AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






Palavra de Deus/on line: Miquéias 7 ("ficarei atento ao Senhor, esperando em Deus, o meu Salvador, pois o meu Deus me ouvirá.")

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Palavra de Deus/on line: Miquéias 7 ("ficarei atento ao Senhor, esperando em Deus, o meu Salvador, pois o meu Deus me ouvirá.")

Mensagem por Admin em Dom Jun 15, 2014 5:04 pm






Palavra - Miquéias 7


“Meus olhos verão a sua queda; ela será pisada como o barro das ruas. O dia da reconstrução dos seus muros chegará, o dia em que se ampliarão as suas fronteiras virá. Naquele dia virá a você gente desde a Assíria até o Egito, e desde o Egito até o Eufrates, de mar a mar e de montanha a montanha. Mas a terra será desolada por causa dos seus habitantes, em conseqüência de suas ações. Pastoreia o teu povo com o teu cajado, o rebanho da tua herança, que vive à parte numa floresta, em férteis pastagens. Deixa-os pastar em Basã e em Gileade, como antigamente. "Como nos dias em que você saiu do Egito, ali mostrarei as minhas maravilhas". As nações verão isso e se envergonharão, despojadas de todo o seu poder. Porão a mão na boca, e taparão os ouvidos. Lamberão o pó como a serpente, como animais que se arrastam no chão. Sairão tremendo das suas fortalezas; com temor se voltarão para o Senhor, o nosso Deus, e terão medo de ti. Quem é comparável a ti, ó Deus, que perdoas o pecado e esqueces a transgressão do remanescente da sua herança? Tu que não permaneces irado para sempre, mas tens prazer em mostrar amor. De novo terás compaixão de nós; pisarás as nossas maldades e atirarás todos os nossos pecados nas profundezas do mar. Mostrarás fidelidade a Jacó, e bondade a Abraão, conforme prometeste sob juramento aos nossos antepassados, na antigüidade. “ Miquéias 7:11-20

Enquanto os fortes se achavam protegidos, os fracos se encontravam oprimidos. Exércitos estrangeiros machucavam os pequenos, não havia uma voz favorável a justiça, até que Deus levantasse seu profeta, que com coragem proveniente do Espírito, declarava não só a transformação do quadro de impunidade, também o estabelecimento da justiça, no presente e principalmente no futuro, declarando a vinda de Jesus Cristo. Israel não era acometida somente pela corrupção interna, externamente os assírios também escravizavam o povo de Deus, Miquéias como outros profetas, representaram o Espírito de Cristo, que colocava homens comuns como Salvadores do povo, até que viesse aquele que teria a supremacia (Colossenses 2:18).

Sem o Espírito somos homens e mulheres comuns, com ele junto de nós, somos conhecidos de Deus. As palavras do destemido Miquéias, devem nos encher de esperança, nós que vez ou outra estamos vazios, tristes, ansiosos. Não era apenas uma voz sozinha na multidão, era voz de Deus, poderosa que fazia se ouvir, quem desprezasse responderia pelo seu pecado, quem considerasse encontraria consolação. Bendito seja Deus!

“Mas, quanto a mim, ficarei atento ao Senhor, esperando em Deus, o meu Salvador, pois o meu Deus me ouvirá.” Miquéias 7:7

O profeta retrata o dia da reconstrução, fala de muros, da ampliação das fronteiras, de povos que virão ao CENTRO da presença de Deus, que estará justamente em Israel.

“O dia”.

Sempre existe o dia.

Amados, Deus prometeu aos pequenos oprimidos, que antes do derramamento das bençãos, os impiedosos seriam julgados pelas suas ações . Para aqueles que se viam machucados, sem razão para ter esperança, ao ouvirem a voz do profeta, seus espíritos sentiriam a segurança da garantia divina, que realmente concedia a certeza que o Senhor iria intervir diante das injustiças. A grandeza da graça é evidenciada pelo profeta, “gente de outras nações” viriam até Israel, um possível ajuntamento da igreja? Parte do povo que estava disperso?  Todos seriam apascentados. O cajado, o rebanho, as terras férteis, como os dias antigos, como os dias da saída do Egito, em que Deus mostrava grandes maravilhas, o grande pastor estava voltando para vida do seu povo.

“Como nos dias em que você saiu do Egito, ali mostrarei as minhas maravilhas"

Como os dias em que Israel era protegida, em que os reinos temiam o Deus que velava por eles. Os dias em que os milagres aconteciam, que não existiam os fracos, todos eram fortes por causa da presença de Deus. Ah queridos irmãos e irmãs, todos vós são fortes, Deus está entre vós, porque o maior milagre já ocorreu, você pertence ao rebanho do Senhor, sinta o toque do cajado de Deus te trazendo de volta, o amor, a pastagem fresca, que alimenta a alma, que é na verdade a palavra de Deus, que invade todo o nosso ser, nos momentos mais terríveis, quando o lobo está com a boca em nosso pescoço.

As palavras de Miquéias são poderosas, para um povo que se achava esquecido, não falamos dos fortes que abandonaram a Deus, falamos dos fracos que desejavam novamente a presença de Deus. E a presença de Deus transforma, restaura, modifica o curso da história, ela é repleta de misericórdia, julga corretamente, abaixando e exaltando a quem achar merecedor.

As nações veriam o grande pastor, com seu cajado protetor, suas vergonhas seriam expostas, privadas seriam do seu poder, nada falariam, nem iriam querer escutar, humilhadas lamberiam o pó, caídas se arrastariam pelo chão.

Miquéias descreve o medo que as nações teriam de Israel, e como elas se voltariam para Deus tremendo e com temor.

Deus incomparável, “que Deus é como tu?”. A manifestação do poder de Deus, que faz com que os injustos
reconheçam nela algo sobrenatural, quando ela se apresenta, o mal não fica oculto, os corações são despidos, tudo é revelado, a verdade purifica a terra.

Esse é o Deus que é seu aliado. Santo é o Senhor.

O Senhor que tem prazer em mostrar o seu amor, até mesmo quando a ignorância humana o despreza. Os fracos contemplariam o perdão de Deus, se existe perdão, ali está a alegria, se o perdão é esquecido, o coração lembrado regozija, os olhos em lágrimas, engrandecem o Senhor, ali diante do trono da graça (Hebreus 4:16). De fato, muitas coisas aconteceram, os profetas foram enviados para permanência da paz, quando os tempos eram de guerra.

Não há Deus como o nosso, “quem é comparável a ti”, quando os dias foram transformados, os fracos tornaram-se fortes, como o apóstolo Paulo um dia declarou.

Diletos, Deus tem mais prazer em demonstrar amor, as coisas pelas quais passamos, acontecem porque já estão determinadas, mas em todas elas, está o cajado o Senhor nos guiando para perto dele.

“De novo terás compaixão de nós”

Que  sentimento glorioso deve ter invadido o coração do profeta, primeiro que o pé do Senhor pisaria a maldade do povo, depois todos, repito todos os pecados, seriam atirados nas profundezas do mar, ou seja, para bem longe das acusações de Satanás. Já não é apenas uma esperança, é a concretização do impossível. Deus perdoa, Deus pisa, Deus atira para longe os pecados, Deus purifica, Deus abençoa, Deus volta seu povo, Deus estabelece a justiça, Deus julga os maus, Deus consola os oprimidos, Deus é reconhecido por todos, todos reconhecem que não existe Deus como esse.

Fidelidade para Jacó, Bondade para Abraão, palavra que permanecesse para sempre.

“Mostrarás fidelidade a Jacó, e bondade a Abraão, conforme prometeste sob juramento aos nossos antepassados, na antigüidade.” Miquéias 7:20

Jesus haveria de sustentar o juramento (Hebreus 2:16), como muitos, Miquéias enxergou o invisível, algo que pertence ao justo que vive pela fé. Aquele que Deus ama jamais permanece desamparado, é nos dias maus que o bem da graça resplandece. Lá nas vilas esquecidas, onde soldados oprimiam os pequenos, a justiça do Senhor superabundou, comprovando que não existe um lugar onde as trevas não possam ser dissipadas.

Diletos em Cristo, irmãos e irmãs resgatados, a grandeza da graça de susterá, no aprisco do Senhor as terras são férteis, não somos afetados pelo deserto do mundo. Mesmo que em alguns momentos Israel foi infiel, e que outras nações se achavam com total hegemonia, a influência de Cristo colocou tudo no seu devido lugar.

Tenha calma, tenha paz, você tem Cristo!!

Se o diabo perguntar cadê o teu Deus?? O próprio Espírito se encarregará da resposta.

Deus abençoe. Bendito seja Deus! Amém.

Admin
Admin

Mensagens : 2943
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum