AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






Daniel disse com convicção: "faça a experiência"

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Daniel disse com convicção: "faça a experiência"

Mensagem por Eldier Khristos em Ter Jun 03, 2014 12:23 pm





“ Daniel disse então ao homem que o chefe dos oficiais tinha encarregado de cuidar de Daniel, Hananias, Misael e Azarias: "Peço-lhe que faça uma experiência com os seus servos durante dez dias: Não nos dê nada além de vegetais para comer e água para beber. Depois compare a nossa aparência com a dos jovens que comem a comida do rei, e trate os seus servos de acordo com o que você concluir". Ele concordou e fez a experiência com eles durante dez dias. Passados os dez dias eles pareciam mais saudáveis e mais fortes do que todos os jovens que comiam a comida da mesa do rei. “ Daniel 1:3-17

Daniel não geneticamente deveria se tornar um babilônio, antes porém, que sua fé, fosse misturada com pensamentos estranhos a ela, ele se propôs passar por uma experiência, preferindo aguardar em Cristo, a aquisição da suprema sabedoria. Lá no exílio ele esperava em Deus, não que soubesse o futuro, não ainda, depois ele seria preenchido com toda a inteligência. Olhou bem para o rosto do oficial do rei, para pedir a execução da experiência, “faça o teste”, plena confiança em Deus, “sou servo de Deus”, “minha cidadania é celestial”, embora em terra estranha, peregrino no mundo, julgou sabiamente manter-se na santidade.

Poderia mas não fez, poderia ter comido mas não comeu, o problema não era a comida, ele queria ser perfeito diante de Deus. Daniel é modelo de homem justo, fiel, sem defeitos diante de Deus, que acusação poderia ter Satanás, “viste meu servo Daniel”, nem mesmo com os leões abrindo a boca, ele temeu pela tragédia. Na Babilônia segundo a ordem do rei, eles deveriam se inteirar de todas as coisas para servirem no palácio, se bem, que Daniel e seus companheiros estavam mais interessados em servir no palácio de Deus. Na área do conhecimento deveriam ser os destaques, para isso o rei designou uma porção diária de comida e vinho da sua própria mesa, talvez julgando que com isso, herdariam de modo sobrenatural a inteligência que achava ter, vale lembrar que em determinado dia, um rei foi expulso de dentre os homens para então reconhecer o domínio do Eterno (Daniel 4:34).


O treinamento dos jovens foi estipulado para durar 3 anos, depois passariam a servir o rei. Daniel estava decidido a não se tornar impuro, suas raízes eram fiéis ao Senhor. O chefe dos oficiais autorizou a abstenção, Deus interferiu no coração dele, ele se tornou bondoso para os jovens exilados. O subordinado temeu por causa do rei, “se ele souber”, “se a experiência não der certo”, “minha cabeça corre risco”.

Dez dias!

Daniel pediu o prazo de dez dias, “faça a experiência”, eles comeriam apenas vegetais e beberiam água, depois o chefe deveria fazer a comparação, junto com aqueles que estavam se alimentando com a comida e o vinho do rei. O chefe concordou, “beleza, seja assim”, nesses dez dias a comida saudável favoreceu, não que a do rei não fosse, algo interior aconteceu dentro dos jovens, fruto do Espírito, no prazo de dez dias, além de mais saudáveis, eles ficaram mais fortes que aqueles que comiam a comida do rei.

Na verdade não sabiam os babilônios que Daniel, também comia a comida de seu REI. A experiência deu tão certo, que foi mantida:

“ A esses quatro jovens Deus deu sabedoria e inteligência para conhecerem todos os aspectos da cultura e da ciência. E Daniel, além disso, sabia interpretar todo tipo de visões e sonhos.” Daniel 4:17

Daniel soube se humilhar diante de Deus, buscando entendimento, foi homem amado de Deus. Se alimentou do mantimento sólido (Hebreus 5:14), legumes e água foram essenciais para o corpo, a comida realmente faz toda a diferença, viver de acordo o ambiente divino também, entra aqui também o domínio próprio, a virtude do Espírito Santo, forte e poderosa que nos mantém saudáveis na doutrina. Daniel creu em Deus, a fé foi alimento eficaz, orava intensamente, mesmo entre os cativos de Judá, tinha plena liberdade com o Senhor, os reis adoravam a presença de Daniel, os subordinados dos reis tinham inveja dele.

Quando foi sentenciado a morte, entrou em sua casa, orando e olhando para Jerusalém, dando graças a Deus, nada alterava sua fé. Como costumava fazer, se aperfeiçoou ainda mais, quando o acharam na sua casa, ele estava suplicando e orando diante de Deus (Daniel 6:11), sabendo que por todas as experiências submetidas, em todas elas encontraria a graça do Senhor a favor dele.

Experiência de Cristo.

Eldier Khristos
Membro

Mensagens : 659
Data de inscrição : 10/07/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum