AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






O oleiro e sua produção de vasos de honra

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O oleiro e sua produção de vasos de honra

Mensagem por Admin em Sab Jul 26, 2014 1:42 pm




"Acaso o objeto formado Pode dizer àquele que o formou: "Ele não me fez"? E o vaso poderá dizer do oleiro: "Ele nada sabe"? Isaías 29:16

São dois tipos de vaso, um para honra, outro para desonra, Deus fez Adão, Deus fez o Cristo. Adão não foi criado para desonra, nem Israel foi escolhido para desonra, como anunciado por Isaías, nunca coube ao povo contestar a criação divina, o modo como ele se propôs criar, ignorando a sua sabedoria. A única marca que distingue quem pertence ao Senhor, o apóstolo Paulo deu garantias que não estava na circuncisão, a marca estava em ser uma nova criação (Gálatas 3:15), o “Israel de Deus”, tem alcance muito maior do que o Israel que se gloriava nas marcas da circuncisão, o apóstolo circuncidado ao oitavo dia, foi remodelado pelas mãos poderosas do oleiro.

“ Sem mais, que ninguém me perturbe, pois trago em meu corpo as marcas de Jesus.” (Gálatas 6:17)

Adão o primeiro vaso sofreu o dano causado pela serpente, nele todos morrem (1 Coríntios 15:22). Em Jesus Cristo, o vaso do Espírito, todos vivem. Entendo que Deus quebrou o vaso, o primeiro pelo pecado foi feito em cacos, o segundo veio para dar início a produção de novos vasos (Efésios 2:10), para que uma vez purificados, pudessem na casa de Deus, serem vasos para honra, santificados, úteis para o Senhor e preparados para toda boa obra (2 Timóteo 2:20-21). Ninguém pode existir de si próprio, Jeremias disse a comunidade de Israel, "como barro nas mãos do oleiro, assim são vocês nas minhas mãos” (18:6), uma oportunidade para o arrependimento.

Jesus Cristo foi o grande artista, ele era Deus acima de tudo, atestando a paciência do divino oleiro, suas mãos, mãos de Deus, vieram para moldar o mundo, assim como Deus desejou fazer com Israel, nunca escala muito maior, o evangelho foi produzindo vasos de honra, como também identificando os vasos de ira. Sem arrependimento um vaso desonroso não pode ser transformado em vaso de honra, seu destino é a destruição, voltar ao pó, conforme o modelo de Adão.

Adão era uma obra-prima que o diabo destruiu, só que nas mãos do Senhor estava a sua maior obra-prima, Jesus Cristo, representando o bem sempre a frente do mal. Deus molda o homem como deseja, o que há de ser dele, seu destino, nosso homem natural não consegue compreender:

“O oleiro não tem direito de fazer do mesmo barro um vaso para fins nobres e outro para uso desonroso? E se Deus, querendo mostrar a sua ira e tornar conhecido o seu poder, suportou com grande paciência os vasos de sua ira, preparados para destruição? Que dizer, se ele fez isto para tornar conhecidas as riquezas de sua glória aos vasos de sua misericórdia, que preparou de antemão para glória” Romanos 9:21-23

Aquele que se achavam vasos de honra, queriam destruir o vaso do Espírito, endurecidos na sua incredulidade, conspiraram, querendo quebrar o vaso de Deus, mesmo que ele tivesse sido feito em cacos, na sepultura, na ressurreição, Deus restauraria cada pequeno fragmento da sua obra. Não houve maior assombro sobre eles, do que saber que o vaso que achavam ter destruído, estava intacto pela palavra que sustenta todas as coisas. Deus endurece, Deus amolece, ainda é incompreensível o modo como ele usa o barro, misericórdia ou ira, Deus é mais do que um oleiro, a grande certeza é que Deus não tem dúvidas quando movimenta o barro.

“O Senhor conhece os que são seus...” (2 Timóteo 2:19)


Eldier.

Admin
Admin

Mensagens : 3098
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum