AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






A viúva que se aproximou do trono da graça (2 Reis 4:1-7)

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A viúva que se aproximou do trono da graça (2 Reis 4:1-7)

Mensagem por Admin em Qua Mar 05, 2014 9:01 am

A multiplicação do azeite da viúva, se tornou comum nas pregações das religiões, uma crítica?Não.

Uma mulher desesperada.

Um homem que recebeu do Senhor poder.

Eliseu foi a porta entre o céu e a terra, para o socorro da viúva, tal era seu desespero em perder seus dois filhos. A porta se abriu e houve paz. Quem entra pela porta encontra salvação (João 10:9), quem nos ouvirá no dia da angústia, em quem poderemos acreditar? A mulher acreditou que Eliseu podia fazer alguma coisa, ela tinha três coisas necessárias:

- Crença em Deus
- Esperança que ele não estava ausente
- Fé que ele poderia salvar seus filhos

Eliseu se compadeceu da mulher, o dom sempre foi de Deus, que concedeu a ele disposição na prática do bem, claro, um tanto sobrenatural. Ele procurou uma alternativa, o que poderia fazer para ajudar, na casa dela não havia muita coisa, indicando a urgência do caso.

A botija de azeite.

Eliseu pediu que ela fosse atrás de vasilhas emprestadas, de vizinhos cooperativos, que igualmente estivessem condoídos do desespero de uma mãe. Eliseu sequer foi a casa da viúva, o socorro viria de Deus, apenas concedeu instruções do que ela deveria fazer. Ela e seus filhos procederam conforme a determinação, da vasilha do azeite original, foram colocando nas vasilhas vazias até que não houvesse mais, assim aconteceu a multiplicação. Se houvesse mais vasilhas, elas teriam sido enchidas, mas em dado momento um dos filhos disse, "não há mais vasilha alguma", não havia como continuar a multiplicação, o azeite então parou.

No milagre não existe desperdício, Deus executa sua benevolência na medida exata. Novamente ela compareceu diante de Eliseu, como dizendo, "e agora profeta do Senhor?", ao que ele respondeu: "Vai, vende o azeite, e paga a tua dívida; e tu e teus filhos vivei do resto."

Capacidade vinda de Deus.


O credor deve ter ficado pasmo, quando a dívida foi paga, certamente ele ficou sabendo da multiplicação. Os vizinhos na devolução de suas vasilhas, também devem ter ficado sabendo da multiplicação, e assim, o NOME do Senhor foi louvado. A fé da viúva permaneceu inabalável, a morte lhe trouxe grande tristeza, mas a presença do Senhor não se ausentou da casa dela. Ela deixa evidente como temia ao Senhor, porque seu coração viu em Eliseu um profeta verdadeiro, não um falso, que se aproveita da situação. Eliseu com sua porção dobrada de Espírito, apresentou ao povo do seu tempo, o quanto é precioso crer em Deus.

A viúva sempre teve o testemunho do socorro divino em sua mente, cremos, que ela jamais esqueceu dos terríveis momentos que passou, quando quase perdeu seus filhos. Foi realmente da fraqueza que ela tirou força, pela fé, ela e seus filhos de uma botija de azeite, viram a multiplicação desse azeite, um prenúncio da graça que haveria de ser concedida aos eleitos do Senhor.

"Assim sendo, aproximemo-nos do trono da graça com toda a confiança, a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos graça que nos ajude no momento da necessidade. " Hebreus 4:16

Admin
Admin

Mensagens : 3098
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum