Sanhedrim) era a Corte Suprema da lei judia, com a missão de administrar justiça, interpretando e aplicando a Torá (Pentateuco ou Lei de Moisés), tanto oral como escrita. Exercia, simultaneamente, a representação do povo judeu perante a autoridade romana. De acordo com uma antiga tradição, tinha setenta e um membros, herdeiros, segundo se supunha, das tarefas desempenhadas pelos setenta anciãos que ajudavam a Moisés na administração da justiça, além do proprio Moisés. (
Opus Dei)

Admin
Admin

Mensagens : 3222
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum