AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






70 x 7 = misericórdia absoluta

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

70 x 7 = misericórdia absoluta

Mensagem por Admin em Sab Mar 15, 2014 4:39 pm




Baseado no evangelho de Mateus 18:21-35


Há uns meses atrás um sobrinho de minha mãe, pediu que ela fosse fiadora para alugar uma casa, ela já havia sido anteriormente, mesmo com ele dando problemas. Enfim, ela aceitou novamente ser fiadora, coitada, prejuízo dobrado, o camarada permaneceu sendo caloteiro. O dono de tanto atormentar minha mãe, conseguiu um acordo para pagamento da dívida, meu primo (o caloteiro) sequer ligou para apresentar algum argumento, se é que houvesse algum, pois ele gasta todo o seu dinheiro em baladas. Então lembrei-me da parábola que o Senhor Jesus pede para perdoar nossa próximo, 70 x 7, minha mãe está muito chateada, sabe como é, pessoas prezam pelo seu nome, nome limpo é glória, não quer dizer salvação, mas diante dos homens é um bom testemunho, se bem que ela merece habitar com Deus, falo de alguns que mesmo com as contas em dias, sequer sabem o que significa o amor.

Se ele aparecer em casa, não sei se ela será capaz de perdoar, mas tem uma coisa, ele não ama ao Senhor como ela ama, ele é um caloteiro, não é irmão, doméstico da fé, ele é mau, sem noção, próximo para ele, nem ele mesmo, nem que anda com ele, ele é egoísta, sem caráter, indigno de perdão, exceto se Deus resolver perdoá-lo. Não sei se Pedro seria capaz de perdoar meu primo, justamente ele que perguntou a Jesus, quantas vezes deveria perdoar o pecado de um irmão, ele imaginou sete, o Senhor disse até 70 x 7, dissertando uma parábola maravilhosa, porque tenho certeza se alguém dever ao meu primo, ele vai cobrar, não vai querer ficar no prejuízo, ele não teme a Deus, para ele dever é diferente de receber, ele não paga não achando ser injustiça, mas quer receber apelando pelo direito da justiça. Creio que Jesus falava de um relacionamento entre irmãos, meu primo foi na igreja, falou salmo, ouviu a palavra, sabe do evangelho, sabe dos procedimentos, se ainda está perdido, talvez seja pela falta de ação de Deus, aqui não me intrometo, é o Senhor que derrama da sua graça, não é por esforço, é apenas misericórdia que emana da glória.

Ele conhece a mensagem, não ouviu o chamado. Se fosse um irmão, da mesma religião, “conhecedor” como falam, seria diferente o seu procedimento?. Muitos batizados agem dessa maneira, infelizmente prejudicam seu próximo, nem sequer são capazes de pedir perdão, para receberem o perdão. Jesus explicou a Pedro que o reino dos céus é semelhante um rei que chamou seus servos, para acertarem as contas. Compareceu um na sua presença, que não tinha condições de pagar, a quantidade enorme de prata que devia, sendo orientado que vendesse tudo o que possuía, até mesmo sua família, para que pudesse honrar sua dívida.

Ele implorou! O homem implorou por misericórdia. Isso o meu primo não fez, simplesmente não quis nem saber. O rei possuído de uma paciência impossível, cancelou a dívida do servo, concedeu o perdão, que diferente dele, ao sair já avançou no pescoço de um devedor seu, obrigando-o a pagar o que devia, aqui o meu primo já se encaixaria.

O homem também implorou! O homem implorou por misericórdia. Não recebeu. Mesmo de joelhos, foi humilhado, ameaçado, sendo lançado na prisão, até que a dívida fosse paga. O que recebeu clemência, não usou o mesmo exemplo do rei. O servos contaram ao rei, “olha rei o Senhor concedeu misericórdia, mas veja o que ele fez”, realmente foi impressionante a reação do homem, é uma parábola? Sim, mas ela é a realidade de muitos. O servo mau que teve sua dívida cancelada, recebendo misericórdia, foi entregue aos torturadores, sendo exigindo ainda o pagamento integral da sua dívida.

"Assim também lhes fará meu Pai celestial, se cada um de vocês não perdoar de coração a seu irmão" Mateus 18:21-35

Não creio que seja uma ameaça do Senhor, Pedro entenderia depois o significado de tão preciosas palavras. Sei que minha mãe vai perdoar, sei também que meu primo continuará ser um caloteiro, ela no entanto, recebeu perdão do Senhor, aconteça o que acontecer, sua vida está guardada em Cristo com Deus. Perdoar de coração não é uma coisa fácil, primeiramente devemos ter prudência nas coisas que nos envolvemos, devemos ter conhecimento de como utilizar com sabedoria a prática do amor, tudo que não é do coração, não tem nenhum fruto para crescimento. Sofrer o dano não é para qualquer um, graças ao bom Deus, Jesus sofreu o dano por todos nós.

“Foi desprezado e rejeitado pelos homens, um homem de tristeza e familiarizado com o sofrimento. Como alguém de quem os homens escondem o rosto, foi desprezado, e nós não o tínhamos em estima. Certamente ele tomou sobre si as nossas enfermidades e sobre si levou as nossas doenças, contudo nós o consideramos castigado por Deus, por ele atingido e afligido. Mas ele foi transpassado por causa das nossas transgressões, foi esmagado por causa de nossas iniqüidades; o castigo que nos trouxe paz estava sobre ele, e pelas suas feridas fomos curados. “ Isaías 53:1

O apóstolo João escreveu algo primoroso sobre conhecer a Deus:

“Amados, amemo-nos uns aos outros; porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor. Nisto se manifesta o amor de Deus para conosco: que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivamos. Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados. Amados, se Deus assim nos amou, também nós devemos amar uns aos outros. “ 1 João 4:7-11

É o grande rei riquíssimo em misericórdia. Como posso amar a Deus, se não consigo perdoar o meu próximo? Seja incrédulo, como meu primo, seja um irmão, devemos ser prudentes, o perdoar é uma situação delicadíssima, graças a Deus, somente entendemos o que é perdão, quando nossos olhos estão fitos na cruz. Algum dia fomos, algum dia seremos, algo vai nos prejudicar, se houver humildade no reconhecimento do erro, que sejamos fortes em perdoar, não chegaremos a quantidade, de alguém pecar 490 vezes contra nós, Jesus se referiu ao grande amor que rege o mundo, capaz de tornar as mais terríveis manchas, em algo branco como a neve. O sentimento do perdão faz bem a alma, nos sentimos como irmãos de Cristo, participantes da sua glória. Somos felizes quando perdoamos de coração, um pedido igualmente realizado de coração.

“Portanto, como povo escolhido de Deus, santo e amado, revistam-se de profunda compaixão, bondade, humildade, mansidão e paciência. Suportem-se uns aos outros e perdoem as queixas que tiverem uns contra os outros. Perdoem como o Senhor lhes perdoou. Acima de tudo, porém, revistam-se do amor, que é o elo perfeito. “ Colossenses 3:12-14

Se assumimos que somos crentes, nenhuma dificuldade existe em perdoar, pelo fato de Cristo habitar dentro de nós. Sei que meu primo não vai implorar por misericórdia, mas acho que mesmo assim minha querida mãe, vai encontrar forças para perdoar tal afronta. Ofensa e perdão, esse amar o mundo de tal maneira que veio de Deus, realmente impressiona pela misericórdia absoluta.

Admin
Admin

Mensagens : 3225
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum