AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






Palavra de Deus/on line: Hebreus 13 (..."o Deus de paz" e o " Grande pastor de ovelhas")

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Palavra de Deus/on line: Hebreus 13 (..."o Deus de paz" e o " Grande pastor de ovelhas")

Mensagem por Admin em Dom Jun 09, 2013 6:46 pm



Palavra - Hebreus 13


Ora, o Deus de paz, que pelo sangue da aliança eterna tornou a trazer dos mortos a nosso Senhor Jesus Cristo, grande pastor das ovelhas, Vos aperfeiçoe em toda a boa obra, para fazerdes a sua vontade, operando em vós o que perante ele é agradável por Cristo Jesus, ao qual seja glória para todo o sempre. Amém. Hebreus 13:20-21

Amados, qual o motivo pelo qual Jesus deveria morrer? Alguém dirá para resgatar-nos da ira futura, sim, realmente tudo se encaixa perfeitamente, nós estamos aguardando o Filho de Deus, “a quem ele ressuscitou dentre os mortos a saber, Jesus que nos livra da ira vindoura” (1 Tessalonicenses 1:10)

Quem poderia fazer reviver o homem, como perguntou o Senhor a Ezequiel (capítulo 37), ele estava no meio de um vale cheio de ossos, como Jesus também esteve no mundo, um vale cheio de ossos, de velhos homens obscurecidos no seu entendimento, alienados da vida de Deus, por um motivo chamado ignorância, por outro motivo chamado endurecimento de coração, como descreveu Paulo à igreja de Éfeso.

Amados, somente pela sensibilidade do Espírito, podemos sentir a ação de Deus, isso é o que Cristo veio nos apresentar, a verdade de Deus, a renovação da mente, conceder ao homem o revestimento do novo homem, que como Paulo diz, “foi criado em justiça e santidade da verdade.” (Efésios 4:25)

E aquilo que viu Ezequiel, Deus também fez conosco, quando ele profetizou, o fôlego, nervos, carne, surgiu sobre os ossos sem vida. Na visão magnifica do profeta, um terremoto achegou cada osso a seu osso, ele viu a carne crescer sobre eles, a pele os cobrir, até que o assopro de Deus sobre os mortos, revivessem aqueles que estavam sem vida (cap. 37:8). E também foi Deus quem nos deu a vida, “...ele vos deu a vida quando estávamos mortos pelos delitos e pecados”, Paulo revela à igreja que a carne estava acostumada ao curso do mundo, submissa ao espírito que atua sobre aqueles, que desprezam a mensagem reconciliadora da parte de Deus, “...anteriormente, todos nós também vivíamos entre eles, satisfazendo as vontades da nossa carne, seguindo os seus desejos e pensamentos. Como os outros, éramos por natureza merecedores da ira. Todavia, Deus, que é rico em misericórdia, pelo grande amor com que nos amou, deu-nos vida juntamente com Cristo, quando ainda estávamos mortos em transgressões — pela graça vocês são salvos.” (Efésios 2:2 a 5)


E no vale de ossos secos, foi formado um grande exército, que simbolizava a casa de Israel, quando alguns acharam “seca” a virtude de Deus sobre o seu povo, perdida a esperança (cap. 37:11), o Senhor ordena ao profeta que declare ao povo, que eles retornarão das sepulturas,” vos farei subir das vossas sepulturas, ó povo meu”, “porei em vós o meu espírito, e vivereis”, esse mesmo Deus poderosíssimo diria a mesma coisa à igreja, “...se o Espírito daquele que ressuscitou Jesus dentre os mortos habita em vocês, aquele que ressuscitou a Cristo dentre os mortos também dará vida a seus corpos mortais, por meio do seu Espírito, que habita em vocês.” (Romanos 8:11)

Bendito seja Deus! Deus uniria a todos na sua mão, todas as tribos de Israel, como uniria Israel a nós através do seu amado Filho, “...naquele tempo estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel, e estranhos às alianças da promessa, não tendo esperança, e sem Deus no mundo. Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto “ (Efésios 2:12-18). Sobre isso Deus inspira o escrito de Hebreus, falando da aliança eterna existente antes da fundação do mundo, o intento do Senhor sempre foi promover a descontaminação do pecado. Ezequiel profetizou sobre um momento, que haveria uma só nação sobre a terra, e um só rei que reinaria sobre todos.

“ Deles farei uma só nação na terra, sobre os mortos de Israel; e um só rei reinará sobre eles todos. Nunca mais serão duas nações, nem de maneira alguma se dividirão para o futuro em dois reinos; nem se contaminarão mais com os seus ídolos, nem com as suas abominações, nem com qualquer uma das suas transgressões; mas eu os livrarei de todas as suas habitações em que têm pecado, e os purificarei. Assim eles serão o meu povo, e eu serei o seu Deus. “ Ezequiel 37:22-23

O Espírito diria algo semelhante à igreja:

“Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio, Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz, E pela cruz reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades. E, vindo, ele evangelizou a paz, a vós que estáveis longe, e aos que estavam perto; Porque por ele ambos temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito. Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus; Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina; No qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para templo santo no Senhor. No qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus em Espírito.” Efésios 2:14-22

Deus conversando com Ezequiel diz que Davi seria rei sobre Israel, “...e todos eles terão um só pastor” (Ezequiel 37:24), o que representa que Jesus seria aquele, que sustentaria as fiéis promessas feitas a Davi — “Da descendência deste, conforme a promessa, levantou Deus a Jesus para Salvador de Israel...” Atos 13:22-23 —, a belíssima e eficiente palavra do Senhor, assegura “uma aliança de paz”, “uma aliança perpétua” (Ezequiel 37:26), pela capacidade do Senhor em promover a santificação de um povo, esteja na condição em que estiver, Deus é o soberano que a Escritura declara ser o “Pai das misericórdias” (2 Coríntios 1:3), ainda, “rico em misericórdia” (Efésios 2:4), o único capaz de consolidar o sangue da aliança, trazer de volta dos mortos o Filho assassinado sobre a cruz, a qual ele chama de “grande pastor das ovelhas”.

Então em Cristo somos criados, nós cujos ossos estavam num vale de ossos secos, recebemos a transfusão do sangue de Cristo, o dna da essência de Deus, capaz de conceder fôlego, nervos, carne, pele, um corpo glorioso, nós que somos batizados na sua morte, “...pois, sepultados com ele na morte pelo batismo, para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também nós andemos em novidade de vida. Se temos sido unidos a ele na semelhança da sua morte, com certeza o seremos também na da sua ressurreição; reconhecendo isto, que o nosso homem velho foi crucificado com ele, para que seja destruído o corpo do pecado, a fim de não servirmos mais ao pecado; porque aquele que está morto, justificado está do pecado.” Romanos 6:4-7

Como Ezequiel viu o assopro do Senhor sobre aqueles ossos sem vida, também sobre nós ele assoprou seu Espírito Santo, o autor do derramamento do seu amor.

“Vem, ó fôlego, dos quatro ventos, e assopra sobre estes mortos, para que vivam. Assim profetizei, como ele me ordenou, o fôlego entrou neles, e viveram, e se levantaram sobre os seus pés, um exército grande em extremo. “ Ezequiel 37:9-10

Somos ovelhas do grande pastor, um homem grandioso que retornou dos mortos, e porque ele deveria morrer e retornar?

“Pois nenhum de nós vive para si, e nenhum de nós morre para si; se vivermos, para o Senhor vivemos; e se morrermos, para o Senhor morremos. Quer, pois, vivamos ou morramos, somos do Senhor. Pois para isto é que Cristo morreu e tornou a viver, para que fosse Senhor tanto de mortos como de vivos. “ Romanos 14:7-9

Então diletos Jesus não é ladrão e nem salteador, Deus abriu a porta para ele (João 1:2), nada há no mundo que possa impedir o seu acesso as ovelhas, porque nem mesmo a morte o pode reter. Você quando escuta a voz de Jesus, obedece em honra aquele que morreu, como também aquele que o retornou dos mortos, você ouve a sua voz sublime, segue-a por todos os lugares, pois ele vai adiante de ti, determinando as direções da sua vida.

Amados, nenhum de nós quer volta ao vale de ossos secos, retornar ao mundo, não queremos mais seguir o estranho, ouvir a voz dele, Jesus é aquele que disse “...eu sou a porta das ovelhas. Todos quantos vieram antes de mim são ladrões e salteadores; mas as ovelhas não os ouviram. Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens. O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância. Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas. Mas o mercenário, e o que não é pastor, de quem não são as ovelhas, vê vir o lobo, e deixa as ovelhas, e foge; e o lobo as arrebata e dispersa as ovelhas. Ora, o mercenário foge, porque é mercenário, e não tem cuidado das ovelhas. Eu sou o bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e das minhas sou conhecido. Assim como o Pai me conhece a mim, também eu conheço o Pai, e dou a minha vida pelas ovelhas. Ainda tenho outras ovelhas que não são deste aprisco; também me convém agregar estas, e elas ouvirão a minha voz, e haverá um rebanho e um Pastor.” (João 10:7-16)

O sangue da aliança eterna confirmou as palavras do Salvador, ele irmão, irmão, é o teu grande pastor, que aperfeiçoa o seu espírito, que opera em ti coisas agradáveis, que ele prometeu através do Filho.

Um dia fomos desgarrados no vale do mundo sem vida...

Porém, o Deus cujo trono está na glória, enviou sobre mundo a sua paz, “...ele mesmo levou em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, a fim de que morrêssemos para os pecados e vivêssemos para a justiça; por suas feridas vocês foram curados. Pois vocês eram como ovelhas desgarradas, mas agora se converteram ao Pastor e Bispo de suas almas. “ 1 Pedro 2:24-25

Glória!! Sempre glória!! Pelo sangue de Jesus, estamos caminhando num novo e vivo caminho (Hebreus 10:19-20), consagrados e reconciliados no corpo da sua carne pela sua morte (Colossenses 1:22), essa oferta de Deus não é outra senão o único e digno sacrifício capaz de apresentar homens e mulheres santos e sem defeito e inculpáveis perante ele. Ainda esse sangue, purificou e tornou verdadeiro o sentimento do nosso coração, preencheu-nos de fé, lavou o nosso corpo com água limpa (Hebreus 10:22).

E como tudo é dom de Deus amados, devemos reconhecer a sua bondade, o seu amor para com os homens (Tito 3:4). Fomos salvos pela sua misericórdia, pelo lavar regenerador e renovador do Espírito Santo (Tito 3:5), derramado em abundância por Jesus (Tito 3:6), para que justificados por graça, “fôssemos feitos herdeiros segundo a esperança da vida eterna.” (Tito 3:7)

Como Ezequiel viu a regeneração e renovação naquele vale de ossos, Deus executou a mesma obra em você amado, amada. Em Cristo você foi criado, criada em Jesus, para andar conforme as suas pisadas.

E assim como o sangue da aliança alterou o rumo da história, aqueles que fazem a vontade de Deus tem o direito de receber dos benefícios de serem novas criaturas.

Uma gloriosa novidade de vida...Santo é Deus!!

Ora, o Deus de paz, que pelo sangue da aliança eterna tornou a trazer dos mortos a nosso Senhor Jesus Cristo, grande pastor das ovelhas, Vos aperfeiçoe em toda a boa obra, para fazerdes a sua vontade, operando em vós o que perante ele é agradável por Cristo Jesus, ao qual seja glória para todo o sempre. Amém. Hebreus 13:20-21

Deus esteja com todos.

Admin
Admin

Mensagens : 2943
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum