AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






Apocalipse 4: Uma porta aberta no céu

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Apocalipse 4: Uma porta aberta no céu

Mensagem por Admin em Ter Set 10, 2013 7:16 pm





“Depois dessas coisas olhei, e diante de mim estava uma porta aberta no céu. A voz que eu tinha ouvido no princípio, falando comigo como trombeta, disse: "Suba para cá, e lhe mostrarei o que deve acontecer depois dessas coisas" Versículo 1

Estudiosos afirmam que o apocalipse é o mais difícil livro a se decifrar, como não sou doutor nas coisas de Deus, decidi me aventurar pelas sagradas linhas deste livro, sabendo que elas revelam o segredo dos segredos divinos, que podem nos levar a entrar pela porta aberta no céu. O nosso Jesus declarou ser a porta (João 10:9), pela lógica, João quando olhou não viu a Jesus, ele viu uma porta aberta no céu, como ouviu uma voz, Jesus também declarou que as ovelhas conhecem a sua voz (João 10:27), certamente que a voz que falou com João como uma trombeta, foi a voz de Deus, ele reconheceu quando ouviu “suba para cá”, “vou mostrar coisas que vão acontecer, coisas dantes nunca reveladas”, “venha João”. Algo semelhante aconteceu com o apóstolo Paulo, quando um homem em Cristo foi arrebatado ao terceiro céu (2 Coríntios 12:3), ele admitiu não saber se no corpo ou fora do corpo, “...foi arrebatado ao paraíso; e ouviu palavras inefáveis, que ao homem não é lícito falar”(2 Coríntios 12:4), a diferença para João é que aqui não havia um espinho para o atormentar. O profeta Isaías na sua consagração ministerial, também viu o Senhor assentado em um alto e sublime trono com os serafins anunciado: “Santo, Santo, Santo é o SENHOR dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua glória “(Isaías 6:3). Chegamos a conclusão de quão importante é persistir em ler a Escritura, saber que o Filho de Deus deixou para nós informações suficientes que podem nos fazer sábios, porque “toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra” (2 Timóteo 3:16-17), sendo assim, o Apocalipse revela coisas que pela lógica do homem natural não se encaixam, mas para o homem espiritual o livro é tão somente a última peça do quebra-cabeça da salvação.

João vai para o céu:

"Imediatamente me vi tomado pelo Espírito, e diante de mim estava um trono no céu e nele estava assentado alguém. "Versículo 2

Que grandeza ser arrebatado, que privilégio sem palavras que definam estar diante de um Ser assentado num trono nos céus, no mundo de Deus, um mundo até então conhecido por poucos homens. Nós também um dia seremos, “imediatamente arrebatados”, creio que Deus na sua soberania, usou de seus vasos para através deles estabelecer modelos de fé, misericórdia e consolação.

A descrição do que estava assentada no trono:

"Aquele que estava assentado era de aspecto semelhante a jaspe e sardônio. Um arco-íris, parecendo uma esmeralda, circundava o trono... " Versículo 3

Semelhante a pedra jaspe, cuja cor mais comum é a vermelha, cujas analogias derivam da energia ao fogo, semelhante também a pedra sardônio, cuja cor pode variar do vermelho ao alaranjado, a questão não é a cor da pedra, o apóstolo certamente usou a descrição da pedra para descrever aquele que estava assentado sobre o trono. O arco-íris também é um arco multicolorido, que representa o brilho do sol nas gotas de chuva, o que João viu parecia uma esmeralda, pedra denominada nobre, que envolvia o trono do grande Ser. A ilustração do apóstolo tem riqueza de detalhes, porém permanece indizível para explicações humanas, já às celestiais pode supor que João estava diante do trono da graça (Hebreus 4:16).

Vinte quatro tronos ao redor do soberano trono:

“...ao redor do qual estavam outros vinte e quatro tronos, e assentados neles havia vinte e quatro anciãos. Eles estavam vestidos de branco e tinham na cabeça coroas de ouro. “ Versículo 4

Testemunhas e conselheiros de Deus?

“Conselheiros reais, conhecedores dos propósitos do rei, e capazes de transmitir inteligência a João, o servo de Deus. “ ( Robert Govett)

Vinte e quatro anciãos ao redor do grande Ser, aqui a cor de destaque é o branco dos vestidos. Sobre a cabeça de cada um deles, coroas de ouro, fixemos nosso pensamento na descrição de João, por todo o Apocalipse é constante a presença dos anciãos nas visões, além de prostrar e adorar ao que vive para sempre, são aqueles também que seguram as bandejas cheias de incenso, “...que são as orações dos justos” (Apocalipse 5:8). Paulo cita que ele receberá de Deus a coroa da justiça, não somente ele, “... mas também a todos os que amarem a sua vinda” (2 Timóteo 4:8), já Tiago atesta que todos que suportarem as tentações, receberão a coroa da vida, “...a qual o Senhor tem prometido aos que o amam” (Tiago 1:12), aqueles que também lavaram suas vestes no sangue do cordeiro (Apocalipse 7:14), serão vestidos de branco (Apocalipse 3:5), indicando que são mais do que vencedores (Romanos 8:37).

Os efeitos sobrenaturais no terceiro céu:

"Do trono saíam relâmpagos, vozes e trovões. Diante dele estavam acesas sete lâmpadas de fogo, que são os sete espíritos de Deus. " Versículo 5

Em volta do trono a visão ainda era mais aterradora, em poder semelhante ao momento em que Deus desceu sobre o monte Sinai (Êxodo 19:16-19), “...era tão terrível o que se via que Moisés disse: Estou todo aterrorizado e trêmulo”(Hebreus 12:21). João por ter sido chamado para presenciar tais coisas, estava fora do seu homem natural, seu homem espiritual continuava a ouvir a voz poderosa do ser, diante do trono ele contemplou sete lâmpadas de fogo, que definiu como os sete espíritos do Senhor, eis outro grande mistério não tão esclarecido, em que homens se aventuram a esclarecer. Descrever a perfeição é algo que pertence ao Espírito, creio que não havia uma lâmpada superior em iluminação em todas as sete, a Bíblia descreve que Deus tem sete olhos (Zacarias 4:10), o sete está espalhado por toda a Escritura, a João não é concedido maiores informações.

A visão de algo parecido com o mar:

"Também diante do trono havia algo parecido com um mar de vidro, claro como cristal. No centro, ao redor do trono, havia quatro seres viventes cobertos de olhos, tanto na frente como atrás. " Versículo 6

Novamente João expressa a transparência em volta do trono, o domínio eterno daquele que é a paz, surgem quatro seres viventes cobertos com olhos, nada pode passar despercebido diante deles. Assim como João, os céus também se abriram para o profeta Ezequiel (Ezequiel 1:1), o profeta também viu uma grande nuvem, que emitia labaredas de fogo, com um brilho de metal reluzente, do meio dessa nuvem saía quatro criaturas viventes, na aparência tinham forma de homem (Ezequiel 1:5). Novamente fica impossível definir interpretações mais profundas, os grandes estudiosos do livro garantem em uníssono, que o Apocalipse é o livro mais difícil de toda a Bíblia.

“Não há nenhum livro na Bíblia que tenho lido com tanta frequência, nenhum ao qual tenho tentado dedicar atenção mais paciente e persistente...Não há nenhum livro na Bíblia ao qual eu me volte mais ansiosamente nas horas de depressão, do que este, com todo o seu mistério, todos os seus detalhes que não compreendo” (Campbell Morgan)
"O primeiro ser parecia um leão, o segundo parecia um boi, o terceiro tinha rosto como de homem, o quarto parecia uma águia quando em vôo. Cada um deles tinha seis asas e era cheio de olhos, tanto ao redor como por baixo das asas. Dia e noite repetem sem cessar: "Santo, santo, santo é o Senhor, o Deus todo-poderoso, que era, que é e que há de vir. " Versículos 7-8

Cada uma das criaturas tinha uma aparência singular, respectivamente parecia com um leão, boi, homem, águia, belíssimos espécimes todos criados por Deus, eles reaparecem durante o Apocalipse. Como os serafins que Isaías enxergou com seis asas (Isaías 6:2), assim também eram as criaturas vistas por João, com seis asas cheias de olhos, cuja presença e função diante do trono era repetir aquilo que falavam os serafins, os primeiros diziam, “Santo, Santo, Santo é o SENHOR dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua glória”(Isaías 6:3), já as criaturas repetiam, “Santo, santo, santo é o Senhor, o Deus poderoso, que era, que é e que há de vir”. Realmente aquele que assentava o trono é o mesmo, ontem, hoje, e eternamente (Hebreus 13:8).

“O simples fato de um livro ter sido dado pelo Todo-poderoso ao homem constitui em obrigação para homem esforçar-se em compreendê-lo. Pode ser difícil fazê-lo. Podemos ser derrotados por muito tempo. Nem por isso vamos nos esforçar menos; usando de todos os instrumentos que estão a nossa disposição, e vigiando, se ainda nos sentimos nas trevas, pelos primeiros sintomas de luz. Nada é mais certo do que isso, se não fosse obrigação nossa que usássemos este livro, o Exaltado Redentor não o teria dado por revelação ao Seu servo João. “ (William Milligan)
O seres viventes e os anciãos:

"Toda vez que os seres viventes dão glória, honra e graças àquele que está assentado no trono e que vive para todo o sempre, os vinte e quatro anciãos se prostram diante daquele que está assentado no trono e adoram aquele que vive para todo o sempre. Eles lançam as suas coroas diante do trono, dizem:"Tu, Senhor e Deus nosso, és digno de receber a glória, a honra e o poder, porque criaste todas as coisas, e por tua vontade elas existem e foram criadas." Versículos 9-11

João presencia uma ordem específica, somente depois que os seres viventes davam honra aquele que estava assentado sobre o trono e que vive para sempre, é que os vinte é quatro anciãos se prostravam e adoravam ao que vive para sempre, como vencedores, lançavam suas coroas diante do trono, exclamando: “Tu, Senhor e Deus nosso, és digno de receber a glória, a honra e o poder, porque criaste todas as coisas, e por tua vontade elas existem e foram criadas". Não fugindo do contexto, percebemos que o Cordeiro de Deus, o Leão que é da tribo de Judá realmente tem toda a autoridade para abrir os sete selos, “...porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém” (Romanos 11:36), “...porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele. E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele. E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência”(Colossenses 1:16-18).

Sem dúvida, no futuro, a importância e a influência deste Livro, vai constantemente  aumentar com o aumento da confusão e desalento dos tempos, com o aumento do perigo que oferecem a fé sadia e sóbria “(Revelation. Pag. 63 Comentário Moody)
“Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. “ (Apocalipse 3:22)

Admin
Admin

Mensagens : 3103
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum