AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






Congregação dos justos: a igreja dos primogênitos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Congregação dos justos: a igreja dos primogênitos

Mensagem por Admin em Sex Maio 17, 2013 7:25 pm



“Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite. Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará. Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha. Por isso os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos. Porque o SENHOR conhece o caminho dos justos; porém o caminho dos ímpios perecerá. “ Salmo 1:1 a 6

Ímpios, pecadores, escarnecedores, todos contra a justiça, todos em oposição a Deus. Em outro tempo um justo era raridade, hoje não tão raro assim, quem se dispõe a imitar a Cristo, tem a sua disposição a palavra da verdade. Servir a Deus é por prazer, se por medo ou interesse, já se anula a eficácia do amor. Deus é riquíssimo em misericórdia, tanto que enviou seu Filho ao mundo (aquele que sendo rico fez-se pobre), para que pudesse enriquecer a muitos.

O homem desviado da lei de Deus, é infeliz e vazio, a impiedade tem livre acesso dentro do seu coração. O salmista considera feliz o homem revestido de justiça, que em todo tempo exibe regozijo em lembrar-se da doutrina do Senhor, que é vida, seja dia ou noite, segundos ou minutos, é o sustento da alma, prazer supremo do coração. A lei do Senhor é capacete de Salvação, quem a conhece e nela medita, recebe dos benefícios da sua proteção, não se permite receber conselhos malignos, nem coloca sua vida em outro caminho, senão no caminho de Deus. Na reunião do mal o justo não comparece, o selo do amor de Deus junto dele concedido pelo Espírito, o move para lugares frutíferos onde emana os frutos da justiça. Então, o salmista compara o justo a uma árvore sadia, com frutos sadios, plantado em terra frutífera, cujo Deus é o cultivador.

No caminho de Deus o justo prospera, o Espírito Santo o eleva a essa condição, os frutos do Espírito que são “...amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança” (Gálatas 5:22) atuam dentro dele. Já os que são destituídos da glória de Deus, são influenciados e andam conforme as obras da carne que são “...adultério, prostituição, impureza, lascívia, Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus “ (Gálatas 5:19,21). Por isso o Senhor declara feliz o justo que ama a sua doutrina. Dele recebe eterna proteção, em qualquer circunstância é abençoado, o poder de Deus o impede de ser levado por qualquer vento de doutrina, ser seduzido pelo homem fraudulento, ceder a maquinação do erro (Efésios 4:14).

O Espírito exalta a força do homem que batalha em favor da justiça, sabendo que isso não acontece com os ímpios, eles quando são cirandados caem fora da peneira, o salmista compara o ímpio ao restolho, que não resiste ao vento, sendo facilmente espalhados para qualquer lugar. O justo resiste diante de Deus, habita em lugar seguro, combatendo o bom combate, sofrendo como bom soldado de Cristo, para agradar a Deus que o alistou.

Os ímpios não foram alistados para essa guerra, sequer conhecem o combate da fé, no juízo suas obras trarão condenação. O justo é conhecido pelo seu caminho, porque “...os que são de Cristo crucificam a sua carne “ (Gálatas 5:24), vivem e andam pelo Espírito, sobretudo, o justo tem o seu nome escrito no livro da vida, ele anda conforme os passos de Cristo, sabendo que já chegou “...ao monte Sião e à cidade do Deus vivo, Jerusalém celestial, às hostes inumeráveis de anjos, à assembléia geral e igreja dos primogênitos que são registrados nos céus, e a Deus, juíz de todos, e aos espíritos dos justos aperfeiçoados, e a Jesus, Mediador de uma nova aliança, e ao sangue de aspersão...” (Hebreus 12:22,24).

Admin
Admin

Mensagens : 3208
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum