AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






As várias faces da espada do Senhor

Ir em baixo

As várias faces da espada do Senhor

Mensagem por Admin em Seg Mar 17, 2014 8:58 pm





Baseado em Ezequiel 21:8-17

“ Esta palavra do Senhor veio a mim: "Filho do homem, profetize e diga: ‘Assim diz o Senhor: " ‘Uma espada, uma espada, afiada e polida; afiada para a mortandade, polida para luzir como relâmpago! "

A palavra do Senhor no exílio babilônico.

A palavra veio até Ezequiel, “profetize”, “assim diz o Senhor”, “profetize”, era o Senhor falando, falando ao homem, para transmitir ao homem, a mensagem do Senhor. A espada, a espada do Senhor, a espada penetrante, nós membros da igreja, conhecemos a espada, como a palavra do Senhor, viva e eficaz (Hebreus 4:12), o apóstolo Paulo descreve a palavra de Deus, como a espada do Espírito (Efésios 6:17), um método perfeito e eficiente, de enfrentar as batalhas da vida, pelo poder de Deus, “com as armas da justiça, quer de ataque, quer de defesa” ( 2 Coríntios 6:7). Ezequiel falava a palavra de Deus, a espada em sua boca, só que ele profetiza de uma espada não metafórica, falava de uma espada, afiada e polida, para a mortandade, que luziria como o relâmpago, quando as forças divinas estivessem liberadas para atacar.

A espada seria usada com as mãos, não com a boca, forjada na glória, para mão do homem matador, para castigo dos maus, Ezequiel falava contra Jerusalém, profetizava contra Israel, algo muito sério estava acontecendo. “Clame e grite”, um quadro desesperador, assim ordenou o Senhor ao profeta, a espada estava contra o povo, contra os príncipes de Israel, eles seriam atirados juntamente com o povo na direção da espada. Justos e ímpios seriam lançados diretamente para a espada (Ezequiel 21:4), alguém dirá, qual o motivo do justo não ser preservado, dessa destruição em massa, creiamos ser a justiça do Senhor, nem mesmo nós resgatados somos privados da espada, não chegamos ainda ao ponto, de sermos direcionados a ela, todavia, sofremos, em todos os lugares os justos sofrem, Deus julgará o justo e o ímpio, nem mesmo na morte existe diferença, todos vão para o mesmo lugar (Eclesiastes 3:20).

“Tudo sucede igualmente a todos; o mesmo sucede ao justo e ao ímpio, ao bom e ao puro, como ao impuro...” (Eclesiastes 9:2)


Um dia haverá a separação, entre justos e ímpios, dos que dormiram no Senhor, dos que permaneceram acordados para o pecado, ao Senhor pertence ao salvação. Já o quadro de Israel era deprimente, o profeta iria lamentar, bater no peito, um desespero aterrador, face ao pecado do povo, que não foi assim ensinado, receberam a lei, mas a deixaram pelo caminho, perdendo a direção, o norte, o cheiro da vida. A menção da prova, é inevitável, se o Senhor assim diz, assim será, esse é o nosso Deus, grande é o Senhor. O cetro de Judá que em Gênesis é anunciado como aquele, que jamais se apartaria de Judá (Gênesis 49:10), cujo comando estaria para sempre entre os seus descendentes, até que viesse a parar na mão do verbo encarnado, ao povo é feito uma pergunta, “e o que acontecerá?”, se a espada naquele momento o desprezasse, ameaçando a sua existência. Oh quão terrível é o Senhor, o castigo proveniente da sua espada, a palavra do soberano é tormenta para os ouvidos do povo, “profetize”, as profecias continuam a sair da boca do profeta, que em dado momento está batendo as mãos uma na outra, claramente não sendo um sinal de honra.

Os golpes da espada são anunciados, a matança, a grande matança, avança de todos os lados, tendo o intento de derreter os corações, fazer cair a muitos. O Senhor posicionou a espada, nenhum local ficará sem o seu sinal, a luz do seu contato seria como o relâmpago, no duelo ela não seria derrubada, antes, firmemente executaria o que o Senhor determinou. A espada forjada por Deus, procederia a destruição e limpeza, pelos vacilos cometidos pelo povo, justiça incondicional, que não pouparia nem os justos, com certeza estes morreriam atados com a esperança.

“Ó espada”, golpeada por todos os lados, com sua lâmina virando, diminuindo a ira do Senhor, que foi afrontado pela nação que tanto amou. As palmas do Senhor seriam de júbilo, sua espada foi perfeita diante do homem imperfeito. Jesus também trouxe a “espada” as ovelhas perdidas da casa de Israel (Mateus 10:6), não a paz, eles não receberiam a paz, por isso em muitos momentos, a espada do Senhor foi utilizada contra eles.

“Eu, o Senhor, falei" (Ezequiel 21:17)

O apocalipse também descreve a espada afiada, também o cetro “de ferro” que governará as nações (19:15), a espada que sai da boca, do REI DOS REIS, SENHOR DOS SENHORES, igualmente palavras do Senhor. Uma coisa é certa, não importa a época, a espada do Senhor tem várias faces.

“Quem nos separará do amor de Cristo? Será tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada?” (Romanos 8:35)


Admin
Admin

Mensagens : 3265
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum