AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






Palavra de Deus/on line: Neemias 2 ( "Por que o seu rosto parece tão triste, se você não está doente? Essa tristeza só, pode ser do coração!")

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Palavra de Deus/on line: Neemias 2 ( "Por que o seu rosto parece tão triste, se você não está doente? Essa tristeza só, pode ser do coração!")

Mensagem por Admin em Dom Maio 26, 2013 6:37 pm





Palavra - Neemias 2




No mês de nisã do vigésimo ano do rei Artaxerxes, na hora de servir-lhe o vinho, levei-o ao rei. Nunca antes eu tinha estado triste na presença dele; Por isso o rei me perguntou: "Por que o seu rosto parece tão triste, se você não está doente? Essa tristeza só, pode ser do coração! " Com muito medo, eu disse ao rei: "Que o rei viva para sempre! Como não estaria triste o meu rosto, se a cidade em que estão sepultados os meus pais está em ruínas, e as suas portas foram destruídas pelo fogo? "O rei me disse: "O que você gostaria de pedir? " Então orei ao Deus dos céus, e respondi ao rei: "Se for do agrado do rei e se o seu servo puder contar com a benevolência do rei, que ele me deixe ir à cidade de Judá onde meus pais estão enterrados, para que eu possa reconstruí-la". Então o rei, com a rainha sentada ao seu lado, perguntou-me: "Quanto tempo levará a viagem? Quando você voltará? " Marquei um prazo com o rei, e ele concordou que eu fosse. E a seguir acrescentei: Se for do agrado do rei, que me dê cartas aos governadores do Trans-Eufrates para que me deixem passar até chegar a Judá. Que me dê também uma carta para Asafe, guarda da floresta do rei, para que ele me forneça madeira para as vigas das portas da cidadela que fica junto ao templo, do muro da cidade e da residência que irei ocupar. Visto que a bondosa mão de Deus estava sobre mim, o rei atendeu os meus pedidos. Com isso fui aos governadores do Trans-Eufrates e lhes entreguei as cartas do rei. O rei fez-me acompanhar uma escolta de oficiais do exército e de cavaleiros. Sambalate, o horonita, e Tobias, o oficial amonita, ficaram muito irritados quando que alguém estava interessado no bem dos israelitas. Cheguei a Jerusalém e, depois de três dias de permanência ali, saí de noite com alguns dos meus amigos. Eu não havia contado a ninguém o que o meu Deus havia posto em meu coração que eu fizesse por Jerusalém. Não levava nenhum outro animal além daquele em que eu estava montado. De noite saí pela porta do Vale na direção da fonte do Dragão e da porta do Esterco, examinando o muro de Jerusalém que havia sido derrubado, e suas portas, que haviam sido destruídas pelo fogo. Fui até a porta da Fonte e do tanque do rei, mas ali não havia espaço para o meu animal passar; por isso subi o vale, de noite, examinando o muro. Finalmente voltei e tornei a entrar pela porta do Vale. Os oficiais não sabiam aonde eu tinha ido ou o que eu estava fazendo, pois até então eu não tinha dito nada aos judeus, aos sacerdotes, aos nobres, aos oficiais e aos outros que iriam realizar a obra. Então eu lhes disse: Vocês estão vendo a situação terrível em que estamos: Jerusalém está em ruínas, e suas portas foram destruídas pelo fogo. Venham, vamos reconstruir o muro de Jerusalém, para que não fiquemos mais nesta situação humilhante. Também lhes contei como Deus tinha sido bondoso comigo e o que o rei me tinha dito. Eles responderam: "Sim, vamos começar a reconstrução". E se encorajaram para esse bom projeto. Quando, porém, Sambalate, o horonita, Tobias, o oficial amonita, e Gesém, o árabe, souberam disso, zombaram de nós, desprezaram-nos e perguntaram: "O que é isso que vocês estão fazendo? Estão se rebelando contra o rei? " Eu lhes respondi: O Deus dos céus fará que sejamos bem sucedidos. Nós, os seus servos, começaremos a reconstrução, mas, no que lhes diz respeito, vocês não têm parte nem direito legal sobre Jerusalém, e em sua história não há nada de memorável que favoreça vocês! Neemias 2:1 a 20

Irmãos, irmãs, a história nos reporta ao estado crítico de um povo amado, cujo patriarca Abraão recebeu uma promessa gloriosa, Moisés a missão de guiar um povo, somente por serem escolhidos (através do justo coração) pelo Senhor. O povo adentrou a terra prometida, o descanso temporário, o Senhor permitiu que Josué concluísse a missão iniciada com Moisés, mas depois que ele faleceu, o povo se voltou aos imprestáveis deuses em quem nunca houve vida.

“Então fizeram os filhos de Israel o que era mau aos olhos do SENHOR; e serviram aos baalins. E deixaram ao SENHOR Deus de seus pais, que os tirara da terra do Egito, e foram-se após outros deuses, dentre os deuses dos povos, que havia ao redor deles, e adoraram a eles; e provocaram o SENHOR à ira. Porquanto deixaram ao SENHOR, e serviram a Baal e a Astarote. Por isso a ira do SENHOR se acendeu contra Israel, e os entregou na mão dos espoliadores que os despojaram; e os entregou na mão dos seus inimigos ao redor; e não puderam mais resistir diante dos seus inimigos. “ Juízes 2:11-14

O Senhor sempre aguardou o retorno dos corações, ele prometeu que no desvio da conduta, eles receberiam como pagamento a maldição (Deuteronômio 28:1,2-15), mas se permanecem no caminho da verdade a benção seria perpétua. A corrupção do coração sempre foi a causa das maldições, o Senhor jamais deixou de ter compaixão, de escutar o gemido de uma alma, de aproximar-se do oprimido, contudo, de geração em geração a corrupção não se apartava, o cálice da ira de Deus estava cheio prestes a transbordar.

Mas, como igual a Noé, a graça de Deus sempre achou alguém, com o coração determinado a perseverar na sua sã doutrina, Esdras e Neemias são dois personagens, que enchem nossos olhos de alegria pela determinação em defender a honra de Deus. Amados, sabemos das dificuldades que existe em defender a honra do Senhor, como é sofrido viver peregrinando sobre a terra, isso não quer dizer que estamos desamparados, a palavra do Senhor permanece, a mensagem do evangelho nunca pode ser retida, ela cruzou os mares, adentrou pelos caminhos mais difíceis, desatando os laços que outrora a criação estava aprisionada, a palavra de Deus cresceu em todos os continentes, ela nunca foi obstruída pela injustiça, ela uniu a todos num mesmo corpo, como declarou o Espírito à igreja:

“...naquele tempo estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel, e estranhos às alianças da promessa, não tendo esperança, e sem Deus no mundo. Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto. Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio, Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz, E pela cruz reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades. E, vindo, ele evangelizou a paz, a vós que estáveis longe, e aos que estavam perto; Porque por ele ambos temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito. “ Efésios 2:12-18

Para que o Espírito movesse Paulo para escrever tão belos versículo, como diz o ditado “muita água passou por baixo da ponte”, a história do copeiro de Deus, nascido em cativeiro, fortalece a nossa alma, ela como todos os escritos divino exala perseverança, consagração, determinação, de um coração, uma alma, um eleito do Senhor, chamado para cuidar dos negócios do Pai. Santo é o Senhor!

Neemias servia ao rei, o escritor faz menção de acordo o calendário judaico, esse capítulo tem seu início no momento em que o copeiro foi servir vinho ao rei, ele declara-nos que jamais adentrou a presença do rei triste, o motivo foi que o seu coração chorou, quando ficou ciente sobre a situação daqueles que restaram do cativeiro, da miséria e desprezo que estavam passando, ainda, pela triste destruição da cidade de Jerusalém.


“ E sucedeu que, ouvindo eu estas palavras, assentei-me e chorei, e lamentei por alguns dias; e estive jejuando e orando perante o Deus dos céus. “ Neemias 1:4

Quem conhece o amor, não se alegra diante do sofrimento, quem faz parte do corpo, sofre quando um órgão está doente. Na graça Paulo descreveria, falando sobre os dons, “...se um membro padece, todos os membros padecem com ele; e, se um membro é honrado, todos os membros se regozijam com ele” (1 Coríntios 12:26). Então um dos membros desse corpo, Neemias, sofreu quando viu o sofrimento do seu povo, imediatamente nele se manifesta o Espírito Santo, o dom de socorro como Paulo descreve à igreja. Diletos, Deus pôs na igreja uma diversidade de dons, sempre houve um caminho mais excelente, maravilhosamente vivemos na época da graça, Deus está olhando por nós em meio a corrupção do mundo.

O sacrifício definitivo já foi realizado, Cristo não é somente a solução, mas a semente definitiva, incorruptível, a única capaz de gerar novas criaturas, de proteger sua alma, ele é o fornecedor celestial da couraça da justiça, da fé, do amor.

“Pelo cumprimento dessa vontade fomos santificados, por meio do sacrifício do corpo de Jesus Cristo, oferecido uma vez por todas. Dia após dia, todo sacerdote apresenta-se e exerce os seus deveres religiosos; repetidamente oferece os mesmos sacrifícios, que nunca podem remover os pecados. Mas quando este sacerdote acabou de oferecer, para sempre, um único sacrifício pelos pecados, assentou-se à direita de Deus.” Hebreus 10:10-12

Neemias tinha o Espírito de Cristo com ele, o verbo ainda haveria de se manifestar em carne, Neemias clama de todo o coração ao Senhor, “Ah! SENHOR Deus dos céus, Deus grande e terrível! Que guarda a aliança e a benignidade para com aqueles que o amam e guardam os seus mandamentos” (Neemias 1:5), o homem designado copeiro, insiste para que o Senhor ouça a sua oração, que seus olhos atentem para a situação desesperadora do povo. Naquele momento Neemias toma para si a função de intercessor, ele se humilha diante de Deus, pedindo que o Todo-poderoso escute a sua oração, “...que eu hoje faço perante ti, dia e noite, pelos filhos de Israel, teus servos; e faço confissão pelos pecados dos filhos de Israel, que temos cometido contra ti; também eu e a casa de meu pai temos pecado “ (Neemias 1:6).

Neemias reconhece a devastação ocorrida pela corrupção, pela desobediência do povo, em não guardar os mandamentos, os estatutos, os juízos, que através de Moisés foram anunciados (Neemias 1:7). Como fazia os profetas, fez o copeiro, pede a Deus que ele se lembre das palavras dita a Moisés, sabendo que o que Deus falou se cumpriu, o povo foi espalhado pela desobediência, foi levado em cativeiro porque não quis permanecer na luz, se tivessem permanecido na luz, haveria maneira do Senhor retomar as promessas?

Mas, é justamente isso que clama Neemias, no arrependimento o Senhor poderia ajuntar o seu povo novamente, para habitar no meio dele. O copeiro pede por prosperidade, o seu coração está impelido pelo amor. E quando ele está servindo a o rei, este percebe que seu copeiro não está bem, "Por que o seu rosto parece tão triste, se você não está doente? Essa tristeza só, pode ser do coração! ", o governante maior atenta para a tristeza, seria uma demonstração de compaixão? Receoso da pergunta responde Neemias: "Que o rei viva para sempre! Como não estaria triste o meu rosto, se a cidade em que estão sepultados os meus pais está em ruínas, e as suas portas foram destruídas pelo fogo? ", o desabafo adentra os ouvidos do rei, “O que você gostaria de pedir? ", amados, seja perseverante na sua oração, reflitam sobre tão inefável diálogo, é suprema a providência divina na vida daqueles que o teme. Neemias clama dentro de si pela presença do Senhor e responde prontamente:“...se for do agrado do rei e se o seu servo puder contar com a benevolência do rei, que ele me deixe ir à cidade de Judá onde meus pais estão enterrados, para que eu possa reconstruí-la". Os anjos acampavam ao redor do copeiro, o rei pensou por instante: "Quanto tempo levará a viagem? Quando você voltará?", o servo de Deus estabeleceu um prazo, ele como empregado devia tal satisfação, e o rei concordou com as intenções de Neemias, ele poderia sequer se incomodar com isso, temia o rei a Deus, conhecia as promessas, cultuava o Senhor? Não! Mas Neemias dava testemunho de Deus, para receber tal concessão, deveria ser muito amado, como muitos foram amados, como muitos sofreram, não temendo pela própria vida, como descreveria a palavra em Hebreus 11.

Ainda em tudo isso Neemias faz um acréscimo: “Se for do agrado do rei, que me dê cartas aos governadores do Trans-Eufrates para que me deixem passar até chegar a Judá. Que me dê também uma carta para Asafe, guarda da floresta do rei, para que ele me forneça madeira para as vigas das portas da cidadela que fica junto ao templo, do muro da cidade e da residência que irei ocupar”

Bendito seja o Senhor!! As palavras acima não alegram o seu coração irmão (ã)? Até mesmo as autoridades foram favoráveis a Neemias, o Senhor concedeu livre acesso a ele, para que chegasse na extrema paz em Judá, sobretudo, ele angariou materiais para a obra que intentava.

“Visto que a bondosa mão de Deus estava sobre mim, o rei atendeu os meus pedidos. Com isso fui aos governadores do Trans-Eufrates e lhes entreguei as cartas do rei.”

Se há tempos você não percebe a mão do Senhor a teu favor, hoje você a sentirá sobre a sua cabeça, o sinal de que a providência divina está prestes a acontecer. Neemias exalta o Senhor, “o rei me atendeu”, sentimos que ele ficou encorajado, “agora nada irá parar diante de mim”, como também não pode parar diante de ti irmão, irmã. Uma escolta o acompanhou, mas quando os inimigos viram alguém cheio de amor chegando, para defender o direito dos israelitas, se voltaram contra Neemias.

Amados, muitos querem complicar aquilo que Deus estabelece, o mal faz influência tentando impedir a edificação. Não importa, Neemias estava com a mão de Deus a seu favor, ele então chega a Jerusalém...

“ Cheguei a Jerusalém e, depois de três dias de permanência ali, saí de noite com alguns dos meus amigos. Eu não havia contado a ninguém o que o meu Deus havia posto em meu coração que eu fizesse por Jerusalém. Não levava nenhum outro animal além daquele em que eu estava montado. De noite saí pela porta do Vale na direção da fonte do Dragão e da porta do Esterco, examinando o muro de Jerusalém que havia sido derrubado, e suas portas, que haviam sido destruídas pelo fogo. Fui até a porta da Fonte e do tanque do rei, mas ali não havia espaço para o meu animal passar; por isso subi o vale, de noite, examinando o muro. Finalmente voltei e tornei a entrar pela porta do Vale. “

Deus já havia estabelecido a sua vontade, não era a vontade de Neemias, perceba irmão (ã), a ação do Espírito no coração do homem que o teme, não é necessário buscar tantas palavras, confirmações, repetir seus pedidos na orações que faz, como escreveria o apóstolo Mateus, “...porque o seu Pai sabe do que vocês precisam, antes mesmo de o pedirem. Vocês, orem assim: ‘Pai nosso, que estás nos céus! Santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino; seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu. “( Mateus 6:8-10). O desejo veio do Senhor, ele mostrou a Neemias o que era necessário, o copeiro do rei orou ao Senhor, pediu providências, aguardou a decisão do alto, o Pai estava atento as suas orações:

“Senhor, que os teus ouvidos estejam atentos à oração deste teu servo e à oração dos teus servos que têm prazer em temer o teu nome. Faze que hoje este teu servo seja bem sucedido, concedendo-lhe a benevolência deste homem. Nessa época, eu era o copeiro do rei. “ Neemias 1:11

O Senhor projetou o sucesso da missão de Neemias. Santo é o Senhor! O “sim” do Senhor estava dentro do seu coração, como “sim" de Deus está na sua vida amados, basta que você saiba pedir com entendimento, esperar com paciência, porque o apóstolo chama carinhosamente Deus, de “Deus de paciência”, de “Deus da perseverança” (Romanos 15:5). O próprio Filho de Deus se manteve firme na esperança, perseverou até ser elevado na cruz, é nessa paciência que Deus guia a todos que o amam. Neemias foi discreto quando chegou a Jerusalém, não disse a ninguém o propósito da sua missão, o seu coração mesmo arrasado pela triste situação, estava poderosamente convicto da vontade de Deus. A noite ele saiu para examinar a situação, a comunhão do Senhor o acompanhava, ele orou muito, jejuou, esteve na presença de um rei, até ser autorizado a chegar até ali, veja irmãos (ãs), o quanto temos que nos preparar, padecer, exercitando em todo tempo a fé, para que alcancemos nossos objetivos.

Neemias passou por vários lugares, viu a degradação, destruição, foram momentos de tristeza, todavia, a presença reconfortante do Senhor o animava. Ele andou pela grande cidade de Jerusalém, aquela que nunca foi uma cidade comum, sempre foi a cidade de Deus, que num futuro seria chamada de “...Jerusalém celestial, à cidade do Deus vivo” (Hebreus 12:22). Depois do exame provavelmente já ciente do que deveria saber, ele voltou com a mesma discrição. No momento em que o Senhor ordenou que falasse, ele falou ao povo, aos judeus, sacerdotes, nobres, oficiais:

“Vocês estão vendo a situação terrível em que estamos: Jerusalém está em ruínas, e suas portas foram destruídas pelo fogo. Venham, vamos reconstruir o muro de Jerusalém, para que não fiquemos mais nesta situação humilhante. Também lhes contei como Deus tinha sido bondoso comigo e o que o rei me tinha dito.”

A situação era terrível, mas com a mão de Deus, o que era terrível passaria a agradável, isso não pode acontecer na sua vida irmão (ã)? O Senhor, somente o Senhor tem poder de reconstruir, de mover alguém para ajudar na reconstrução, é o Senhor que acrescenta o ânimo, Neemias fez primeiro um exame da situação, depois convocou o povo, “venham, vamos reconstruir os muros de Jerusalém”, como dizendo, “apesar das derrotas, do cativeiro, da humilhação, por nossa própria culpa, a bondade de Deus não se apartou de nós”. Glória!!

Quem não deseja reconstruir algo, o Senhor não faz somente isso, Deus é bom, isto é uma pronúncia bíblica, foi assim que Pedro ensinou à igreja, a exaltar aquele de quem receberam a mensagem da salvação, “...agora que provaram que o Senhor é bom” (1 Pedro 2:3), que ficassem livres dos impedimentos que outrora faziam separação entre a ira e a salvação. Com a força divina falando através de Neemias o povo respondeu:

"Sim, vamos começar a reconstrução". E se encorajaram para esse bom projeto.”

Todavia, os inimigos estavam a espreita, zombaria e desprezo faz parte dos filhos da ira, que sempre blasfemam das coisas santas.

"O que é isso que vocês estão fazendo? Estão se rebelando contra o rei? "

Importa obedecer a Deus.

Neemias revela de que procedeu a ordem:

O Deus dos céus fará que sejamos bem sucedidos. Nós, os seus servos, começaremos a reconstrução, mas, no que lhes diz respeito, vocês não têm parte nem direito legal sobre Jerusalém, e em sua história não há nada de memorável que favoreça vocês! “

A história favorável era a promessa feita a Abraão, que avançou pelo caminho dos santos que receberam a boa palavra, que procuraram pela paciência vencer, mesmo mediante o perigo da destruição total. O sucesso de um homem depende do Deus dos céus, Jesus obteve pleno êxito, sua missão foi de um sucesso estrondoso, quando ele definitivamente reconstruiu (a justiça), aquilo que estava destruído.

“Destruam este templo, e eu o levantarei em três dias". Os judeus responderam: "Este templo levou quarenta e seis anos para ser edificado, e o senhor vai levantá-lo em três dias? " Mas o templo do qual ele falava era o seu corpo. Depois que ressuscitou dos mortos, os seus discípulos lembraram-se do que ele tinha dito. Então creram na Escritura e na palavra que Jesus dissera. “ João 2:19-22

Deus rompeu os laços da morte, conforme explicou o Espírito, “...porque era impossível que a morte o retivesse” (Atos 2:24), os discípulos, apóstolos, não somente lembraram, regozijaram, creram que o que estava Escrito era verdade, “...são estas as palavras que vos disse estando ainda convosco: Que convinha que se cumprisse tudo o que de mim estava escrito na lei de Moisés, e nos profetas e nos Salmos” (Lucas 24:44). Santo é o nome do Senhor!!

Tudo aquilo que o Deus dos céus faz, é perfeito, ele é perfeito, nele não existe sombra de variação, a dádiva e o dom de Deus são como ele, perfeitos.

“Segundo a sua vontade, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como primícias das suas criaturas. “Tiago 1:18

Como foi o Pai, Cristo foi perfeito, a sua perfeita mensagem foi concedida a homens escolhidos. Noé foi considerado justo e perfeito, antes dele Enoque, Abel, todos provaram a justiça que vem pela fé, essa justiça se propagou por muitos corações (Hebreus 11). É por Jesus que todos somos aperfeiçoados, é o desejo dele que nos tornemos homens e mulheres perfeitos, esse sempre foi o seu objetivo e ensino, o ensino que o apostolado divulgava, esperando que muitos provassem o benefício de ser perfeito, “...a quem nós anunciamos, admoestando e ensinando a todo o homem em toda a sabedoria, para que apresentemos todo o homem perfeito em Cristo; para o que também eu trabalho, esforçando-me segundo a sua operação, que obra poderosamente em mim.” (Colossenses 1:28,29). É para isso que veio a palavra de Deus, que o Espírito escreveu, “...toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra” (2 Timóteo 3:16,17).

É em Deus que você terá sucesso irmão (ã), quando você achar que está destruído (a), Deus enviará alguém com o Espírito de Neemias, para ajudar na construção da tua benção. O mesmo que habitou nos corações dos profetas, que deu a eles toda a paciência agirá a teu favor, não pense portanto somente nas coisas materiais, essas coisas são totalmente perecíveis. Neemias colocou seu nome na história celestial, edificou os muros de uma cidade desolada, as mãos de Deus foi com ele.

“Meus irmãos, tomai por exemplo de aflição e paciência os profetas que falaram em nome do Senhor. Eis que temos por bem-aventurados os que sofreram. Ouvistes qual foi a paciência de Jó, e vistes o fim que o Senhor lhe deu; porque o Senhor é muito misericordioso e piedoso. “ Tiago 5:7-11

Sucesso!!As mãos de Deus são incansáveis em fazer o bem.

Deus esteja com todos.




Admin
Admin

Mensagens : 2941
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum