AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






Tenha misericórdia de mim Senhor, misericórdia sem fim, só não caia eu nas mãos dos homens

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Tenha misericórdia de mim Senhor, misericórdia sem fim, só não caia eu nas mãos dos homens

Mensagem por Admin em Qua Maio 15, 2013 6:54 pm







Para o justo...

“As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; Novas são cada manhã; grande é a tua fidelidade. “ Lamentações 3:22 e 23


Quase todos os dias nos sentimos impuros, a melhor coisa nesse momento, é reconhecer a nossa miséria.

Não se assuste!

Do alto é derramada diariamente as misericórdias do Senhor, a sua palavra (o verbo) remove e limpa o que não somos capazes de fazer, tampouco nossos líderes:

“Tem misericórdia de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; apaga as minhas transgressões, segundo a multidão das tuas misericórdias. Lava-me completamente da minha iniqüidade, e purifica-me do meu pecado. Porque eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim. Contra ti, contra ti somente pequei, e fiz o que é mal à tua vista, para que sejas justificado quando falares, e puro quando julgares. Eis que em iniqüidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe. Eis que amas a verdade no íntimo, e no oculto me fazes conhecer a sabedoria. Purifica-me com hissope, e ficarei puro; lava-me, e ficarei mais branco do que a neve. “ Salmos 51: 1 a 7

O pedido de Davi é feito num momento de extrema tristeza, ele estava sujo diante de Deus, nenhum sacerdote poderia remover o seu pecado, senão por consentimento divino. A primeira expressão de um ser desesperado para o Senhor de todos, é rogar “tem misericórdia Senhor”, não existe um que já não clamou dessa maneira, Davi clamou a Deus: “tem misericórdia”. O grande rei reconheceu a benevolência do Senhor, em outro dos seus muitos pecados ele desabafou: “Estou em grande angústia; caia eu, pois, nas mãos do SENHOR, porque são muitíssimas as suas misericórdias; mas que eu não caia nas mãos dos homens. “ 1 Crônicas 21:13

Depois do reconhecimento, devemos crer que o Senhor apaga os pecados, o salmista enxerga a dimensão da misericórdia divina, como uma multidão, incalculável. O batismo é incluído no processo de salvação, o que devemos compreender, é que mesmo após batizarmos, não estamos livres da imundície da carne, contudo, em Cristo somos conscientes dos nossos pecados, algo que não acontecia anterior ao crer definitivamente, por isso testifica o apóstolo Paulo, sobre aquele que foi feito Cabeça da igreja:

“E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados, Em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência. Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também. Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou, Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos)...” Efésios 2:1 a 5

E novamente:

“Mas vós não aprendestes assim a Cristo, Se é que o tendes ouvido, e nele fostes ensinados, como está a verdade em Jesus; Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano; E vos renoveis no espírito da vossa mente; E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade. “ Efésios 4:20 a 24

O salmista nunca permitiu se separar de Deus, ele andava com Deus, seu coração amolecido facilmente reconhecia seu pecado. Sabia ele que somente Deus poderia perdoá-lo, suportá-lo, o Deus que conhecia seu coração, era o único capaz de promover a limpeza e remoção do seu pecado. Davi era consciente da carne pecaminosa, mesmo sendo anterior ao batismo, o Espírito de Cristo guiava o rei de Israel. Davi não era isento de pecado, a diferença é que ele foi ensinado por Deus, o Senhor o trazia de volta para a realidade, Davi foi um símbolo do Cristo, do homem que redimiu Israel, falando da carne, ele mesmo esperava aquele que iria redimir o seu espírito, o único homem que não cederia ao pecado que tanto o machucava.

Davi embora carne, não andava desgarrado pelo mundo, a sombra do Senhor o acompanhava, o espírito da desobediência nunca conseguiu penetrar seu coração, fixando ali morada para desvirtuar o seu caminho para sempre, como vemos no Salmo acima, Davi clamava por misericórdia, “tem misericórdia”, Davi queria ser limpo do seu pecado, o homem não consegue isso instantaneamente, somente o poder de Deus pode perdoar o homem, ou conceder direito a um justo, de interceder pela alma pecadora. Certamente diz o Senhor, que a alma que pecar essa morrerá, todavia diz também que o Senhor não tem prazer na morte de nenhum homem, mas espera que todos se convertam dos seus pecados, “...que todos os homens se salvem, e conheçam a verdade” (1 Timóte 2:4).

Não é em vão que o Espírito afirma que Deus é riquíssimo em misericórdia, “pelo amor que nos amou” é a prova de que ele é benevolente, pois nos trouxe da morte ocorrida pelo pecado, para vida através da graça de seu Filho. Deus modificou o curso da humanidade, destronou o príncipe das trevas, coroando o príncipe da vida, o grande autor da vida, que os homens desprovidos de entendimento assassinaram, cujo registro bíblico jamais esqueceu:

Mas vós negastes o Santo e o Justo, e pedistes que se vos desse um homem homicida. E matastes o Príncipe da vida, ao qual Deus ressuscitou dentre os mortos, do que nós somos testemunhas. E pela fé no seu nome fez o seu nome fortalecer a este que vedes e conheceis; sim, a fé que vem por ele, deu a este, na presença de todos vós, esta perfeita saúde. E agora, irmãos, eu sei que o fizestes por ignorância, como também os vossos príncipes. Mas Deus assim cumpriu o que já dantes pela boca de todos os seus profetas havia anunciado; que o Cristo havia de padecer. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos do refrigério pela presença do Senhor...” Atos 3:14 a 19

O Senhor deu saúde aos homens da fé, não somente a Davi, todos eles provaram da saúde do Espírito, a doutrina perfeita de Cristo os vivificou, mesmo quando eles pareciam prostrados para sempre diante do pecado. Hoje pelo arrependimento, existe o perdão, o desaparecimento dos pecados que nos separavam de Deus, é na morte de Cristo que nós somos batizados, sabendo que o velho homem foi crucificado, para que o novo homem surgisse segundo Cristo.

Nenhum homem tem poder para dizer quem está limpo, apenas Jesus em vida tinha esse direito, no dia em que Pedro não queria que ele lhe tocasse os pés para o lavar, Jesus afirmou diante da sua negação, que se ele não permitisse não teria parte com ele.


“Disse-lhe Pedro: Nunca me lavarás os pés. Respondeu-lhe Jesus: Se eu te não lavar, não tens parte comigo. Disse-lhe Simão Pedro: Senhor, não só os meus pés, mas também as mãos e a cabeça. Disse-lhe Jesus: Aquele que está lavado não necessita de lavar senão os pés, pois no mais todo está limpo. Ora vós estais limpos, mas não todos. Porque bem sabia ele quem o havia de trair; por isso disse: Nem todos estais limpos. “ João 13:8 a 11

Existem provas visíveis que pertencemos ao Senhor, naquele momento com Cristo, o diabo já havia possuído o coração de Judas, as coisas, todas as coisas já estavam nas mãos do Cristo, as nossas vidas já estavam com ele, como também todas as demais que anunciaram a sua vinda, os chamados homens e mulheres da fé anteriores a sua manifestação em carne.

Maravilhosamente o evangelho descreve, que Jesus sabendo que saíra de Deus e voltaria para o Pai, imortalizou esse momento, deixando para memória da igreja, a atitude de lavar os pés de seus discípulos, ele preparou a água na bacia, ele começou a lavar os pés de seus discípulos, pés que levariam a mensagem do evangelho, pés que foram exaltados pelo profeta, “...eis sobre os montes os pés do que traz as boas novas, do que anuncia a paz! “(N a u m 1:15), que Paulo fez questão de relembrar , “...quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho de paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas “ (Romanos 10:15). Pés que caminhavam de acordo o curso do mundo, foram calçados para levar o evangelho da paz. Naquele momento então Pedro deseja negar que Jesus tocasse os seus pés, ele se achava indigno de tal atitude, na verdade ele achava que Jesus por ser Filho de Deus, não deveria de modo algum tocar os pés dos homens, no que Jesus ensina que ele compreenderia o significado daquela atitude. Pedro diante da resposta do Cristo deseja que todo o corpo seja lavado, do que não ter parte com ele, o homem deve ser seguro em executar a vontade de Cristo, aceitá-la conforme ele determinou.

Pedro estava limpo segundo declaração de Jesus, o ato simbolizava a humildade do Senhor, não limpeza do corpo, porque até mesmo os pés de Judas ele lavou, só que Judas não estava limpo.

Entendeis o que vos tenho feito? “João 13:13

O Salvador então explicou:

“Vós me chamais Mestre e Senhor, e dizeis bem, porque eu o sou. Ora, se eu, Senhor e Mestre, vos lavei os pés, vós deveis também lavar os pés uns aos outros. Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também. Na verdade, na verdade vos digo que não é o servo maior do que o seu senhor, nem o enviado maior do que aquele que o enviou. Se sabeis estas coisas, bem-aventurados sois se as fizerdes. “ João 13:13 a 17

O Senhor e Mestre veio para servir, para livrar da morte, aqueles que estavam fadados ao fracasso espiritual. Para isso ele deveria criar homens fiéis, testemunhas verazes, dar exemplo...

Jesus embora Filho se comportou como servo, o Espírito pediu que todos tivéssemos esse mesmo sentimento:

“De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai. “ Filipenses 2:5 a 11

Davi na verdade retornou ao pó, mas Jesus retornou aos céus, tal como ele pediu aconteceu, a misericórdia prevaleceu, tanto nos seus dias, como também para seu futuro.

“E, embora não achassem alguma causa de morte, pediram a Pilatos que ele fosse morto. E, havendo eles cumprido todas as coisas que dele estavam escritas, tirando-o do madeiro, o puseram na sepultura; Mas Deus o ressuscitou dentre os mortos. E ele por muitos dias foi visto pelos que subiram com ele da Galiléia a Jerusalém, e são suas testemunhas para com o povo. E nós vos anunciamos que a promessa que foi feita aos pais, Deus a cumpriu a nós, seus filhos, ressuscitando a Jesus; Como também está escrito no salmo segundo: Meu filho és tu, hoje te gerei. E que o ressuscitaria dentre os mortos, para nunca mais tornar à corrupção, disse-o assim: As santas e fiéis bênçãos de Davi vos darei. Por isso também em outro salmo diz: Não permitirás que o teu santo veja corrupção. Porque, na verdade, tendo Davi no seu tempo servido conforme a vontade de Deus, dormiu, foi posto junto de seus pais e viu a corrupção. Mas aquele a quem Deus ressuscitou nenhuma corrupção viu. Seja-vos, pois, notório, homens irmãos, que por este se vos anuncia a remissão dos pecados. “ Atos 13:28 a 38

Jesus purificou a igreja, embranqueceu-a com seu poder, ela ficou mais branca do que a neve, como descreveu o Espírito sobre tal atitude, que Cristo amou a igreja, “...e a si mesmo se entregou por ela, Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra, Para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível. “ (Efésios 5:25 a 27).

Davi se achegou a Deus para rogar misericórdia, hoje não é diferente, devemos nos achegar a Deus com toda a reverência:

Pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou, pelo véu, isto é, pela sua carne, E tendo um grande sacerdote sobre a casa de Deus, Cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé, tendo os corações purificados da má consciência, e o corpo lavado com água limpa...” Hebreus 10:20 a 22


Nós temos um intercessor, um justo advogado, nós devemos andar conforme ele andou, sabendo que nada pode nos separar desse amor, todavia, a Bíblia descreve que se alguém pecar, estiver desviado da verdade, “...e alguém o converter, Saiba que aquele que fizer converter do erro do seu caminho um pecador, salvará da morte uma alma, e cobrirá uma multidão de pecados” (Tiago 5:19 e 20).

Os homens espirituais devem ter cuidado para julgar todas as causas (Gálatas 6:1), porque quem peca, peca contra Deus somente, mas seja qual for a situação, melhor é cair mas mãos de Deus.

“Mas, sobretudo, tende ardente amor uns para com os outros; porque o amor cobrirá a multidão de pecados. “ 1 Pedro 4:8

Esse poder de perdoar pecados ainda confunde o homem...

“Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado. Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça. Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós. “ 1 João 1:7
a 10

Admin
Admin

Mensagens : 3139
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum