AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






A soberania de Deus e a responsabilidade humana se encontrarão na eternidade

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A soberania de Deus e a responsabilidade humana se encontrarão na eternidade

Mensagem por Admin em Sex Ago 23, 2013 5:08 pm





Vi um vídeo do teólogo Augustos Nicodemus falando sobre a soberania de Deus e a responsabilidade humana, e me agradou muito a maneira como ele abordou esse assunto, discutido há mais de 2000 mil anos. Ele fez uma sublime ilustração, dizendo que as duas coisas se assemelham aos trilhos de uma ferrovia, que andam paralelamente, contudo, quando olhamos para o horizonte, as duas linhas parecem se fundir, então assim também é a soberania de Deus e a responsabilidade humana, elas se juntam na eternidade.

Os Salmos descrevem que a misericórdia divina, é desde a eternidade (Salmo 103:17), se o pecado entrou no mundo, morrendo muitos por causa de um só homem (Romanos 5:15), “...muito mais a graça de Deus, isto é, a dádiva pela graça de um só homem, Jesus Cristo, transbordou para muitos!”(Romanos 5:15). Percebemos que Jesus é o equilíbrio de todas as coisas: “Se pela transgressão de um só a morte reinou por meio dele, muito mais aqueles que recebem de Deus a imensa provisão da graça e a dádiva da justiça reinarão em vida por meio de um único homem, Jesus Cristo. “ Romanos 5:17

Inúmeras teorias acompanham os intelectuais, sobre os decretos do Senhor sobre a queda do homem. Mas como todas as coisas são sustentadas pela sua palavra, o apóstolo Paulo deu graças a Deus e Pai do Senhor Jesus Cristo, pela bençãos espirituais adquiridas nos lugares celestiais, quando ele não poupou seu próprio Filho, mas o entregou por todos nós (Romanos 8:32), confirmando que a eleição foi realizada anterior a fundação do mundo, “...para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor “ Efésios 1:3-4).

Nos evangelhos Jesus afirmou: ”Aquele que crê no Filho tem a vida eterna; mas aquele que não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus sobre ele permanece. “ João 3:36

Seria uma alternativa crer? Seria um destino crer?O Escolhido que crê toma posse da vida eterna já predestinada, o reprovado irresponsável permanece com a ira de Deus sobre ele.

Outra vez disse Jesus: “Por isso eu vos disse que ninguém pode vir a mim, se por meu Pai não lhe for concedido.” João 6:65

Realmente é impossível que a divindade não saiba, quem irá crer e quem não crerá, somente a graça de Deus pode cativar uma alma, mas pode alguém desprezar a graça?   Pode alguém resistir ao Espírito Santo? Jesus disse “Venham todos que estão cansados”, e o Espírito declarou que “... a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens” (Tito 2:11), quem portanto crer e for batizado...será salvo, caso contrário...será condenado.

O mesmo Jesus disse que ele é “...o caminho, e a verdade e a vida”, e também que  ninguém pode ir ao Pai, senão através dele (João 14:6), justificando que ele o Pai são um (João 10:30), então fica impossível não compreendermos, que o Pai já tinha estabelecido seu propósito, de reunir  todas as coisas em Cristo, as que estão nos céus e as que estão sobre a terra” (Efésios 1:10), o Espírito explica que nele “...fomos feitos herança, tendo sido predestinados conforme o propósito daquele que faz tudo segundo o conselho da sua vontade “(Efésios 1:11). Pela lógica (ou pela falta dela),  podemos compreender que Deus criou tanto a semente corruptível, quanto a incorruptível, prevendo que a primeira não resistiria ao pecado, já a segunda seria a redenção, porque assim será a ressurreição dos mortos, “...Semeia-se em corrupção, é ressuscitado em incorrupção; semeia-se em vileza, é ressuscitado em glória”(1 Coríntios 15:42), fica então mais nítido, que o escolhido é regenerado “...não de semente corruptível, mas de incorruptível, pela palavra de Deus, a qual vive e permanece “(1 Pedro 1:23), para que possa ter o direito de ser despido do que é mortal, para ser revestido pela vida.

“Ele dará vida eterna aos que, persistindo em fazer o bem, buscam glória, honra e imortalidade. “ Romanos 2:7

E o Espírito deixou claro como reconhecermos que existe a vida eterna:

“Jesus falou assim e, levantando seus olhos ao céu, disse: Pai, é chegada a hora; glorifica a teu Filho, para que também o teu Filho te glorifique a ti; Assim como lhe deste poder sobre toda a carne, para que dê a vida eterna a todos quantos lhe deste. E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste. “ João 17:1-3

Todos os caminhos de Deus levam até a porta, porque também está escrito, que ele é a “porta das ovelhas” (João 10:7), mas aquele que é a porta, é o único capaz de bater a porta dos (corações) escolhidos e se alguém abrir ele tanto entra como promove uma ceia (Apocalipse 3:20), aqui novamente podem surgir inúmeras indagações, alguém seria capaz de bater a porta no momento em que Jesus deseja entrar? Muitos negaram, outros tantos resistiram e blasfemaram, mas o apóstolo João retrata fielmente o que representa a PALAVRA da vida: “O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que contemplamos e as nossas mãos apalparam — isto proclamamos a respeito da Palavra da vida. A vida se manifestou; nós a vimos e dela testemunhamos, e proclamamos a vocês a vida eterna, que estava com o Pai e nos foi manifestada. “(1 João 1:1-2)

A Bíblia atesta que a fé não é de todos (2 Tess. 3:2), a palavra está junto do homem, na boca e no coração, o Espírito explica que “...esta é a palavra da fé” (Romanos 10:8), que foi pregada desde sempre, então se com a boca alguém confessar ao Senhor Jesus, e através do coração crer que Deus o ressuscitou, “será salvo”, porque a fé somente pode existir pelo ouvir, “...e o ouvir pela palavra de Deus ”(Romanos 10:17), nem todos porém estão aptos para aceitar essa verdade, de novo voltamos a ponto de interrogação, isso ocorre por permissão divina ou não? Evidente, Deus disse um dia para Isaías, “...vai, e dize a este povo: Ouvis, de fato, e não entendeis, e vedes, em verdade, mas não percebeis. Engorda o coração deste povo, e faze-lhe pesados os ouvidos, e fecha-lhe os olhos; para que ele não veja com os seus olhos, e não ouça com os seus ouvidos, nem entenda com o seu coração, nem se converta e seja sarado.”
(Isaías 6:9-10), a mesma coisa Jesus falou a multidão explicando porque falava por parábolas, enquanto lhes declarava a famosa parábola do semeador, “Por essa razão eu lhes falo por parábolas: ‘Porque vendo, eles não vêem e, ouvindo, não ouvem nem entendem’. Neles se cumpre a profecia de Isaías: ‘Ainda que estejam sempre ouvindo, vocês nunca entenderão; ainda que estejam sempre vendo, jamais perceberão. Pois o coração deste povo se tornou insensível; de má vontade ouviram com os seus ouvidos, e fecharam os seus olhos. Se assim não fosse, poderiam ver com os olhos, ouvir com os ouvidos, entender com o coração e converter-se, e eu os curaria’. Mas, felizes são os olhos de vocês, porque vêem; e os ouvidos de vocês, porque ouvem”(Mateus 13:13-16). O apóstolo Paulo passou pela mesma situação quando pregava em Roma, quando alguns não foram convencidos pela PALAVRA: “Bem que o Espírito Santo falou aos seus antepassados, por meio do profeta Isaías: Vá a este povo e diga: Ainda que estejam sempre ouvindo, vocês nunca entenderão; ainda que estejam sempre vendo, jamais perceberão. Pois o coração deste povo se tornou insensível; de má vontade ouviram com os seus ouvidos, e fecharam os seus olhos. Se assim não fosse, poderiam ver com os olhos, ouvir com os ouvidos, entender com o coração e converter-se, e eu os curaria’. Portanto, quero que saibam que esta salvação de Deus é enviada aos gentios; eles a ouvirão! " (Atos 28:25-28).

Nós não somos judeus por descendência, mas o que declarou Paulo aconteceu, a salvação também chegou até nós, bom é saber que estamos com os sentidos aguçados, para compreender o que Deus manifestou a nós, ainda que nem todos, haja vista que muitos seguem desprezando a salvação. Bem diz a palavra que a mensagem da cruz é loucura para os que estão perecendo, “...mas para nós, que estamos sendo salvos, é o poder de Deus“ 1 Coríntios 1:18), porque independente da descendência, todos nos tornamos Filhos de Deus, “...pois os que em Cristo foram batizados, de Cristo se revestiram. Não há judeu nem grego, escravo nem livre, homem nem mulher; pois todos são um em Cristo Jesus “ Gálatas 3:26-29).

Então a predestinação nada mais é do que a influência do poder divino, que como escreveu Pedro, nos concede tudo o que diz respeito à vida e piedade, “...pelo conhecimento daquele que nos chamou pela sua glória e virtude” (1 Pedro 1:3), ele mesmo nos tem dado as “grandíssimas e preciosas promessas”, para que por elas sejamos participantes da natureza divina, falando daqueles que pelo evangelho, receberam o escape contra a corrupção e concupiscência existente no mundo. Sendo diligentes nos propósitos que Deus estabeleceu, ele também nos fortalece com acréscimos espirituais, que visam a aumentar a nossa força, fé, virtude, ciência, temperança, paciência, piedade, amor fraternal, caridade.

“Porque, se em vós houver e abundarem estas coisas, não vos deixarão ociosos nem estéreis no conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo. Pois aquele em quem não há estas coisas é cego, nada vendo ao longe, havendo-se esquecido da purificação dos seus antigos pecados. Portanto, irmãos, procurai fazer cada vez mais firme a vossa vocação e eleição; porque, fazendo isto, nunca jamais tropeçareis. Porque assim vos será amplamente concedida a entrada no reino eterno de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. “ 2 Pedro 1:3-11

Andando então nos trilhos da graça, Deus sempre será soberano sobre nossa vida, porque até mesmo a nossa responsabilidade pessoal, é influenciada pelo amor de Deus, pois é Deus quem efetua em nós tanto o querer quanto o realizar, de acordo com a boa vontade dele (Filipenses 2:13), contudo, como Deus não pode ser tentado pelo mal, ele a ninguém tenta, a Bíblia diz que “...Cada um, porém, é tentado pela própria cobiça, sendo por esta arrastado e seduzido. Então a cobiça, tendo engravidado, dá à luz o pecado; e o pecado, após ter-se consumado, gera a morte.”(Tiago 1:14-15)

A carne nunca agradou a Deus, por isso o escolhido deve recordar, que os membros do corpo da igreja possuem a mente de Cristo.

“Quem vive segundo a carne tem a mente voltada para o que a carne deseja; mas quem, de acordo com o Espírito, tem a mente voltada para o que o Espírito deseja. A mentalidade da carne é morte, mas a mentalidade do Espírito é vida e paz; a mentalidade da carne é inimiga de Deus porque não se submete à lei de Deus, nem pode fazê-lo. Quem é dominado pela carne não pode agradar a Deus. “ Romanos 8:5-8

A responsabilidade pessoal deixa em destaque o homem espiritual, o homem natural de forma alguma pode ter alguma responsabilidade sobre as coisas de Deus. Se a semente é incorruptível, foi mediante a decisão divina, que a palavra da verdade nos gerou de novo em Cristo.

“Porque somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou de antemão para que nós as praticássemos. “ Efésios 2:10

Admin
Admin

Mensagens : 3191
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum