AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






A Lei das Primícias - a Segunda e a terceira Vinda de Jesus

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A Vinda de Jesus – Ira do Cordeiro

Mensagem por Jaime_Dias em Ter Ago 05, 2014 10:57 pm

Mat. 24:
29 “E, logo depois da aflição daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e as potências dos céus serão abaladas.
30 ENTÃO APARECERÁ NO CÉU O SINAL DO FILHO DO HOMEM; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória”.

Deus te abençoe, em Graça e em conhecimento!

AS TRÊS PRINCIPAIS ESCOLAS QUE PREGAM A VINDA DE JESUS
E O ARREBATAMENTO DA IGREJA:
a). Os Pré-tribulacionistas:
Formam o grupo teológico dos que creem em três vindas de Jesus: Uma quando se fez carne. Outra secreta para arrebatar a Igreja antes da grande tribulação, e outra visível para reinar com a Igreja na terra, depois de 7 anos de grande tribulação (?).
Infelizmente, a maioria das denominações evangélicas é de fé escatológica pré-tribulacionista; cujos cristãos, não examinam as Escrituras.

b). Os Meso-tribulacionistas:
Formam o grupo teológico dos que creem na vinda de Jesus, para arrebatar a Igreja no meio da grande tribulação. Este grupo, admite que a Igreja passará pela primeira metade da última semana de Daniel (42 meses da 1ª Besta), sendo arrebatada antes da outra metade, e manifestação do Anticristo (?).

c). E os Pós-tribulacionistas:
Formam o grupo teológico dos que creem na vinda de Jesus, para arrebatar a Igreja no final da grande tribulação (?).

A nossa posição escatológica fartamente mostrada em textos e gráficos, é a linha Pós-tribulacionista bíblica, com grande diferença dos Pós-tribulacionistas Sistemáticos, que  juntamente com as outras duas escolas escatológicas: Pré e Meso-tribulacionistas, apresentam erros graves de interpretações e vários acréscimos das Escrituras, quando suas teorias são conjugadas à luz da Palavra  dentro do "TEMPO E MODO" dos três principais acontecimentos proféticos:
Grande Tribulação, Vinda de Jesus, a ressurreição/arrebatamento da Igreja.
Diante disso, a nossa única concordância com o Pós-Sistemático, é que a Igreja passará pela Grande Tribulação.

Para esse estudo da próxima Vinda do Senhor, formulamos 13 perguntas seguidas de respostas à luz das Escrituras. Se algum irmão concordar ou discordar dele, favor se manifestar.

1)- ALGUÉM SABERÁ O DIA E A HORA DA VINDA DE JESUS?
Não.
“ Porém DAQUELE DIA E HORA NINGUÉM SABE, nem os anjos do céu, nem o Filho, mas unicamente meu Pai.” Mt. 24:36.

2)- A IGREJA SABERÁ PELO MENOS O TEMPO DESSA VINDA?
Sim, qual a mulher grávida que conhece a sua hora, a Igreja através dos sinais (dores de parto), conhecerá o tempo próximo da Vinda do Senhor.
“A mulher, quando está para dar a luz, sente tristeza, PORQUE É CHEGADA A SUA HORA...” Jo. 16:21

“Ora, quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai as vossas cabeças, PORQUE A VOSSA REDENÇÃO ESTÁ PRÓXIMA”. Luc. 21:28


3)- QUE ALERTA JESUS DEU A SUA IGREJA A RESPEITO DOS ENSINOS ENGANOSOS SOBRE A SUA VINDA?
“E Jesus, respondendo, disse-lhes: ACAUTELAI-VOS, QUE NINGUÉM VOS ENGANE.” Mt. 24:4 – Jo. 2:28.

4)- JESUS PODE VIR A QUALQUER MOMENTO?
Não, sem antes serem cumpridos todos os sinais tribulacionais de sua Vinda.
“Assim também vós, QUANDO VIRDES ACONTECER ESTAS COISAS, sabei que o reino de Deus está perto.” Lc. 21:31.

5)-QUAIS OS SINAIS TRIBULACIONAIS QUE ANTECEDEM A VINDA DO SENHOR?
São vários os sinais, o gráfico abaixo e a harmonia de dois livros do N.T. nos mostram claramente a sequência tribulacional.


6)-A PRÓXIMA VINDA PESSOAL DO SENHOR JESUS, SERÁ A SEGUNDA OU A TERCEIRA
A terceira vinda, pois a segunda vinda já aconteceu ao oitavo dia em Galiléia, somente aos seus discípulos (Mt. 28:16 a 20 – Jo. 20:26).
Nem depois de 2.000 anos, as três escolas teológicas do arrebatamento, enxergaram esse fato claríssimo; pois continuam a pregar erroneamente que Jesus virá “segunda vez”.
(O estudo sobre a segunda vinda do Senhor nos dias da ressurreição será postado em breve aqui).

7)- EM QUE SELO DO APOCALIPSE SERÁ A 3ª VINDA DE JESUS?
No Sexto Selo: Ap. 6:12.
“E diziam aos montes e aos rochedos: Cai sobre nós, e escondei-nos DO ROSTO DAQUELE QUE ESTÁ ASSENTADO SOBRE O TRONO, e da ira do Cordeiro;
Porque é vindo o grande dia da sua ira; e quem poderá subsistir? Ap.6:16-17


8)-A PRÓXIMA VINDA DE JESUS (3ª) SERÁ SECRETA OU MANIFESTA AO MUNDO?
Será pessoal, visível, sonora, com poder e grande glória a todo o mundo.
“Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, E VERÃO O FILHO DO HOMEM, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória.” Mt. 24:30 - Is. 52:10 - Ap. 1:7

9)- COMO SERÁ A VELOCIDADE DESSA VINDA?
Súbita como o relâmpago.
“Porque, ASSIM COMO O RELÂMPAGO sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem.” Mt. 24:27

10)-A VINDA SÚBITA DO SENHOR, INCLUÍ TAMBÉM UMA VOLTA SÚBITA PARA O CÉU?
Não. Isso é outro ensino errôneo das três escolas teológicas: Pré, Meso e a Pós-tribulacionista, incluindo os Adventistas do Sétimo Dia, que usam a mesma passagem do relâmpago, para pregar também “uma volta súbita” de Jesus e Igreja para o céu, no  arrebatamento.

O QUE DIZEM AS ESCRITURAS?
As Escrituras, jamais afirmaram que no arrebatamento, Jesus voltará subitamente para o céu; antes, todo o contexto profético mostram que o Senhor vem, “e permanece” na Terra, para concluir os Juízos de Deus até a Batalha do Armagedom, julgar as nações em seu Tribunal, e  Reinar o Milênio com a Igreja na terra.
Base bíblica do A.T.
“Assim diz o Senhor: VOLTAREI PARA SIÃO, E HABITAREI NO MEIO DE JERUSALÉM; e Jerusalém chamar-se-á a cidade da verdade, e o monte do Senhor dos Exércitos, o monte santo”. Zac. 8:3

Base bíblica do N.T.
“Por isso DEIXARÁ O HOMEM seu pai e sua mãe, e se unirá a sua mulher; e serão dois numa carne.
Grande é este mistério; digo-o, porém, a respeito de Cristo e da igreja”. Ef. 5:31-32


Todos os versos bíblicos relacionados à vinda do Senhor mencionam somente sua Vinda súbita, e não uma volta súbita para o céu (Trono de Deus). Confira:
“E, como foi nos dias de Noé, assim será também A VINDA do Filho do homem”.  Mt. 24:37
             
“Não vos deixarei órfãos; VOLTAREI  PARA VÓS.”Jo. 14:18

“Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, diz o Senhor, que é, e que era, E QUE HÁ DE VIR, o Todo-Poderoso”. Ap. 1:8.


Conforme vimos, não existe em toda a bíblia, nenhum versículo afirmando que na ocasião do arrebatamento, Jesus “VOLTA” com a Igreja para o céu (Trono de Deus). As três escolas do arrebatamento tem interpretado a grosso modo, a passagem do Senhor em João 14:2-3, como se Ele estivesse prometendo, levar sua Igreja para o céu.
Porém, oque o Senhor prometeu foi preparar lugar, não no céu, mas NA CASA DO PAI.
Casa essa, também chamada de "JERUSALÉM CELESTIAL" (Heb. 12:22) que estará no céu, até a próxima Vinda de Jesus; quando nos últimos dias, será estabelecida sobre os Montes de Jerusalém
sendo a sede mundial do Governo Milenar de Cristo, conforme disse Isaías:
Isa. 2:
2  E ACONTECERÁ NOS ÚLTIMOS DIAS QUE SE FIRMARÁ O MONTE DA CASA DO SENHOR NO CUME DOS MONTES, e se elevará por cima dos outeiros; e concorrerão a ele todas as nações.
3  E irão muitos povos, e dirão: Vinde, subamos ao monte do Senhor, à casa do Deus de Jacó, para que nos ensine os seus caminhos, e andemos nas suas veredas; porque de Sião sairá a lei, e de Jerusalém a palavra do Senhor.
4  E ele julgará entre as nações, e repreenderá a muitos povos; e estes converterão as suas espadas em enxadões e as suas lanças em foices; uma nação não levantará espada contra outra nação, nem aprenderão mais a guerrear.


Portanto, essa teoria de que a Igreja será levada no arrebatamento para o céu (Trono de Deus), é mais um acréscimo das Escrituras, feito por essas três ilustres teologias. (Sinceramente, não sei como tais Doutores da teologia, se propõem ensinar profecia, sem o mínimo de conhecimento!!!).  

11)-NO ARREBATAMENTO A IGREJA SERÁ LEVADA PARA ONDE?
No Momento da Vinda do Senhor para o arrebatamento, Jesus ajuntará seus escolhidos do oriente ao ocidente, nas nuvens e nos ares e os levará para a Jerusalém Celestial no Monte de Sião.
Bases bíblicas do A.T.
“E os resgatados do Senhor VOLTARÃO; E VIRÃO A SIÃO com júbilo, e alegria eterna haverá sobre as suas cabeças; gozo e alegria alcançarão, e deles fugirá a tristeza e o gemido”. Is. 35:10

“Assim diz o Senhor dos Exércitos: Eis que salvarei o meu povo da terra do oriente e da terra do ocidente;
E TRÁ-LOS-EI, E HABITARÃO NO MEIO DE JERUSALÉM; e eles serão o meu povo, e eu lhes serei o seu Deus em verdade e em justiça”. Zc. 8:7-8


Base bíblica do N.T.
“Mas CHEGASTES AO MONTE SIÃO, e à cidade do Deus vivo, à Jerusalém celestial, e aos muitos milhares de anjos”. Heb. 12:22

12)-QUAL SERÁ O PERCURSO DA PRÓXIMA VINDA DO SENHOR?
Do céu (trono de Deus. Sl 110:1), até nas nuvens do nosso céu atmosférico, do oriente ao ocidente (Mt. 24:27;30). Nessa Vinda (3ª), o Senhor não pisará na terra.
Nota:
Alguns maus intérpretes das profecias, baseados em Zacarias 14 pregam que nessa Vinda, Jesus pisará nos Montes das Oliveiras. Porém, isso é mais outra interpretação forçada da Escritura, pois o verso afirma que o Senhor estará com seus pés, “NÃO TOCANDO OS MONTES”... Mas “SOBRE” OS MONTES DAS OLIVEIRAS (Zac. 14:4).

13)-QUAIS OS PRINCIPAIS OBJETIVOS DO SENHOR NA SUA 3ª VINDA?
a)-Assinalar as primícias, os 144mil israelitas (Ap. 7:1-8).
b)-Executar os juízos de Deus, através da ira do Cordeiro contra toda a carne do pecado. (Ap.8 a seguir). Esse dia recebe também vários nomes nas Escrituras:
A assolação dos ímpios (Pv. 3:25).  O dia do Senhor (Isa. 13:9). O dia da vingança do nosso Deus (Isa. 34:8) . A ocasião da Ceifa (Mat. 13:30). O Juízo de Deus, contra toda a carne do pecado (Isa. 66:16 – Jud. 14;15). O grande dia do Senhor (Joel 2:31). etc...

Por conhecer que a Igreja somente será arrebatada ante a última trombeta,  “NOS DIAS DA VOZ DO SÉTIMO ANJO” (Apoc. 10:7), João apresentou a próxima Vinda do Senhor em Apocalipse (6:12 a 17),  sem mencionar “o arrebatamento da Igreja,” como um dos objetivos dessa (3ª) Vinda.

Próxima postagem: “ARREBATAMENTO DA IGREJA – O GRANDE MISTÉRIO”.
Jaime e Júlio – Curitiba Pr - E-mail: jaime.ap@hotmail.com
avatar
Jaime_Dias
Membro

Mensagens : 17
Data de inscrição : 18/07/2014
Idade : 62
Localização : Curitiba Pr.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Lei das Primícias - a Segunda e a terceira Vinda de Jesus

Mensagem por Admin em Qua Ago 06, 2014 8:17 pm

Meu querido,

Novamente agradeço sua contribuição.

No entanto, no meu ponto de vista, aguardo a segunda vinda apenas:

"Da mesma forma, como o homem está destinado a morrer uma só vez e depois disso enfrentar o juízo, assim também Cristo foi oferecido em sacrifício uma única vez, para tirar os pecados de muitos; e aparecerá segunda vez, não para tirar o pecado, mas para trazer salvação aos que o aguardam." Hebreus 9:27-28

Admin
Admin

Mensagens : 3141
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Lei das Primícias - a Segunda e a terceira Vinda de Jesus

Mensagem por Jaime_Dias em Qui Ago 07, 2014 4:58 pm

Jaime_Dias escreveu:
Com prazer caro Administrador...
 
Sem dúvida a fonte de todas as questões bíblicas “é o ponto de vista de cada um”, que sempre esbarra em três quesitos bíblicos:
a)- O conhecimento e a fé não é de todos. 2Tes 3:2
b)- Parte da Escritura em sua letra, foi formatada apenas “em parte, espelho e enigma” 1Cor.13:9 a 12.
c)- A outra parte, "há ser revelada", tem um alvo definido: Os profetas seus servos (Amós 3:7). Aos espirituais (1Cor. 2:15). Aos pequeninos (Mat. 11:25). Aos que o temem (Sal. 25:14), aos amigos do Senhor (15:15), etc...

Temos três estudos que provam biblicamente que, “a segunda Vinda pessoal de Jesus do céu (Trono de Deus) a terra”, já ocorreu há 2.000 anos atrás.
Esse segredo, faz parte das “cousas ocultas”, há serem reveladas à igreja espiritual, no limiar da última geração. (Jer. 33:3 – Dan. 2:22; 12:9, etc...).

Vou postar o primeiro estudo, pra você depois, entender Hebreus 9:27-28, não apenas baseado na letra bíblica isolada, como colocou,  mas  “na revelação da letra”, que é o contexto do "tempo e do modo" desse mistério profético. Na continuação, mostro também o segundo estudo, na ótica de Hebreus 9:27-28.

Esse mistério, uma vez examinado nas Escrituras, tem sido crido por vários cristãos, alguns estudiosos ficam perplexos com a novidade; porém, outros o rejeitam.
Contudo, isso procede de Deus, o qual em todas as gerações, sempre manifestou “as maravilhas da Sua Palavra” a alguns, e ocultou a outros!
Mateus 13
11  Ele, respondendo, disse-lhes: Porque a vós é dado conhecer os mistérios do reino dos céus, mas a eles não lhes é dado.


Abraços,
Jaime Dias
avatar
Jaime_Dias
Membro

Mensagens : 17
Data de inscrição : 18/07/2014
Idade : 62
Localização : Curitiba Pr.

Voltar ao Topo Ir em baixo

A próxima Vinda de Jesus será a segunda ou a Terceira Vinda?

Mensagem por Jaime_Dias em Qui Ago 07, 2014 7:03 pm

O QUE AS TEOLOGIAS NÃO VIRAM E NEM OUVIRAM, MAS FOI REVELADO PELO ESPÍRITO!
1Cor. 2:

7 “Mas falamos a sabedoria de Deus, OCULTA EM MISTÉRIO, a qual Deus ordenou antes dos séculos para nossa glória”.
8 A qual nenhum dos príncipes deste mundo conheceu; porque, se a conhecessem, nunca crucificariam ao Senhor da glória.


-A primeira prova bíblica:
Antes de sua morte e ressurreição, Jesus falou várias vezes aos seus discípulos que não os deixaria órfãos, iria para o Pai, mas voltaria para eles naqueles dias. Jo 14:18.
“Ouvistes o que eu vos disse: VOU, E VENHO PARA VÓS . Se me amásseis, certamente exultareis por ter dito: VOU PARA O PAI; porque o Pai é maior do que eu.
Eu vo-lo disse agora antes que aconteça, para que, QUANDO ACONTECER, VÓS ACREDITEIS .” Jo. 14:28-29


O Senhor afirmou que a sua segunda vinda seria NOS DIAS DA RESSURREIÇÃO, numa vinda particular AOS SEUS DISCÍPULOS, para que eles CRESSEM. Na ocasião, um dos discípulos ficou curioso, e perguntou ao Senhor:
“Disse-lhe Judas (não o Iscariotes): Senhor, DONDE VEM QUE TE HÁS DE MANIFESTAR A NÓS , e não ao mundo? Jo. 14:22

-A segunda prova bíblica:
Após sua morte, o Senhor desceu as partes mais baixa da terra, tomou as chaves da morte e do inferno (Ap. 1:18), pregou aos espíritos em prisão (1Pe. 3:19). Na sua ressurreição, no primeiro dia (domingo) Ele saiu do sepulcro, apareceu a Maria Madalena (as Marias) e disse que iria subir ao Pai.
“Disse-lhe Jesus: Não me detenhas, porque ainda NÃO SUBI PARA MEU PAI, mas vai para meus irmãos, e dize-lhes que EU SUBO PARA O MEU PAI e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus. Jo. 20:17

Ainda no primeiro dia, Jesus se apresentou aos seus discípulos no cenáculo em Jerusalém, Judas (escariotes) já estava morto e Tomé não estava lá (Jo. 20:19-24).
Também o Senhor apareceu a dois discípulos no caminho de Emaús (Luc. 24:15), quando na aldeia, na noite do primeiro dia, desapareceu diante deles.
“E aconteceu que, estando com eles à mesa tomando o pão, o abençoou e partiu-o, e lho deu.
Abriram-se-lhes então os olhos, e o conheceram, E ELE DESAPARECEU-LHES.” Lc. 24:30-31


-A terceira prova bíblica:
Da noite do primeiro dia (domingo) da aldeia de Emaús, até ao OITAVO dia em Galiléia,  Jesus desapareceu da Terra por “SETE DIAS”. Não há nenhum registro bíblico de sua aparição aos seus nesses sete dias.

Por sua vez, os onze discípulos cumprindo a ordem do Senhor, partiram de Jerusalém, para encontrá-lo em Galiléia, cerca de 130 Km. ao norte de Israel (a pé, levaram em torno de 5 a 6 dias).
“E os onze discípulos partiram para a Galiléia, para o monte que Jesus lhes tinha designado. Mat. 28:16


Nos sete dias que esteve no céu, Jesus foi digno de abrir o livro selado com os sete selos, foi glorificado - exaltado soberanamente pelo Pai e pelos anjos; também testemunhado por João EM ESPÍRITO (Ap. 4:2), que participou de tão excelsa glória no céu, naqueles dias.
"Que com grande voz diziam: Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber O PODER, E RIQUEZA, E SABEDORIA, E FORÇA, E HONRA, E GLÓRIA, E AÇÕES DE GRAÇAS.” Ap. 5:12.

“Por isso, também DEUS O EXALTOU SOBERANAMENTE, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome”. Flp 2:9


Nota: Embora, João tenha sido levado preso para a ilha de Patmos, e escrito o livro do Apocalipse, cerca de 50 a 55 anos depois da morte e ressurreição do Senhor, ele afirmou mais tarde que, além de ter subido ao céu “EM ESPÍRITO NO DIA DO SENHOR” (no mesmo dia da glorificação de Cristo. Apoc.1:10); ele também viu e participou como testemunha ocular, de tão magnifica Glória no céu naqueles sete dias. Confiram todo o relato de João, no capitulo 5:
Apocalipse 5
1 E VI na destra do que estava assentado sobre o trono um livro escrito por dentro e por fora, selado com sete selos.

5 “E OLHEI, e eis que estava no meio do trono e dos quatro animais viventes e entre os anciãos UM CORDEIRO, COMO HAVENDO SIDO MORTO...


Claro que, tal fato vem enlouquecer as três teologias de  fé materialista, pois querem configurar “o tempo espiritual eterno”, que se funde num só (passado, presente e futuro), baseada apenas na nossa pobre cronologia terrena.

Portanto, nos sete dias que lá esteve, o Senhor Jesus Cristo recebeu do Pai no céu:
-Toda a plenitude de Deus. Col 1:19
-O Pai o proclamou publicamente, também Deus. Heb. 1:8
-Foi declarado outra vez Filho. Rm. 1:4 - Heb. 1:5
-Foi ordenado que todos os anjos o adorassem. Heb. 1:6
-Recebeu um Trono à sua direita. Efe. 1:20.
-Recebeu um Reino Eterno. 2Pe 1:11
-Recebeu um nome sobre todo o nome. Flp. 2:9
-Foi constituído Senhor e Cristo. Atos. 2:36
-Foi feito o príncipe da nossa salvação. Heb. 2:10
-Recebeu “Todo o Poder no céu a na Terra”. Ó Glóóóri-i-i-i-as...


-A quarta prova bíblica:
Ao OITAVO DIA o Senhor Jesus, "desceu do céu" a Terra “SEGUNDA VEZ”, e apresentou-se aos seus em Galiléia.
“E OITO DIAS DEPOIS estavam outra vez os seus discípulos dentro, e com eles Tomé. Chegou Jesus, estando as portas fechadas, e APRESENTOU-SE NO MEIO, e disse; Paz seja convosco.” Jo. 20:26.

E, quando o viram, o adoraram; mas alguns duvidaram. Mat. 28:17


Participando com sua Igreja em Galiléia, a Excelsa glória recebida do Pai no céu naqueles dias.
“E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É ME DADO TODO O PODER NO CÉU E NA TERRA.”
Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;
Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém”. Mt. 28:18,19 e 20.


Cumprindo o que havia dito anteriormente aos discípulos, que voltaria "OUTRA VEZ" - SEGUNDA VEZ para eles.
"Um pouco, e não me vereis; E OUTRA VEZ  UM POUCO (40 dias), E VER-ME-EIS; porquanto VOU PARA O PAI ." Jo. 16:16.

Nota:Embora um grupo de religiosos, denominados de: Unicistas, unitaristas e Testemunhas de Jeová, tentam a todo custo desqualificar a Deidade de Cristo, afirmando que os versos de Mateus 28, acima foram enxertos nas Escrituras, pelos que pregam a Trinidade. Contudo, a Glorificação de Cristo no céu, ocorreu antes mesmo, de qualquer tradução bíblica, ir p/ as nações. Mais uma vez, a verdade, põem por terra o argumento maligno dos adversários.

CRISTO PERMANECEU NA TERRA, POR ESPAÇO DE 40 DIAS COM OS DISCÍPULOS
Depois do oitavo dia em Galiléia, Jesus permaneceu pessoalmente na terra, ainda por um espaço de 40 dias, comendo e bebendo pessoalmente com seus discípulos, dando novas instruções sobre o Reino de Deus e da descida do Espírito Santo, depois daqueles dias (At. 1:3).

Após os 40 dias, quando subiu ao céu do monte das Oliveiras, Ele foi visto pessoalmente por mais de quinhentos irmãos (1Cor. 15:6), os quais estavam reunidos em Jerusalém p/ os dias do pentecostes.
“E, quando dizia isto, vendo-o eles, foi elevado às alturas, e uma nuvem o recebeu, ocultando-o a seus olhos.
E, estando com os olhos fitos no céu, enquanto ele subia, eis que junto deles se puseram dois homens vestidos de branco.
Os quais lhes disseram: Homens galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir assim como para o céu o vistes ir”. Atos 1: 9 a 11.


Depois de sua última subida ao céu, o Senhor não desceu mais “PESSOALMENTE” a Terra, por duas razões:
Primeiro: Deus o Pai, ordenou “AOS CÉUS QUE PARA CONTÊ-LO”, até aos tempos da restauração de tudo (At. 3:21).

Segundo: Até chegar o tempo do próprio Deus, colocar os inimigos debaixo dos pés de seu Filho.
“DISSE o Senhor ao meu Senhor: Assenta-te à minha mão direita, ATÉ QUE PONHA OS TEUS INIMIGOS POR ESCABELO DOS TEUS PÉS”. Sal. 110:1

Portanto, depois que subiu segunda vez do monte das Oliveiras, o Senhor Jesus somente apareceu aos seus santos através de VISÕES:
a)-A Paulo no caminho de Damasco, na forma dum “resplendor de luz”. (1Cor. 15:8 -Atos 9:3a5).
b)-Outra vez em visão a Paulo na cidade de Corinto (Atos. 18:9).      
c)-Falou em visão também a Pedro, em Jope (Atos 10:11 a 16).
Nota: Estevão foi o único discípulo, a ver o Senhor no céu, não em visão mas pessoalmente da Terra, porém em seguida foi morto (Atos 7:55-56).

-A quinta prova bíblica:
Salomão, pelo Espírito Santo, já havia profetizado séculos antes, que o Filho de Deus, SUBIRIA E DESCERIA DO CÉU, naqueles dias.
“QUEM SUBIU AO CÉU E DESCEU? Quem encerrou os ventos nos seus punhos? Quem amarrou as águas numa roupa? Quem estabeleceu todas as extremidades da terra? QUAL É O SEU NOME? E QUAL É O NOME DE SEU FILHO, SE É QUE O SABES?” Pv. 30:4

Paulo, pelo mesmo Espírito 17 anos depois do Pentecostes, testificou na sua Epístola aos Hebreus, não somente a glorificação de Cristo no céu (Heb. 2:7-8), como também a sua “SEGUNDA VINDA, ao mundo.
"E quando OUTRA VEZ (segunda vez) INTRODUZ NO MUNDO O PRIMOGÊNITO,  diz: E todos os anjos de Deus o adorem". Hb. 1:6

-A sexta prova bíblica:
A exemplo da “lei das primícias” (Lv. 23:9), Cristo foi preso e levado ao Sacerdote, antes da Páscoa (Êx. 12:3-6), sendo cortado da Terra sexta feira, (Isa. 53:8), na ocasião da Páscoa, três dias depois de sua morte, Ele foi movido através de sua ressurreição; sendo o primeiro Filho do homem, a primeira semente da mulher, a subir ao céu diante de Deus (em seu corpo de glória), conforme Ele havia profetizado, antes:
João 3
13  Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem, que está no céu


Cumprindo em seu Corpo a oferta da Lei das Primícias, quando se ofereceu a Deus, como um Cordeiro imaculado e incontaminado (Ap.5:6).
Conhecedor profundo do ritual Judaico da lei das primícias no estatuto da lei de Moisés, Paulo afirmou: Cristo foi feito “AS PRIMÍCIAS DOS QUE DORMEM”.
"Mas agora Cristo ressuscitou dos mortos, e foi feito AS PRIMÍCIAS DOS QUE DORMEM". I Co. 15:20

Primícias, eram os primeiros frutos "CORTADOS" da lavoura, levados ao templo, para ser apresentado diante de Deus, "AO DIA SEGUINTE DO SÁBADO - O PRIMEIRO DIA DA SEMANA" (domingo); conforme aconteceu também com Cristo, na noite do primeiro dia, da aldeia de Emaús.
Portanto, a questão é óbvia: O Senhor, jamais seria “as primícias dos que dormem”, se subisse ao céu diante de Deus, 40 dias depois de sua ressurreição!

-A sétima prova bíblica:
Jesus somente poderia enviar o Espírito Santo a sua Igreja, "DEPOIS" de glorificado pelo Pai no céu, com “todo o poder no céu e na terra”.
“E isto disse ele do Espírito que haviam de receber os que nele cressem; porque o Espírito Santo ainda não fora dado, POR AINDA JESUS NÃO TER SIDO GLORIFICADO”. Jo. 7:39

Tal verdade foi testemunhada por Pedro aos irmãos, nos dias de Pentecostes. O qual, pregou que realmente Cristo havia sido glorificado - exaltado pelo Pai (recebido todo o poder no céu e na Terra), no oitavo dia.
“De sorte que, EXALTADO PELA DESTRA DE DEUS, e tendo recebido do Pai a promessa do Espírito Santo, DERRAMOU ISTO que vós agora vedes e ouvis”. Atos. 2:33; 2:17-18

Nota: As Teologias Pré, Meso e Pós-Tribulacionistas, até hoje desconhecem essas “SETE VERDADES”, e juntamente por falta de conhecimento, se equivocam ao afirmarem por mais de 500 anos, que “Jesus virá segunda vez”; não enxergando na Bíblia, tão cristalina verdade, escrita há  2.000 mil anos atrás.

Portanto, as sete provas apresentadas aqui, são claras para quem respeita a Palavra de Deus e prega a verdade do Evangelho; pois elas apresentam AS DUAS VINDAS DE CRISTO já acontecida na história, o Pai introduziu Seu Filho, duas vezes ao mundo:
-"A PRIMEIRA VEZ” como o Filho Unigênito (Jo. 3:16), em constituição de carne, na Missão de servo do Senhor (Is. 42), para tirar os nossos pecados.
-"E A SEGUNDA VEZ, ao oitavo dia em Galiléia, com todo o poder no céu e na Terra, como o Primogênito entre muitos irmãos, já sem nosso pecado (Heb. 10:16 a 18).

"Porque nada podemos contra a verdade, senão pela verdade".2Cor. 13:8

Obrigado Senhor, por revelar-nos as maravilhas da tua Palavra!!!
Jaime e Júlio – Curitiba Pr - E-mail: jaime.ap@hotmail.com
avatar
Jaime_Dias
Membro

Mensagens : 17
Data de inscrição : 18/07/2014
Idade : 62
Localização : Curitiba Pr.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Lei das Primícias - a Segunda e a terceira Vinda de Jesus

Mensagem por Admin em Sex Ago 08, 2014 12:03 am

Meu querido,

De antemão respeito sua opinião, mas discordo, mas não estou aqui para contestações, creio que a sabedoria divina é ilimitada, mas para cada um foi concedida uma porção, de acordo a persistência em alcançar a excelência do conhecimento de Jesus Cristo (Fil. 3:8).

Sobre a sua afirmação:

"E A SEGUNDA VEZ, ao oitavo dia em Galiléia, com todo o poder no céu e na Terra, como o Primogênito entre muitos irmãos, já sem nosso pecado (Heb. 10:16 a 18).

Estudiosos afirmam que esse evento é o descrito por Paulo em 1 Coríntios 15:6, logo, ele não havia subido aos céus.

Mas, não vou mais contestar, tenho prazer que continue a nos fornecer seus escritos e suas razões, pedindo a todos que continuem a busca incessante pelo conhecimento.

Graça e paz.

Admin
Admin

Mensagens : 3141
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Lei das Primícias - a Segunda e a terceira Vinda de Jesus

Mensagem por Jaime_Dias em Sab Ago 09, 2014 10:44 am

Jaime Dias escreveu:


Caro Adm. Não se trata de contestar essa ou aquela visão. Porém na história, os homens de Deus tem adquirido grandes porções de conhecimento, exatamente através dos debates (Atos. 17:17). Desde de que possuam dois principais quesitos bíblicos:
1-Falar segundo as Palavras de Deus (1Ped. 4:11).
2- Estar trajado dum espírito de humildade (1 Pedro 5:5).
Creio que estou falando com um cristão que possuí tais quesitos; assim sendo, vou mostrar em nossa próxima postagem “A LEI DAS PRIMÍCIAS” num outro ângulo, que “a segunda Vinda de Cristo”, já ocorreu no passado.

Abraços,
Jaime Dias
avatar
Jaime_Dias
Membro

Mensagens : 17
Data de inscrição : 18/07/2014
Idade : 62
Localização : Curitiba Pr.

Voltar ao Topo Ir em baixo

A Lei das Primícias - a Segunda e a terceira Vinda de Jesus

Mensagem por Jaime_Dias em Sab Ago 09, 2014 12:43 pm

Elaboramos mais esse estudo, baseado na LEI DAS PRIMÍCIAS, para provar biblicamente tanto através do Antigo, quanto do Novo Testamento, que A SEGUNDA VINDA DE JESUS, já ocorreu nos dias da ressurreição, e que a próxima, SERÁ A SUA TERCEIRA VINDA.

Bom estudo, Deus te abençoe em Graça e em conhecimento!

"Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos!" Rom. 11:33


“E falou o Senhor a Moisés, dizendo:
(1) Fala aos filhos de Israel, e dize-lhes: Quando houverdes entrado na terra, que vos hei de dar, E SEGARDES a sua SEGA, então trareis UM MOLHO DAS PRIMÍCIAS da vossa sega ao sacerdote.
(2) E ele MOVERÁ O MOLHO PERANTE O SENHOR, para que sejais aceitos, AO SEGUINTE DIA DO SÁBADO, o moverá o sacerdote.
(3) E no dia em que moverdes o molho, preparareis UM CORDEIRO SEM MANCHA de um ano, EM HOLOCAUSTO AO SENHOR.
(4) Depois para vós, contareis desde o dia seguinte ao sábado, desde o dia em que trouxerdes o molho da oferta movida, SETE SEMANAS INTEIRAS SERÃO.
(5) Até ao dia seguinte ao sétimo sábado, contareis CINQÜENTA DIAS: Então oferecereis NOVA OFERTA DE MANJAR.”  Lv. 23:9-12;15,16.


1).AS PRIMÍCIAS
Por ocasião da sega, todo agricultor Israelita deveria “CORTAR UM MOLHO DAS PRIMÍCIAS” de sua plantação e a trazer ao templo diante do SACERDOTE.

2).O RITUAL DAS PRIMÍCIAS
Aquele molho das Primícias, deveria ser MOVIDO pelo sacerdote perante o Senhor, no dia seguinte ao sábado, “NO PRIMEIRO DIA DA SEMANA”.

3).AS OFERTAS DAS PRIMÍCIAS: Um Cordeiro e uma oferta de manjares
-O CORDEIRO: Deveria ser de um ano, sem mancha e imolado em holocausto ao Senhor.
-A OFERTA DE MANJARES: Era uma massa, composta por quatro ingredientes principais: Trigo, azeite, incenso e sal ( Lv. 2:1-16), a qual, deveria ser queimada no altar no mesmo dia, ao seguinte dia do sábado (primeiro dia – domingo). Lv. 23:12-13.
Era terminantemente proibido colocar na massa, o fermento ou mel. Lv. 2:11.

4).CRONOLOGIA DA NOVA OFERTA DE MANJARES
E contareis “CINQÜENTA DIAS”, então oferecereis “NOVA OFERTA DE MANJARES”. Lv. 23:16

5).A NOVA OFERTA DE MANJARES APRESENTADAS A DEUS
Aos cinquenta dias, por ocasião da sega era oferecida Nova Oferta de Manjares. Lv. 23:16


1). A LEI DAS PRIMÍCIAS CUMPRIDA EM CRISTO

"Porque todas quantas promessas há de Deus, são nele sim, e por ele o Amém, para glória de Deus por nós".2 Coríntios 1:20  

Cristo foi preso na noite da quinta feira e trazido ao sumo sacerdote. Na manhã da sexta feira foi levado a Pilatos (Mt. 27:1-2), que o entregou para ser crucificado.
A VIDEIRA VERDADEIRA (Jo.15:1) foi “CORTADA” da terra na sexta feira, perto da hora nona (Mt. 27:45-46); morrendo pelas nossas iniquidades...
Is. 53:8 - "Da opressão e do juízo foi tirado; e quem contará o tempo da sua vida? Porquanto FOI CORTADO DA TERRA dos viventes; pela transgressão do meu povo ele foi atingido".

2). O CUMPRIMENTO DO RITUAL DAS PRIMÍCIAS EM CRISTO
Seu corpo esteve na sepultura parte da sexta feira (Mc.15:42-44), o sábado todo; sendo “MOVIDO/RESSUSCITADO” (Mt. 28:1); na madrugada do dia seguinte ao sábado (primeiro dia – domingo), sendo feito AS PRIMÍCIAS DOS QUE DORMEM.
I Co. 15:20 - "Mas agora Cristo ressuscitou dos mortos, e foi feito AS PRIMÍCIAS DOS QUE DORMEM".

Cristo, se apresentou as seus discípulos em Jerusalém (Mt. 20:19-20), e a dois deles no caminho de Emaús; depois SUBIU AO CÉU diante de Deus, na NOITE do “PRIMEIRO DIA" (Lc. 24:29-31).
“Porque Cristo não entrou num santuário feito por mãos, figura do verdadeiro, "PORÉM NO MESMO CÉU”, para agora comparecer por nós perante a face de Deus.” Hb.9:24.

Cumprindo o que antes dissera no sepulcro à Maria Madalena.
Jo. 20:
17 - "Disse-lhe Jesus: Não me detenhas, porque ainda não subi para meu Pai, mas vai para meus irmãos, e dize-lhes que EU SUBO PARA MEU PAI e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus".


Cristo foi glorificado soberanamente pelo Pai no céu, por um espaço de “SETE DIAS”, e ao “OITAVO DIA DA RESSURREIÇÃO" Ele “VOLTOU SEGUNDA VEZ” a terra, e se apresentou aos seus discípulos em Galiléia.
“E OITO DIAS DEPOIS estavam outra vez os seus discípulos dentro, e com eles Tomé. Chegou Jesus, estando as portas fechadas, e APRESENTOU-SE NO MEIO, e disse; Paz seja convosco.” Jo. 20:26

E lhes falou da Excelsa gloria recebida do Pai nos céus, naqueles dias (Ap. 5:12).
“E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É ME DADO TODO O PODER NO CÉU E NA TERRA.” Mt. 28:18

3). A OFERTA DAS PRIMÍCIAS CUMPRIDAS EM CRISTO
Como UM CORDEIRO SEM MANCHA, Cristo entregou-se “A SI” mesmo por nós, “IMACULADO E INCONTAMINADO”. Is.53:9b – Hb. 9:14 – 1Pe. 1:19.
O QUAL SE DEU A SI MESMO em preço de redenção por todos nós, para servir de testemunho ao seu tempo.” 1Tm. 2:6

-A OFERTA DE MANJARES:
De igual forma também, segundo o Estatuto de Moisés, Cristo fez a oblação perfeita pelos nossos pecados.
Hebreus 10
14 "Porque COM UMA SÓ OBLAÇÃO aperfeiçoou para sempre os que são santificados".


4).A CRONOLOGIA DA NOVA OFERTA DE MANJARES CUMPRIDA POR CRISTO
O Senhor ressuscitou NO PRIMEIRO DIA DA SEMANA (1 dia), SUBIU AO CÉU ainda na noite do primeiro dia,  voltando à terra ao 8º dia, permanecendo com seus discípulos por espaço de 40 dias (At. 1:3). 1º  dia: o da ressurreição + 8º  dia: o da sua segunda Vinda + 40º  dia: o da sua segunda subida, a do monte das Oliveiras = 49 dias ou 7 SEMANAS INTEIRAS, conforme a mesma cronologia determinada na Lei das Primícias

5).A NOVA OFERTA DE MANJARES CUMPRIDA EM CRISTO
Aos 50 dias, Cristo cumpriu em seu corpo também A NOVA OFERTA DE MANJARES; sendo movido-subindo novamente ao céu, do monte das Oliveiras exatamente no primeiro dia - domingo, como “A NOVA OFERTA DE MANJARES” diante de Deus...
“E quando dizia isto, vendo-o eles, FOI ELEVADO ÀS ALTURAS, e uma nuvem o recebeu, ocultando-o a seus olhos.” At.1:9.

...Cumprindo em seu corpo, completamente o Estatuto da lei de Moisés: A LEI DAS PRIMÍCIAS, conforme o próprio Senhor testificou aos discípulos, no primeiro dia da ressurreição:
“...Convinha que SE CUMPRISSE TUDO o que de mim estava escrito NA LEI DE MOISÉS, e nos profetas, e nos Salmos.” Lc. 24:44.

Aguardando agora à direita do Pai, até ao tempo de "SUA TERCEIRA VINDA”!

"Dá instrução ao sábio, e ele se fará mais sábio; ensina o justo e ele crescerá em entendimento". Pv. 9:9

Artigo de Jaime e Júlio – Curitiba Pr - E-mail: jaime.ap@hotmail.com
avatar
Jaime_Dias
Membro

Mensagens : 17
Data de inscrição : 18/07/2014
Idade : 62
Localização : Curitiba Pr.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Lei das Primícias - a Segunda e a terceira Vinda de Jesus

Mensagem por Admin em Sab Ago 09, 2014 1:34 pm

Ir. Jaime,

Esse é um estudo particular, ou você pode citar as fontes que fundamentam seu ponto de vista?

Dificilmente encontramos intelectuais afirmando uma terceira volta.

Segue abaixo outro estudo sobre o caso:

A SEGUNDA VINDA DE CRISTO

Havendo agora terminado nosso estudo do milênio, retrocederemos a considerar as coisas que o precederão imediatamente.

A segunda vinda de Cristo tem sido a expectação coroante, a estrela dalva, do povo de Deus desde que a promessa de Sua vinda lhes foi comunicada. Ela os tem animado, fortalecido e encorajado nas horas mais escuras. Cristo e os apóstolos implantaram nos corações dos primeiros crentes o fato da vinda de Cristo e sua iminência como um motivo de vida piedosa e serviço fiel.

Não permitiremos que nem as perversões de fanáticos, nem as negações de críticos, nem a controvérsia sobre minúcias da segunda vinda de Cristo nos afastem de um estudo cuidadoso da revelação de Deus a respeito dela, nem de uma adequada apreciação dela.

I. O FATO DA VINDA DE CRISTO

A segunda vinda de Cristo está:

1. PREDITA PELOS PROFETAS

Isa. 11:1-11; Zac. 14:3-5; Judas 14. Muitas profecias do Velho Testamento, como a primeira aqui citada, referem-se tanto a primeira como à segunda vinda a terra.

2. ALUDIDA POR JOÃO BATISTA

Lucas 3:3-6. A linguagem desta passagem não é inteiramente aplicável ao primeiro advento de Cristo. Como muita profecia, tem uma dupla aplicação. Vide Mal. 3:1 para uma profecia igual.

3. PROMETIDA POR CRISTO MESMO

João 14:2,3.

4. DECLARADA PELOS ANJOS

Atos 1:11.

5. ENSINADA PELOS APÓSTOLOS

(1). Mateus 24:37, 42, 44.

(2). Marcos 13:26.

(3). Lucas 21:27.

(4). João. I João 3:1-3.

(5). Tiago 5:7.

(6). Pedro. I Pedro 1:7, 13.

(7). Paulo. 1 Tess. 4:15-17.

(8). O Escritor aos Hebreus 9:28.

(9). Judas 14.

II. A NATUREZA DA VINDA DE CRISTO

Havendo determinado o fato da vinda de Cristo, importante é conhecer sua natureza; porque, sem um conhecimento da natureza de Sua vinda, um conhecimento do fato é praticamente inútil. Necessário é, ao estudar da vinda de Cristo, considera-la primeiro negativo e então positivamente.

1. CONSIDERADA NEGATIVAMENTE

A vinda de Cristo não é para ser:

(1). Sucessiva, como na Morte.

A idéia que a morte de alguém é para o tal a segunda vinda de Cristo, é a mais lavada necessidade à luz da Palavra de Deus. Não há aquela morte acompanhante que responde àquilo que a Bíblia revela como acompanhando a segunda vinda de Cristo.

(2). Contínua, como na disseminação do cristianismo.

O modernismo tê-la-ia que Cristo jamais voltará corporalmente a terra, mas, que Ele está "vindo tão depressa quanto Ele pode a este mundo" na disseminação do cristianismo. Os modernistas sustentam que Jesus pintou Sua volta em termos das concepções do povo, mas Ele não intencionou que Suas palavras fossem entendidas literalmente. Sem dúvida, uma semelhante noção esta pode ser sustentada somente por aqueles que negam a inspiração da Bíblia. Por essa razão, nós, que cremos na inspiração da Bíblia, não precisamos de notá-la seriamente.

(3). Espiritual, como na:

A. A vinda do Espírito Santo no Pentecostes.

A vinda do Espírito Santo no Pentecostes não foi em sentido algum à vinda de Cristo. Cristo disse que Ele mandaria o Espírito.

B. A destruição de Jerusalém.

Na destruição de Jerusalém, A. D. 70, tivemos um cumprimento típico do que está dito na Bíblia sobre a segunda vinda de Cristo, mormente que Sua vinda acompanhar-se-á por um outro cerco de Jerusalém. Vide Apoc. 16:12-21; 19:17-21; Zac. 13:8 a 14:3. A destruição de Jerusalém foi um tipo deste último cerco. Então, na destruição de Jerusalém, tivemos um cumprimento espiritual da promessa da vinda de Cristo, em que esta destruição deferiu o golpe mortal no judaísmo e marcou a vinda do reino de Deus com poder. Até à destruição de Jerusalém o cristianismo pareceu a muitos como um mero adjunto do judaísmo. Com a destruição de Jerusalém o cristianismo veio ao que era seu.

Cremos que à luz destes fatos é que devemos entender Jesus quando Ele disse: "Alguns há, dos que aqui estão, que não gostarão a morte até que vejam vir o Filho do homem no Seu reino." (Mat. 16:28). Vide também Marcos 9:1 e Lucas 9:27. O mesmo é verdade, cremos das seguintes palavras também: "Não passará esta geração até que todas estas coisas sejam cumpridas." (Mat. 24:34). Vide também Marcos 13:30 e Lucas 21:32.

Mas, na destruição de Jerusalém, não houve uma vinda atual de Cristo. E o fato que, após a destruição de Jerusalém, temos referências adicionais à Sua vinda como no futuro, faz isto indisputável.

2. CONSIDERADA POSITIVAMENTE.

A vinda de Cristo é para ser:

(1). Corporal

Atos 1:11. Sua ascensão foi corporal e o anjo prometeu que Sua volta seria da mesma maneira. Passagens outras que mostram que a vinda de Cristo é para ser corporal: Zac. 14:4,5; Mat. 25:31; João 14:3; Fil. 3:20; 2 Tess. 1:7-10; 2 Tim. 4:1; Tito 2:13; Heb. 9:28; Apoc. 19:11-21.

(2). Visível

Mat. 24:27. Todas as passagens supra implicam a visibilidade de Sua vinda; mas a passagem inda agora dada sob esta última epígrafe mostra que Sua vinda (em uma de suas fases) será incisivamente visível ao mundo inteiro.

(3). Como um ladrão

1 Tess. 5:1-4. Esta passagem descreve Sua vinda como ela será para os ímpios, porém especifica que não é para ser assim aos justos.

(4). Em glória e esplendor indescritíveis

Mat. 16:27; 24:29,30; Mar. 8:38; Tito 2:13; Apoc. 19:11-16.

(5). Duplicada

A vinda de Cristo consistirá de duas fases. Notemo-las:

A. A primeira fase.

Esta fase será:

(a). No ar. 1 Tes. 4:15-17. Não há sinal aqui de que Ele venha sobre a terra nesse tempo.

(b). Para Seu povo. João 14:3.

(c). Como um noivo. Mat. 25:1-10. O casamento e ceia dele (Apoc. 19:9) são típicos das bênçãos consumadas da salvação. Gente salva constitui a noiva (Apoc. 21:2-27).

B. A segunda fase.

Esta fase será:

(a). A terra. Zac. 14:4; Mat. 25:31.

(b). Com Seu povo. Zac. 14:5; Judas 14; Apoc. 19:14.

(c). Como um destruidor. 2 Tess. 1:7-9; 2:8.

(d). Como um juiz. Mat. 21:31-46.

(e). Como um rei para conquistar e reinar. Zac. 14:9; Apoc. 19:11-16; 20:1-5.

III. O TEMPO DA VINDA DE CRISTO

Não nos referimos aqui à data de Sua vinda. O negócio de datar é a obra de charlatões religiosos. Temos referência somente à relação de Sua vinda com o tempo.

O tempo da vinda de Cristo está representada na Escritura como:

1. DESCONHECIDO DE TODOS, EXCETO O PAI

Mar. 13:32; Mat. 25:13. Agora o Filho, igual uma vez mais com o Pai, pode saber a hora; mas, na Sua carne, quando Ele considerou a igualdade com Deus, absoluta, não como coisa a ser usurpada (Fil. 2:6 ? V. R.), Ele não soube. Condição (João 14:28) não é natureza (João 10:30).

2. INCERTO AOS HOMENS

Mat. 25:31. Sinais alguns foram dados bastante explícitos para que qualquer homem se assegure de que Jesus virá em qualquer tempo particular.

3. IMINENTE

Ser iminente a vinda de Cristo queremos dizer que ela está "ameaçando de ocorrer a qualquer momento". O povo salvo deve sempre estar em vigilância e procurando-a. (Mat. 25:13; Tito 2:13). Ela está representada na Escritura como sendo o próximo evento dispensacional. Discutiremos isto mais depois.

4. QUANDO NÃO ESPERADO.

Mat. 25:44,50; Luc. 12:40,46.

5. UM TEMPO DE FRIEZA ESPIRITUAL, SENSUALIDADE E IMPIEDADE.

Luc. 18:8; 17:26-30; Mat. 24:12; 2 Tim. 3:1-5. Quando Cristo vier, Ele não achará um mundo convertido onde a justiça governa.

IV. O PROPÓSITO DA VINDA DE CRISTO

O propósito da vinda de Cristo será duplo porque terá que fazer com duas classes. Notemos este propósito como ele afeta:

1. OS JUSTOS

Como a vinda de Cristo afeta os justos, é para o propósito de:

(1). Levantar os mortos

1 Tess. 4:16. Não há indício que seja esta ressurreição não incluirá todos os mortos em Cristo. Não temos paciência com a noção que somente os mais fiéis aquinhoar-se-ão nesta ressurreição. Toda passagem que fala dela implica uma ressurreição total dos justos falecidos. Vide 1 Cor. 15:23; Apoc. 20:5,6. As palavras de Paulo em Fil. 3:11 são iguais a outros enunciados seus, e expressam sua preocupação em provar que ele estava verdadeiramente em Cristo. Vide 2 Ped. 1:10.

(2). A transladação dos vivos

1 Cor. 15:51,52; 1 Tess. 4:17. Cremos também que isto incluirá todos os crentes na terra ao aparecimento de Cristo no ar. Não temos paciência com a teoria do "rapto parcial". Os que crêem em tal são aptos a responder que quem não crê num rapto parcial e ressurreição parcial dos salvos destroem o fundamento da responsabilidade cristã. Não destruímos o fundamento escriturístico disto; porém, seja como for estaremos mais preocupados em saber o que Deus revelou do que estamos em fazer nossas próprias teorias e explorá-las. E os que ensinam um rapto parcial e uma ressurreição parcial de crentes rebaixam o padrão da vida cristã muito além do nível escriturístico. A Palavra de Deus ensina que todo povo regenerado vence (1 João 4:5) e as bênçãos mais gradas se prometem a todos os vencedores.

Cremos que os corpos glorificados dos santos serão como o corpo assunto de nosso Senhor (Fil. 3:21; 1 João 3:2). Evidentemente Jesus ascendeu num corpo visível e os anjos disseram que Ele voltará assim como Ele foi. E, quando Ele voltar, nós vamos ser como Ele é. O corpo glorificado, então, será um corpo visível aos olhos físicos, tanto como Cristo foi visível após Sua ressurreição. Mas esse corpo será sem pecado e corrupção.

(3). O arrebatamento de todos os crentes

1 Tess. 4:17. Os vivos transladados e os mortos ressuscitados serão todos arrebatados a encontrarem o Senhor no ar.

(4). O julgamento das obras dos crentes

1 Cor. 3:12-15; 2 Cor. 5:10; 2 Tim. 4:8. Os pecados dos crentes já foram julgados em Cristo. João 5:24; Rom. 8:1,33; 1 Cor. 11:32. Logo, nenhuma menção dos seus pecados deverá ser feita no julgamento. Não são mais imputados a ele (Rom. 4:8) e não são mais lembrados (Heb. 8:12). A idéia de alguns que os crentes serão argüidos no julgamento, a contar porque fizeram ou não fizeram isto e aquilo, desonra a morte de Cristo e nega a Palavra de Deus. Daremos conta a Deus, mas isto será feito em nossos próprios corações, sem uma acusação ou palavra de censura da parte de Cristo. Não há nada de penal sobre o julgamento para o cristão. 2 Cor. 5:10 não significa mais do que recebemos recompensa pela nossa fidelidade e sofrer detrimento pela nossa deslealdade. Graça e penalidade são mutuamente exclusivas.

(5). O casamento de Cristo com a Igreja

Mat. 25:1-10; Apoc. 19:7-9. No presente a igreja está somente esposada com Cristo como uma virgem casta (2 Cor. 11:2). O esponsal não terá lugar senão quando Cristo voltar.

2. OS ÍMPIOS

Como a vinda de Cristo afeta os ímpios é para o propósito de:

(1). Matar os vivos e lançá-los no inferno.

Apoc. 19:19-21; Zac. 14:3-12; Jer. 25:15-33; Isa. 24:17-21; 26:20,21; 34:1,2.

(2). Julgando-os por causa da maneira porque trataram Israel

Mat. 25:41-46; Joel 3:2. Sua atitude para com Israel manifestará sua atitude para com Cristo por meio da incredulidade.

A salvação daqueles vivos na terra à revelação de Cristo para reinar sobre a terra (o segundo período de Sua vinda) terá sido manifestada pelo seu tratamento dos arautos judaicos da cruz durante o período da grande tribulação. Destas coisas veremos mais agora. Estes não serão salvos por tratarem bondosamente a estes irmãos de Cristo, mas prognosticará assim sua atitude para com Cristo e daí sua salvação.

(3). Levantando, finalmente, os mortos e lançando-os no lago de fogo

Apoc. 20:12-15. Isto é para ter logar, não imediatamente depois da vinda de Cristo, mas no fim da pequena sasão durante a qual Satanás será solto depois do milênio.

Os ímpios terão um corpo de ressurreição (Mat. 10:28), mas de sua natureza temos pouco sobre que basear nossa opinião. Será capaz de sofrer, mas será indestrutível e não será justo como será o corpo dos salvos.



Autor: Thomas Paul Simmons, D.Th.

Admin
Admin

Mensagens : 3141
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Lei das Primícias - a Segunda e a terceira Vinda de Jesus

Mensagem por Admin em Sab Ago 09, 2014 2:21 pm

Graça e paz,

Como o assunto é inesgotável.

Segue abaixo um livro de João Calvino sobre o assunto em pdf, pode ser lido online.

http://www.ipbfo.org.br/ebooks/A%20segunda%20vinda%20de%20Cristo.pdf

Deus abençoe a todos.

Admin
Admin

Mensagens : 3141
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Lei das Primícias - a Segunda e a terceira Vinda de Jesus

Mensagem por Jaime_Dias em Sab Ago 09, 2014 7:01 pm

Admin. Ir. Jaime,

Esse é um estudo particular, ou você pode citar as fontes que fundamentam seu ponto de vista?
Jaime Dias escreveu:Não sei quais fontes o prezado me pede?

A Palavra de Deus, mostrada fartamente através de mais de 50 versículos dentro do seu contexto, “TEMPORAL E MODUAL”, “não é suficiente?
Admin. Dificilmente encontramos intelectuais afirmando uma terceira volta.
Jaime Dias escreveu:
Dificilmente, não caro ir. Adm. Jamais os religiosos intelectuais, em tempo algum, receberam e pregaram tal verdade; pois essas e outras, são as revelações pertinentes às palavras seladas, as quais nem o profeta Daniel, em seu tempo entendeu (Dan. 12:9).
Se o Senhor afirmou que tinha novidades para a Igreja espiritual DOS FINS DOS DIAS, nenhum intelectual ou pais da Igreja contemporânea passada, poderia tê-la recebido, e anunciado; do contrário, eu e a  Palavra seríamos mentirosos.
Jeremias 33
3  Clama a mim, e responder-te-ei, E ANUNCIAR-TE-EI COISAS GRANDES E FIRMES QUE NÃO SABES.


Desculpe-me, mas parece que o prezado está na contramão da Escritura, deixando de acreditar na Palavra de Deus, para por sua fé em homens intelectuais, que na melhor das hipóteses, profetizaram apenas “EM PARTE” (1Cor. 13:9).
Desde quando, Deus revelou ou revela algum segredo há intelectuais, senão aos seus profetas (Am. 3:7) e aos pequeninos?
Mateus 11
25  Naquele tempo, respondendo Jesus, disse: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, que ocultaste estas coisas aos sábios e entendidos (os intelectuais), AS REVELASTES AOS PEQUENINOS.
Admin. Segue abaixo outro estudo sobre o caso:
Jaime Dias escreveu:
Negativo caro Admin. todos os versos apresentados nos estudos dos intelectuais, falam apenas da Vinda do Senhor. Nenhum um deles fala de uma futura “SEGUNDA VINDA” (?), não passando de achologia e acréscimo da Escritura!
Será que o irmão pode me apresentar realmente (UM VERSO) QUE FALE DA SEGUNDA VINDA???
Aguardo...

Abraços,
Jaime Dias
avatar
Jaime_Dias
Membro

Mensagens : 17
Data de inscrição : 18/07/2014
Idade : 62
Localização : Curitiba Pr.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Lei das Primícias - a Segunda e a terceira Vinda de Jesus

Mensagem por Admin em Dom Ago 10, 2014 9:29 am

Jaime,

Você escreveu o mesmo texto, em vários fóruns diferentes, ninguém concordou com o seu estudo.

É seu apenas, não tem outra fonte, porque você pegou 50 versículos do seu próprio entendimento, montando um texto que agora deseja que os outro aceitem, mas desculpe, não tem fundamento algum.

Não adianta me chamar para um desafio, para citar versículos bíblicos, porque vamos nos arrastar no interminável, querendo provar aquilo que ainda ninguém conseguiu, nem mesmo os maiores intérpretes da Escritura.

Não me tenha como seu opositor.

Deus te abençoe.

A vida continua.

Admin
Admin

Mensagens : 3141
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Hebreus 9:28 - A Segunda e a Terceira Vinda do Senhor

Mensagem por Jaime_Dias em Seg Ago 11, 2014 3:04 pm

Elaboramos mais um estudo, baseado agora na passagem de Hebreus 9:28, para provar pelas Escrituras que, A SEGUNDA VINDA DE JESUS já ocorreu nos dias da ressurreição, e que a próxima, será A SUA TERCEIRA VINDA.

"Porque para todo o propósito HÁ TEMPO E MODO; porquanto o mal do homem é grande sobre ele". Ecl. 8:6


A CONTRADIÇÃO DAS TEOLOGIAS CONTEMPORÂNEAS
As teologias em geral, sempre pregam que não se pode fazer uma doutrina baseada num só verso, sem seu contexto; o que está correto. Porém as mesmas teologias, já no tema da “segunda vinda de Jesus”, são as primeiras  a criar um dogma, exatamente em cima dum só verso, esse de Hebreus 9:28.  O que é pior, interpretam esse verso, a grosso modo, pelas metades!
No entanto, vamos mostrar que, esse verso bem discernido pelo seu contexto, manifesta claramente, que “a segunda Vinda de Jesus é passada, e que A PRÓXIMA VINDA PESSOAL DO SENHOR, SERÁ A TERCEIRA, confiram:

(Almeida Corrigida e Revisada Fiel)
“Assim também Cristo, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, APARECERÁ SEGUNDA VEZ, SEM PECADO, aos que o esperam para salvação. Heb. 9:28

Pare e pense:
A simples pregação que Jesus APARECERÁ "SEGUNDA VEZ, SEM PECADO"; por si só, já monstra que Ele veio antes, "A PRIMEIRA VEZ, SEM PECADO".

-PAULO PREGOU A SEGUNDA VINDA PESSOAL DE JESUS, RELACIONADA COM A ORDEM DAS VINDAS, OU RELACIONADA COM O PECADO?
Hebreus 9:28 é bastante claro, Paulo não estava pregando nele, UMA SEGUNDA VINDA baseado na ordem das vindas; mas, relacionando A SEGUNDA VINDA acontecida nos dias da ressurreição, AO PECADO – SEM PECADO.
O erro dos estudiosos, consiste em querem fazer valer a pregação de “uma suposta futura segunda vinda do Senhor”, sem explicar o fator:PECADO. Pra isso, eles se baseiam apenas na primeira parte do verso, “SEGUNDA VEZ”,  e desprezam, tanto o restante da oração que afirma que essa segunda vinda será: “SEM PECADO”, quanto seu contexto.

A ESCRITURA NÃO PODE SER ANULADA (João 10:35) POR CAUSA DOS ERROS DE INTERPRETAÇÃO HUMANA
Se Paulo tivesse pregando uma futura segunda vinda do Senhor, ele próprio estaria se contradizendo grandemente “DUAS VEZES”:
A primeiro: Ele já havia pregado antes, a glorificação de Cristo no céu, ocorrida nos dias da ressurreição do Senhor, no início de sua Epístola aos Hebreus, citando a base profética de Salmos 8.
Hebreus 2
7  Tu o fizeste um pouco menor do que os anjos, DE GLÓRIA E DE HONRA O COROASTE, E O CONSTITUÍSTE SOBRE AS OBRAS DE TUAS MÃOS.


Que concordava com a mesma pregação de Jesus, que disse: “...É-ME DADO TODO O PODER NO CÉU E NA TERRA”. Mat. 28:18, ocorrida no oitavo dia em Galiléia.

A segundo: Paulo, já tinha afirmado também antes, que Deus havia introduzido o primogênito “OUTRA VEZ – SEGUNDA VEZ” em Galiléia, dentro da sequência dos mesmos fatos ocorridos nos dias da ressurreição.
“E quando OUTRA VEZ INTRODUZ NO MUNDO O PRIMOGÊNITO... (Heb. 1:6).

Portanto, conforme temos dito: A mensagem de Paulo, apresenta as Vindas de Jesus a terra, para ser compreendida, não pela ordem das Vindas pessoais do Senhor, mas em referência ao pecado. Confira o gráfico:


-MAS, SE CRISTO NÃO TINHA PECADO, POR QUE ENTÃO PAULO RELACIONOU ESSA SEGUNDA VINDA, COM O PECADO?
Quanto às suas duas naturezas (humana e Divina), indiscutivelmente Cristo nasceu, viveu e morreu SEM PECADO, conforme e diz Escritura:
“E puseram a sua sepultura com os ímpios, e com o rico na sua morte; AINDA QUE NUNCA COMETEU INJUSTIÇA, NEM HOUVE ENGANO NA SUA BOCA”. Isa. 53:9

“Mas com o precioso sangue de Cristo, como de UM CORDEIRO IMACULADO E INCONTAMINADO”. 1Pe 1:19


Porém, quanto “AO NOSSO PECADO” Cristo os assumiu, desde a fundação do mundo, a partir da queda de Adão e Eva (Gen. 3:15); quando havia se oferecido voluntariamente ao Pai no céu, p/ vir tirar, levar,  os nossos pecados, conforme Ele mesmo disse:
Heb. 10:
5  Por isso, entrando no mundo, diz: Sacrifício e oferta não quiseste, Mas corpo me preparaste;
6  Holocaustos e oblações pelo pecado não te agradaram.
7  Então disse: EIS AQUI VENHO (No princípio do livro está escrito de mim), PARA FAZER, Ó DEUS, A TUA VONTADE.


O mesmo que Paulo, disse na primeira parte do verso de Hebreus, que Cristo ofereceu-se a Deus, para vir primeira vez a terra, tirar nossos pecados.
“Assim também Cristo, OFERECENDO-SE UMA VEZ PARA TIRAR OS PECADOS DE MUITOS...”  Heb. 9:28

Tal atitude nobre, fez com que o Senhor como Cordeiro de Deus, fosse morto (na figura dos cordeiros) pelos nossos pecados, desde o princípio (Gen. 3:21).
“E adoraram-na todos os que habitam sobre a terra, esses cujos nomes não estão escritos no livro da vida do cordeiro QUE FOI MORTO DESDE A FUNDAÇÃO DO MUNDO”. Apoc. 13:8

Séculos depois, com a promulgação da lei testamentária do Sinai, a situação dos descendentes de Adão (os Hebreus), agravou-se mais ainda, por causa, exatamente do pecado do povo pela desobediência daquela lei.
Rom. 7:
10  E o mandamento que era para vida, achei eu que me era para morte.
11  Porque O PECADO, TOMANDO OCASIÃO PELO MANDAMENTO, ME ENGANOU, E POR ELE ME MATOU.


-A GRAÇA DE DEUS REVELOU-SE TRAZENDO SALVAÇÃO À TODOS OS HOMENS (Tt. 2:11).
Vindo a plenitude dos tempos, Cristo desceu do céu na sua primeira vinda COM O NOSSO PECADO, conforme testificam as Escrituras:
“Àquele que não conheceu pecado (Deus), O FEZ (Cristo) PECADO POR NÓS; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus”. 2Cor. 5:21

Romanos 8
3  Porquanto o que era impossível à lei, visto como estava enferma pela carne, Deus, enviando o seu Filho EM SEMELHANÇA DA CARNE DO PECADO, pelo pecado condenou o pecado na carne.


Ou quem assume a dívida de outrem, não paga o preço dela???
Isa. 53:
4  Verdadeiramente ELE TOMOU SOBRE SI AS NOSSAS ENFERMIDADES, E AS NOSSAS DORES LEVOU SOBRE SI; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido.
5  Mas ELE FOI FERIDO POR CAUSA DAS NOSSAS TRANSGRESSÕES, E MOÍDO POR CAUSA DAS NOSSAS INIQUIDADES; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.

“Cristo nos resgatou da maldição da lei, FAZENDO-SE MALDIÇÃO POR NÓS; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro”. Gál. 3:13


Ao ser consumado na cruz, Cristo pagou com seu próprio sangue o preço do nosso pecado, e aniquilou também o pecado, daquele que N’ele crê.
“Heb. 9:
26 De outra maneira, necessário lhe fora padecer muitas vezes desde a fundação do mundo. Mas agora na consumação dos séculos UMA VEZ SE MANIFESTOU, PARA ANIQUILAR O PECADO pelo sacrifício de si mesmo”.


-A GLORIFICAÇÃO DE CRISTO NOS DIAS DA RESSURREIÇÃO:
Após sua ressurreição no primeiro dia, (Lc. 24:31) na noitinha da aldeia de Emaús, o Senhor subiu ao céu; segundo Davi, Deus se regozijou de alegria com a vitória do seu filho; lhe glorificando soberanamente, o coroando de honra e de glória (Apoc. 5:1 a 14).
Sal. 21:
1  O REI se alegra em tua força, Senhor; E NA TUA SALVAÇÃO GRANDEMENTE SE REGOZIJA.
2  Cumpriste-lhe o desejo do seu coração, e não negaste as súplicas dos seus lábios. (Selá.)
3  Pois vais ao seu encontro com as bênçãos de bondade; PÕES NA SUA CABEÇA UMA COROA DE OURO FINO.


João também EM ESPÍRITO testemunhou, o Senhor sendo glorificado pelo Pai e pelos anjos, nos sete dias que esteve no céu.
Apoc. 5:
11  E olhei, e ouvi a voz de muitos anjos ao redor do trono, e dos animais, e dos anciãos; e era o número deles milhões de milhões, e milhares de milhares,
12  Que com grande voz diziam: DIGNO É O CORDEIRO, QUE FOI MORTO, DE RECEBER O PODER, E RIQUEZAS, E SABEDORIA, E FORÇA, E HONRA, E GLÓRIA, E AÇÕES DE GRAÇAS.
13  E ouvi a toda a criatura que está no céu, e na terra, e debaixo da terra, e que está no mar, e a todas as coisas que neles há, dizer: Ao que está assentado sobre o trono, e ao Cordeiro, sejam dadas ações de graças, e honra, e glória, e poder para todo o sempre.
14  E os quatro animais diziam: Amém. E os vinte e quatro anciãos prostraram-se, e adoraram ao que vive para todo o sempre.


Depois de sua glorificação no céu, AO OITAVO DIA, o Senhor Jesus VOLTOU SEGUNDA VEZ A TERRA, EM GALILÉIA (Jo. 20:26 – Mat. 28:16 a 20), PRIMEIRA VEZ SEM PECADO - O NOSSO, para compartilhar com seus discípulos que, a Aliança feita no seu sangue antes, fora aprovada e confirmada pelo Pai no céu, SE TORNANDO ETERNA, depois daqueles dias...
Heb. 10:
16 ESTA É A ALIANÇA que farei com eles DEPOIS DAQUELES DIAS (do oitavo dia) diz o Senhor: Porei as minhas leis em seus corações, e as escreverei em seus entendimentos; acrescenta:
17 E JAMAIS ME LEMBRAREI DE SEUS PECADOS E DE SUAS INIQÜIDADES.
18 ORA, ONDE HÁ REMISSÃO DESTES, NÃO HÁ MAIS OBLAÇÃO PELO PECADO.
Ver base bíblica, Jeremias 31:33 – 32:40


Portanto, agora NA SUA TERCEIRA VINDA, Jesus virá conforme disse Paulo aos Hebreus: SEGUNDA VEZ, SEM PECADO – O NOSSO.

”Assim também Cristo, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá SEGUNDA VEZ, SEM PECADO, aos que o esperam para salvação” Heb. 9:28


CONCLUSÃO:
Hoje, Deus permite a cada cristão em suas gerações, escrever sua história de fé ou de descrença. No dia do Juízo (diante do Trono) será manifesto, tanto os justos que examinaram e creram na Sua Palavra, quanto os incrédulos e céticos, que se endureceram e a rejeitaram (exceto aqueles que entenderão seus mistérios mais tarde, como Tomé).  

“Porque por tuas palavras serás justificado e por tuas palavras serás condenado”. Mat. 12:37

Jaime Dias – Curitiba Pr. E-mail: Jaime.ap@htmail.com
avatar
Jaime_Dias
Membro

Mensagens : 17
Data de inscrição : 18/07/2014
Idade : 62
Localização : Curitiba Pr.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Lei das Primícias - a Segunda e a terceira Vinda de Jesus

Mensagem por Admin em Seg Ago 11, 2014 7:05 pm

Jaime,

Infelizmente não existe uma terceira vinda.

O autor de Atos (Lucas) descreve, que depois do seu sofrimento, Jesus apareceu aos seus discípulos por um período de quarenta dias (Atos 1:3).

Jesus não subiu ao Pai senão no dia da sua ascensão.

Já glorificado disse a Maria Madalena:

"Não me segure, pois ainda não voltei para o Pai. Vá, porém, a meus irmãos e diga-lhes: Estou voltando para meu Pai e Pai de vocês, para meu Deus e Deus de vocês" João 20:17

E assim em Atos 1:9 é registrado o momento em que ele volta ao céu.

O anúncio dos homens vestidos de branco:

"Homens galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir assim como para o céu o vistes ir." Atos 1:11

Nenhuma menção a terceira vinda.

Para evitar tópicos repetidos vou colocar esse no que está aberto.

Deus abençoe.

Admin
Admin

Mensagens : 3141
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Lei das Primícias - a Segunda e a terceira Vinda de Jesus

Mensagem por Jaime_Dias em Seg Ago 11, 2014 10:28 pm

Jaime,
Infelizmente não existe uma terceira vinda.
O autor de Atos (Lucas) descreve, que depois do seu sofrimento, Jesus apareceu aos seus discípulos por um período de quarenta dias (Atos 1:3).
Jaime Dias escreveu:
Quanta resistência à manifestação da verdade, caro Admin. Mais uma vez o ir. se corta com a própria espada!
Primeiro: O evangelista Lucas, não foi testemunha ocular dos fatos da ressurreição, como foram os 11 discípulos, os quais esperaram A SEGUNDA VINDA DE JESUS DO CÉU em Galiléia, ao oitavo dia.
Lucas, somente veio se tornar discípulo do Senhor, muito tempo depois. Além do que, ele escreveu Atos e o seu evangelho, entre os anos de 58 e 65 dC. através de pesquisas e relatos dos demais irmãos, conforme ele o próprio disse.
Lucas 1
1  TENDO, pois, muitos empreendido pôr em ordem a narração dos fatos que entre nós se cumpriram,
2  Segundo nos transmitiram os mesmos que os presenciaram desde o princípio, e foram ministros da palavra,
3  PARECEU-ME TAMBÉM A MIM CONVENIENTE DESCREVÊ-LOS A TI, ó excelente Teófilo, por sua ordem, havendo-me já informado minuciosamente de tudo desde o princípio;

Atos 1
1  FIZ O PRIMEIRO TRATADO, ó Teófilo, acerca de tudo que Jesus começou, não só a fazer, mas a ensinar,
2  Até ao dia em que foi recebido em cima, depois de ter dado mandamentos, pelo Espírito Santo, aos apóstolos que escolhera;
3  Aos quais também, depois de ter padecido, se apresentou vivo, com muitas e infalíveis provas, sendo visto por eles por espaço de quarenta dias, e falando das coisas concernentes ao reino de Deus.


Segundo: Lucas jamais escreveu, nem em Atos e nem em seu evangelho, sobre alguma SEGUNDA VINDA DE JESUS, RELACIONADA COM O PECADO, como escreveu Paulo.
Embora Paulo também, tenha se tornado cristão, muito tempo depois da morte e ressurreição do Senhor; a ele foi revelado amplamente 17 anos depois do Pentecostes esse mistério, quando estava no deserto da Síria e da Cilicia, depois que foi arrebatado até ao terceiro céu, onde recebeu as revelações do Senhor (Gal. 1:18 -2:1-2 – 2Cor 12).

Jesus não subiu ao Pai senão no dia da sua ascensão.

Jaime Dias escreveu:
Jesus subiu ao céu após os 40 dias da ressurreição, em SUA SEGUNDA E ÚLTIMA SUBIDA, como  NOVA OFERTA DE MANJARES, oferecida exatamente 50 dias depois da Páscoa, ao dia seguinte do sábado (o primeiro dia – domingo). Porque, já havia subido PRIMEIRA VEZ, no primeiro dia como PRIMÍCIAS DOS MORTOS (1Cor. 15:20), para cumprir em seu corpo, A LEI DAS PRIMÍCIAS (Lev. 23:9).
O próprio estatuto de Moisés, já antevia não uma, MAS DUAS OFERTAS A DEUS (duas subidas de Cristo), com diferença de 50 dias, entre uma da outra (1º dia da ressurreição + o 8º dia + 40º dia = 49 semanas + o 1º dia (domingo), um total de 50 dias.  Capitt??
Pelo jeito, isso a tua teologia não te ensinou!

Já glorificado disse a Maria Madalena:
"Não me segure, pois ainda não voltei para o Pai. Vá, porém, a meus irmãos e diga-lhes: Estou voltando para meu Pai e Pai de vocês, para meu Deus e Deus de vocês" João 20:17
Jaime Dias escreveu:
Aqui, vc. tornou a se cortar com a espada, por não conhecer “ OS MODOS” da glorificação de Cristo: Ele não recebeu uma glorificação só, “MAS DUAS”.
oão 12
28  Pai, glorifica o teu nome. Então veio uma voz do céu que dizia: JÁ O TENHO GLORIFICADO E OUTRA VEZ (segunda vez) O GLORIFICAREI.


Cristo foi glorificado primeira vez, pela ocasião da ressurreição, quando recebeu “um corpo de Glória”, e saiu do sepulcro. Na sequência, no céu, Jesus recebeu do Pai, a prometida "SEGUNDA GLORIFICAÇÃO":
-Toda a plenitude de Deus. Col 1:19
-O Pai o proclamou publicamente, também Deus. Heb. 1:8
-Foi declarado outra vez Filho. Rm. 1:4 - Heb. 1:5
-Foi ordenado que todos os anjos o adorassem. Heb. 1:6
-Recebeu um Trono à sua direita. Efe. 1:20.
-Recebeu um Reino Eterno. 2Pe 1:11
-Recebeu um nome sobre todo o nome. Flp. 2:9
-Foi constituído Senhor e Cristo. Atos. 2:36
-Foi feito o príncipe da nossa salvação. Heb. 2:10
-Recebeu “Todo o Poder no céu a na Terra”.


Você tem certeza que conhece o mesmo Jesus, que eu conheço???

E assim em Atos 1:9 é registrado o momento em que ele volta ao céu.
O anúncio dos homens vestidos de branco:
"Homens galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir assim como para o céu o vistes ir." Atos 1:11

Jaime Dias escreveu:Já explicado, antes; essa foi a sua SEGUNDA E ÚLTIMA SUBIDA AO CÉU!

Nenhuma menção a terceira vinda.

Jaime Dias escreveu:
Se houvesse alguma menção “diretamente na letra bíblica”, esse acontecimento não seria revelação alguma p/ a Igreja dos últimos dias, e nem tampouco poderia fazer parte das coisas encobertas, não acha?
2 Deut. 29:
9 AS COISAS ENCOBERTAS pertencem ao Senhor nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta le

Para evitar tópicos repetidos vou colocar esse no que está aberto.
Deus abençoe.

Jaime Dias escreveu:
Ok! Porém termino fazendo minhas, as palavras de João Batista:

"...O homem não pode receber coisa alguma, se não lhe for dada do céu". João 3:27


Que Deus te abençoe, igualmente!
avatar
Jaime_Dias
Membro

Mensagens : 17
Data de inscrição : 18/07/2014
Idade : 62
Localização : Curitiba Pr.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Os Dois Segredos do Arrebatamento da Igreja

Mensagem por Jaime_Dias em Qua Ago 27, 2014 11:14 pm


Efésios 5:
“31  Por isso deixará o homem seu pai e sua mãe, e se unirá a sua mulher; e serão dois numa carne.
32  GRANDE É ESTE MISTÉRIO; digo-o, porém, a respeito de Cristo e da igreja.
Embora seja grande este mistério, o Senhor Jesus Cristo garantiu à Igreja (espiritual) dos fins dos dias a revelação dele, o qual estava oculto em todos os tempos e em todas as gerações.
“Mas nada há encoberto que não haja de ser descoberto; nem oculto, que não haja de ser sabido”. Lucas 12:2

Bom estudo, Deus te abençoe em Graça e em conhecimento.

Essa revelação, não tem a pretensão de ser pejorativa a nenhuma escola teológica, porém é impossível manifestar a luz da verdade, sem ferir os que se encontram nas trevas do engano (Jer. 17:9).
Há mais de 500 anos, que as três principais teologias cristãs do arrebatamento, debatem escatologia entre si, sem chegar a lugar algum, não enxergando até hoje OS DOIS  SEGREDOS DO ARREBATAMENTO.

O PRIMEIRO SEGREDO:
O ARREBATAMENTO NÃO ACONTECERÁ NA PRÓXIMA VINDA DE JESUS (a 3ª).
As teologias Meso e Pós-tribulacionistas, tem agregado a próxima vinda de Jesus (a 3ª), ao momento do arrebatamento da Igreja, numa interpretação superficial e pelas metades, baseada em apenas quatro versículos, divorciados do contexto de “modo e de tempo”: Três versos de Mateus, e um de 1Cor. 15:52.
Mat. 24:
29  E, logo depois da aflição daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e as potências dos céus serão abaladas.
30  Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória.
31  E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus.


O que dizem as Escrituras sobre esses versos:
-Os abalos cósmicos anunciados no verso (29) de Mateus fazem parte dos sinais que antecederão o dia da Vinda do Senhor, e não a eminência do "MOMENTO DA VINDA; pois, tais acontecimentos demandarão antes, um espaço maior de “tempo”:
a).Tempo Primeiro para o sol e a lua escurecerem.
b).Tempo para as estrelas caírem do firmamento.
c).Tempo para as potências dos céus, serem abaladas.

-O verso (30) de Mateus 24, é o único que se encontra corretamente em concordância com a eminência, “O MOMENTO” DA VINDA DO SENHOR.
Porém, aqui está o primeiro segredo do arrebatamento, não enxergado até hoje pelas três teologias do arrebatamento: As Escrituras, não falam somente de um momento e de uma próxima vinda do Senhor, mas de “DOIS MOMENTOS” e de “DUAS VINDAS DO SENHOR”; ou seja:
Do “MOMENTO” da próxima vinda agora (a 3ª), e do “MOMENTO” da OUTRA VINDA (a 4ª) A DO ARREBATAMENTO. Confira as Escrituras comigo:

a). “O PRIMEIRO MOMENTO” DA VINDA DO SENHOR (a 3ª):
Essa próxima vinda de Jesus (a 3ª) objetiva não o arrebatamento da Igreja, mas A COLHEITA PRIMEIRO DO JOIO, na Ira do Cordeiro através das seis trombetas das pragas (Apoc. 6:12 a 17 e o cap. 8)
Mat. 13:
30a.  Deixai crescer ambos juntos até à ceifa (a 3ª vinda de Jesus); e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: COLHEI PRIMEIRO O JOIO (o primeiro momento), e atai-o em molhos para o queimar...


As Escrituras mostram há mais de 2.000 anos, a grande diferença do momento da 3ª vinda do Senhor, para o outro momento da 4ª vinda - a do arrebatamento.
“No “MOMENTO” da 3ª Vinda, a surpresa SERÁ PRIMEIRO PARA O JOIO pela ocasião de sua colheita, conforme disse Paulo:
1 Tes. 5:3
Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então LHES SOBREVIRÁ REPENTINA DESTRUIÇÃO como as dores de parto àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão.


b). “O SEGUNDO MOMENTO DA VINDA DO SENHOR (a 4ª):
A 4ª Vinda de Jesus, a parte (b) do mesmo verso de Mateus 13:30, mais adiante anuncia o segundo momento não antes, e nem no meio da Grande Tribulação, como querem os pré e os meso-tribulacionistas, e nem ao final da G.T. como ensinam também erroneamente os pós-tribulacionistas, mas antes do final da Grande Tribulação; mais especificamente entre os dias da Sétima e última trombeta (Apoc. 11:15 e 18), e antes das sete taças da ira de Deus (Apoc. 15).
Portanto, somente depois das seis trombetas das pragas e da colheita do joio, e dos dias da Séima e última trombeta, acontecerá o soar da Trombeta de Deus, "O MOMENTO" DA COLHEITA DO TRIGO (ressurreição/arrebatamento Apoc. 14:14 a 16) no tempo dos mortos justos. ”...mas, O TRIGO, AJUNTAI-O (o segundo momento) NO MEU CELEIRO”. Mat. 13:30b.


A REFUTAÇÃO DOS TEÓLOGOS PRÉ-TRIBULACIONISTAS
“Uma vez que é impossível saber exatamente quando ocorrerá um evento iminente, não se pode contar com a passagem de determinado período de tempo antes que tal evento iminente ocorra”.

Os Pré, e os Meso-tribulacionistas, sem conhecerem os dois segredos do arrebatamento, confundem “A EMINÊNCIA – O MOMENTO DO ARREBATAMENTO”, com os acontecimentos tribulacionais do “TEMPO - DIAS DO ARREBATAMENTO” (Apoc. 10:7), os quais, até aqueles dias A IGREJA SABERÁ claramente que é chegada a sua hora (Joa. 16:21).
“Ora, quando estas coisas começarem a acontecer (os dias do arrebatamento), olhai para cima e levantai as vossas cabeças, porque A VOSSA REDENÇÃO (o momento do arrebatamento) está próxima”. Luc. 21:28

Porém, o espaço de tempo entre os dias da voz do Sétimo anjo, até o "momento do arrebatamento", conforme disse Jesus, ninguém saberá nem O DIA, NEM A HORA (Mat. 24:36); e dentro dessa hora, também ESSE MOMENTO.

Abaixo apresentamos os vários versos, que mostram claramente os dois momentos distintos das duas vindas do Senhor, os quais, as teologias Pré, Meso e Pós-tribulacionistas, pensam que será nessa próxima vinda, o momento do arrebatamento:
Mat. 13:
39  O inimigo, que o semeou, é o diabo; e a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos.
40  Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será na consumação deste mundo.
41  Mandará o Filho do homem os seus anjos, E ELES COLHERÃO (o primeiro momento) DO SEU REINO TUDO O QUE CAUSA ESCÂNDALO, E OS QUE COMETEM INIQÜIDADE.
42  E lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá pranto e ranger de dentes.
43  Então os justos RESPLANDECERÃO COMO O SOL (o segundo momento), no reino de seu Pai. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.

Mateus 13:
49  Assim será na consumação dos séculos: virão os anjos, E SEPARARÃO os maus (o primeiro momento) de entre os justos”.

Mat. 24:
37  E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem.
38  Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca,
39  E NÃO O PERCEBERAM (o primeiro momento), até que veio o dilúvio, e os levou a todos (joios), assim será também a vinda do Filho do homem.
40  Então, estando dois no campo, SERÁ LEVADO UM (no primeiro momento, o joio), e DEIXADO O OUTRO (num segundo momento, o trigo);
41  Estando duas moendo no moinho, SERÁ LEVADA UMA (1º), E DEIXADA OUTRA (2º).


As teologias de uma forma geral, deveriam conhecer melhor as profecias, pois por séculos tem invertido a ordem desses versos e por consequência também a ordem do arrebatamento, criando uma falsa expectativa de que, no momento da próxima Vinda do Senhor (3ª), a Igreja é quem será levada primeiro, e o joio deixado pra trás. Porém, as Escrituras mostradas acima são claras: Quem será colhido “PRIMEIRO, na próxima vinda do Senhor, será O JOIO”.

Voltando agora para Mateus 24:30 e o 31, de carona nesse erro grave de interpretação, essas teologias pregam erroneamente, que estes dois versos fazem parte, da "EMINÊNCIA" tanto da vinda do Senhor, quanto do “MOMENTO” do arrebatamento; quando isso não é  verdade, pois eles mostram duas vindas e dois momentos distintos. Confira as diferenças de tempo e de modo, entre uma vinda e a outra:

-As diferenças de sinais, entre o momento da 3ª e o momento da 4ª vinda
No limiar da próxima vinda de Jesus (a 3ª), para o dia da sua Ira (Mat. 24:30 e Apoc. 6:12-14), acontecerão cinco sinais:
1-Um grande terremoto.
2-O sol se tornará em trevas.
3-A lua em sangue.
4-As estrelas cairão do céu.
5-As potências dos céus serão abaladas.

Antes da 4ª vinda de Jesus p/ o arrebatamento, acontecerão três sinais:
1-O toque da Sétima trombeta - o anúncio da tomada dos reinos desse mundo (Apoc. 11:15).
2-A colheita das primícias – os 144.000 israelitas assinalados (Apoc. 14:1 a 5 – 1Cor. 15:23).
3-A pregação do Evangelho Eterno, por três anjos (Apoc. 14:6 a 12).

-As diferenças de objetivos, entre o momento da 3ª e o momento da 4ª vinda:
Na sua 3ª vinda, Jesus vem para assinalar os 144 mil,  converter o remanescente israelita (Zac. 12:10), e exercer o Juízo na Ira do Cordeiro sobre os ímpios - joios (Apoc. Cap. 7 - 6:15 a 17).
Isaías 66
16  “Porque com fogo e com a sua espada ENTRARÁ O SENHOR EM JUÍZO COM TODA A CARNE; e os mortos do Senhor serão multiplicados”.


Já na sua 4ª vinda, o Senhor não executará nenhuma das três tarefas acima, mas virá exclusivamente para arrebatar, tanto os israelitas quanto os gentios salvos (1Tes. 4:15 a 17).
"Provendo Deus alguma coisa melhor a nosso respeito, para que eles sem nós não fossem aperfeiçoados". Heb. 11:40

-As diferenças de tempo, entre o momento da 3ª e o momento da 4ª vinda:
Embora o momento da 3ª vinda (como relâmpago. Mat. 24:27), e o momento da 4ª vinda (num abrir e fechar de olhos. 1Cor. 15:52a), estejam ambos dentro da mesma fração de segundos, eles não ocorrerão num mesmo dia; pois entre a 3ª e a 4ª vinda, João, revela duas contagens literais de tempos, há ser cumpridas antes ainda do Arrebatamento da Igreja:
-O tempo de 5 meses da quinta trombeta (Apoc. 9).
-E o tempo de 1.260 dias das duas testemunhas (Apoc. 11:3).
-Sem contar ainda, os tempos das demais pragas das cinco trombetas, bem como o tempo das vozes dos sete trovões (Apoc. 10:4), que não foram revelados.

-As diferenças de modo entre o momento da 3ª e o momento da 4ª vinda:
a). Na 3ª vinda, Jesus não tocará a Trombeta de Deus.
Já na sua 4ª vinda, Ele virá com voz de Arcanjo e com a Trombeta de Deus.

b). Na 3ª vinda, Jesus virá com seus anjos do céu (Trono de Deus), até “sobre as nuvens no nosso céu” (Mat. 24:30), assentado no seu Trono de Glória (Apoc. 6:16).
Já na sua 4ª vinda, Jesus “descerá do nosso céu”(sem seu trono) nas nuvens e nos ares, e enviará seus anjos para arrebatar a Igreja (Mat. 24:31).
1Tes. 4:
16  Porque o mesmo Senhor DESCERÁ DO CÉU com alarido, e com voz de arcanjo, E COM A TROMBETA DE DEUS; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.
17  Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.


O SEGUNDO SEGREDO:
PAULO EM 1Cor. 15:52  PREGOU NÃO UMA, MAS DUAS TROMBETAS:
A DO TEMPO E A DO MOMENTO DO ARREBATAMENTO
Essas três teologias interpretam juntas o verso de 1Cor. 15:5, a grosso modo e pelas metades, imaginando que Paulo faz referência há apenas uma trombeta (a última), quando na verdade ele faz referência A DUAS TROMBETAS; num mesmo verso, pois estava pregando um mistério (1Cor. 15:51) o qual, prudentemente ele compôs de forma enigmática, para ser discernida pelos espirituais e confundir os naturais.
1Cor. 15:
52  NUM MOMENTO, num abrir e fechar de olhos(T. de Deus),ANTE A ÚLTIMA TROMBETA (T.do anjo); PORQUE A TROMBETA SOARÁ (T.de Deus), e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.


Paulo inicia esse verso, falando da Trombeta de Deus (a do momento do...)
”...NUM MOMENTO, num abrir e fechar de olhos...”  
Sabiamente ele deixou no meio da sua mensagem, a última trombeta - a do anjo, A DO TEMPO DO arrebatamento... ”...ANTE A ÚLTIMA TROMBETA...”
E concluiu sua pregação, com a mesma trombeta do início: A Trombeta de Deus - do momento do arrebatamento.
”...porque A TROMBETA SOARÁ, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados”.

Sem o conhecer essa revelação, as três teologias focam suas pregações apenas “no momento” do arrebatamento, desprezando a sequência do mesmo verso que define: “O MOMENTO DO ARREBATAMENTO” é dependente primeiro do toque “DA SÉTIMA E ÚLTIMA TROMBETA” - A DO TEMPO DO ARREBATAMENTO. ”...ANTE A ÚLTIMA TROMBETA...”

Ao dizer acima que O TEMPO do arrebatamento será “ANTE A ÚLTIMA TROMBETA”, o apóstolo Paulo deixa claro, que “O MOMENTO” do arrebatamento, não acontecerá ao toque dessa “última trombeta”, mas “NO TEMPO DELA,” (em consequência, nos dias dela); o mesmo que disse também, o apóstolo João.
“Mas NOS DIAS DA VOZ DO SÉTIMO ANJO, QUANDO TOCAR A SUA TROMBETA, se cumprirá o segredo de Deus, como anunciou aos profetas seus servos.” Apoc. 10:7

O testemunho do Senhor é fiel e dá sabedoria aos simples (Sal. 19:7b).
Desde o passado, Deus tem mostrado através de seus testemunhos, que haverá sim, diferença de tempo entre a vinda de seu Filho (a 3ª), para exercer seus Juízos; da outra vinda (a 4ª), exclusiva para o arrebatamento da Igreja.

Entre a vinda do Dilúvio (Figura da 3ª vinda de Jesus), e o descanso da arca nos montes de Ararate (figura da 4ª vinda – a do arrebatamento), houve uma diferença cronológica de cinco meses.
Mat. 24:
37 “E, como foi nos dias de Noé, ASSIM SERÁ TAMBÉM A VINDA DO FILHO DO HOMEM”.

Entre a chegada de Moisés (Figura da 3ª vinda de Jesus), e a entrada dos Hebreus na terra prometida (figura da 3ª vinda – a do arrebatamento), houve uma diferença de tempo de 40 anos.

Nota: Não estamos afirmando aqui, que haverá cinco meses ou 40 anos de diferença entre a 3ª vinda de Jesus e sua 4ª vinda para o arrebatamento. Oque afirmamos em todo o nosso estudo, é que com certeza haverá diferença de tempo e de modo, entre essa 3ª vinda e outra (a 4ª).

A prova clara que além dessa vinda, haverá uma “OUTRA VINDA”, consiste em que, o próprio Senhor, ensinou em Lucas que: Depois da aflição daqueles dias (Luc. 21:25 a 27), e depois de sua vinda (a 3ª), nela, não haverá nenhum arrebatamento da Igreja...
Luc. 21:
27, “E então verão vir o Filho do homem numa nuvem, com poder e grande glória”.


...Muito pelo contrário, no verso a seguir o Senhor, mandou a Igreja levantar as suas cabeças, e esperar UMA PRÓXIMA VINDA - a do seu arrebatamento (1Tes.4:16-17).
28 "Ora, quando estas coisas começarem a acontecer (também a sua 3ª Vinda), olhai para cima e levantai as vossas cabeças, PORQUE A VOSSA REDENÇÃO ESTÁ PRÓXIMA”.

Os profetas Amós e Paulo, pregaram as vindas do Senhor de maneiras antagônicas: Amós pregou que, não era para se desejar a vinda do Senhor:
Amós 5:
18  “Ai daqueles que desejam o dia do Senhor! Para que quereis vós este dia do Senhor? Será de trevas e não de luz”.


Já Paulo, pregou que é para amar a sua vinda.
2 Tim. 4:
8  “Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também A TODOS OS QUE AMAREM A SUA VINDA”.


Quem não recebeu ainda a revelação desse mistério, pode imaginar erroneamente que eles estão se contradizendo, e pregando uma mesma vinda; porém, como foram usados pelo mesmo Espírito, ambos mostram, que não se referiram a uma, MAS A DUAS VINDAS DISTINTAS:
Amós, disse  para não desejarmos a vinda (a 3ª), A DO MOMENTO DA IRA DO CORDEIRO. Ao passo que Paulo, diz para a Igreja amar a vinda (a 4ª), A DO MOMENTO DO ARREBATAMENTO, conforme temos mostrado aqui.

João o apóstolo amado, também foi outro, que exortou severamente os cristãos dos últimos dias, para estarem em comunhão com o Senhor, afim de não serem confundidos, esperando um arrebatamento nessa vinda para a ira (a 3ª).
1 João 2
28  “E agora, filhinhos, permanecei nele; para que, quando ele se manifestar, tenhamos confiança, E NÃO SEJAMOS CONFUNDIDOS POR ELE NA SUA VINDA”.


Num primeiro momento, quando ouvimos a revelação desse mistério, fica difícil aceitar a realidade profética, uma vez que há muito tempo, fomos ensinados errados pelos nossos mestres das escolas bíblicas dominicais, os quais ensinaram a vinda de Jesus e o arrebatamento da Igreja, sem o conhecimento desses dois segredos. Porém, eles fazem parte do grande mistério do Senhor, há ser revelado nos últimos dias, para a glória do seu povo!

Conclusão:
Através dessas duas revelações, vemos claramente, a altissonante sabedoria de Deus, dando um nó nos grandes Doutores das teologias, Pré, Meso e Pós-tribulacionistas; os quais pensavam que conheciam as profecias. Porém, a exemplo dos rabinos Judeus do passado, os tais também vieram a tropeçam na Pedra de tropeço.

“Porque está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios, e aniquilarei a inteligência dos inteligentes”. 1Cor.1:19
Artigo gratuito para a Glória de Deus, do Senhor Jesus Cristo e edificação da sua Igreja – proibido a cópia para uso comercial. Copyright © 2010 por: Jaime D. Silva e Júlio C. Albach – Todos os direitos reservados - E-mail: Jaime .ap@hotmail.com.
avatar
Jaime_Dias
Membro

Mensagens : 17
Data de inscrição : 18/07/2014
Idade : 62
Localização : Curitiba Pr.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Lei das Primícias - a Segunda e a terceira Vinda de Jesus

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum