AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






Palavra de Deus/on line: Zacarias 14 ( somos súditos do Rei de toda terra)

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Palavra de Deus/on line: Zacarias 14 ( somos súditos do Rei de toda terra)

Mensagem por Admin em Sex Ago 15, 2014 11:49 am

Deus seja louvado. Publicação antecipada.



Palavra de Deus: Zacarias 14



Vejam, o dia do Senhor vem, quando no meio de vocês os seus bens serão divididos. Reunirei todos os povos para lutarem contra Jerusalém; a cidade será conquistada, as casas saqueadas e as mulheres violentadas. Metade da população será levada para o exílio, mas o restante do povo não será tirado da cidade. Depois o Senhor sairá à guerra contra aquelas nações, como ele faz em dia de batalha. Naquele dia os seus pés estarão sobre o monte das Oliveiras, a leste de Jerusalém, e o monte se dividirá ao meio, de leste a oeste, por um grande vale, metade do monte será removido para o norte, a outra metade para o sul. Vocês fugirão pelo meu vale entre os montes, pois ele se estenderá até Azel. Fugirão como fugiram do terremoto nos dias de Uzias, rei de Judá. Então o Senhor, o meu Deus, virá com todos os seus santos. Naquele dia não haverá calor nem frio. Será um dia único, no qual não haverá separação entre dia e noite, porque quando chegar a noite ainda estará claro. Um dia que o Senhor conhece. Naquele dia águas correntes fluirão de Jerusalém, metade delas para o mar do leste e metade para o mar do oeste. Isto acontecerá tanto no verão quanto no inverno. O Senhor será rei de toda a terra. Naquele dia haverá um só Senhor e o seu nome será o único nome. A terra toda, de Geba até Rimom, ao sul de Jerusalém, será semelhante à Arabá. Mas Jerusalém será restabelecida e permanecerá em seu lugar, desde a porta de Benjamim até o lugar da primeira porta, até a porta da Esquina, e desde a torre de Hananeel até aos lagares do rei. Será habitada; nunca mais será destruída. Jerusalém estará segura. Esta é a praga com a qual o Senhor castigará todas as nações que lutarem contra Jerusalém: Sua carne apodrecerá enquanto estiverem ainda em pé, seus olhos apodrecerão em suas órbitas e sua língua apodrecerá dentro de suas bocas. Naquele dia grande confusão dominará essas nações, causada pelo Senhor. Cada um atacará o que estiver ao seu lado. Também Judá lutará em Jerusalém. A riqueza de todas as nações vizinhas será recolhida, grandes quantidades de ouro, prata e roupas. A mesma praga cairá sobre cavalos e mulas, camelos e burros, sobre todos os animais daquelas nações. Então, os sobreviventes de todas as nações que atacaram Jerusalém subirão ano após ano para adorar o rei, o Senhor dos Exércitos, para celebrar a festa das Cabanas. Se algum dentre os povos da terra não subir a Jerusalém para adorar o Rei, o Senhor dos Exércitos, não virá para ele a chuva. Se os egípcios não subirem para participar, o Senhor mandará sobre eles a praga com a qual afligirá as nações que se recusarem a ir celebrar a festa das Cabanas. Sim, essa será a punição do Egito e de todas as nações que não forem celebrar a festa das Cabanas. Naquele dia estará inscrito nas sinetas penduradas nos cavalos: "Separado para o Senhor". Os caldeirões do templo do Senhor serão tão sagrados quanto as bacias diante do altar. Cada panela de Jerusalém e de Judá será separada para o Senhor dos Exércitos, e todos os que vierem sacrificar pegarão panelas e cozinharão nelas. E a partir daquele dia, nunca mais haverá comerciantes no templo do Senhor dos Exércitos.

Provável início do ministério profético 520 A.C.

O profeta Zacarias aguardava o dia do Senhor, como descreveu Pedro, todos eles investigaram e examinaram procurando saber o tempo e as circunstâncias que ocorreriam os sofrimentos de Cristo, e as glórias que se seguiriam (1 Pedro 1:10-11). O dia em que todo o mal seria extinto e o bem seria eterno. Membros da igreja de Cristo, parte do seu corpo, essas palavras para aqueles que haviam voltado do exílio, com certeza animou os corações, afinal, Zacarias descreve um futuro glorioso para uma nação que desejava esquecer o passado.

Deus movimentando as épocas, estabelecendo o seu tempo, garantindo a salvação. Desde a promessa feita a Abraão, quantas coisas aconteceram, uma comunhão verdadeira explica de modo simples o amor de Senhor, em cada ponto e vírgula escrita pelo Espírito, utilizando da pena dos seus servos, profetas e apóstolos. Cada um no seu momento, numa determinada situação, foi chamado para divulgar os intentos do Pai, o Criador tão desprezado, que com justiça rege a terra. Enquanto os homens, até mesmo o seu povo, se esqueciam de trilhar caminhos santos, um escolhido abria a sua boca para falar sobre o futuro, sobre a manifestação de um homem, que haveria de limpar os pecados do mundo.

E Zacarias diz “vejam, o dia do Senhor vem”, e para nós o Espírito diz também, “o dia do Senhor vem”, Jerusalém é mais uma vez o destaque da voz de Deus, a mesma cidade que Jesus faria um lamento, sofreria mais uma vez com a ruína, com o ódio dos povos ao redor, sem forças para lutar, sem um exército para defendê-la, só Deus poderia guerrear por ela, é exatamente isso que Zacarias profetiza, o Senhor sairá em guerra contra as nações que desejam destruí-la.

O dia da batalha pertence ao Senhor, os pés do Senhor estarão sobre o Monte das Oliveira, um Salvador desponta no horizonte, quando a esperança há muito havia ido embora. Não estamos numa situação crítica como Jerusalém, você irmão, irmã, vive numa era de paz, ainda que a carne seja tão desagradável. Em alguns lugares do mundo, precipitam-se guerras, todos os dias inocentes são mortos por causa dos insanos, mas o dia ainda não chegou, várias ideias se levantam de como será o tempo do fim, no coração do crente está a garantia do Espírito, do amor derramado, mesmo que como os profetas e apóstolos, nós não vamos ver a volta visível do Filho de Deus, até que fechem os olhos, o Senhor vai guardar o nosso depósito no Espírito.

Nos preocupamos muito com o agora, o amanhã, o que será, como será, insistimos em tratar dos negócios da carne, evitando qualquer aprofundamento espiritual, poucos se importam com o que disse Zacarias, uma pena, é tão importante procurar consolo na Escritura, principalmente nas parte onde não entendemos, que homens investem anos da sua vida, pesquisando para chegarem a alguma conclusão. Aquela máxima que Deus transmite na hora no púlpito, as informações que necessitamos, se sujeitam apenas a carne, dificilmente um capítulo tão profundo quanto esse, é interpretado com base na verdade.

A alegria da volta de Cristo, perde para a tristeza dos problemas cotidianos, mesmo que Jesus tenha dito:"Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo" (João 16:33).

Essa alegria contagiava Zacarias, se as nações tinham como certa a derrota de Jerusalém, um caminho se abriria para o povo do Senhor. Na história houve muitos impérios, todos eles estava na mão do Senhor, a semente incrédula dos israelitas pereceu, Deus preservou a semente da promessa, a qual nós pertencemos, porque não fomos regenerados da semente perecível, mas da imperecível, “por meio da palavra de Deus, viva e permanente” (1 Pedro 1:23).

O Espírito diz ao povo, que o Senhor, virá com todos os seus santos, “será um dia único”, a carne não sentirá calor nem frio, dia e noite não haverá, ocorrência sobrenaturais dignas do Senhor serão vistas, “Um dia que o Senhor conhece”. Seguem-se as palavras de como irá se apresentar o Senhor, está tudo programado, as forças da natureza estão convocadas. Se a cidade de Jerusalém estava seca, águas correntes fluirão dela, o dia de Cristo será belíssimo.

Amados, irmãos, irmãs, que necessitam do Senhor, ele está dizendo, que mesmo que agora pareça a nós estar sem um rei, abandonados neste mundo, como os habitantes de Jerusalém achavam, o Senhor será rei de toda a terra, “naquele dia haverá um só Senhor e o seu nome será o único nome”.

Bendito seja Deus, as palavras do profeta, movidas pelo Espírito de Deus, agradam o nosso coração, passamos a sentir o efeito da virtude, que certamente ocorreu quando Zacarias falou ao povo. A terra toda será do Senhor, Jerusalém será restabelecida, no lugar de destruição, o Senhor estabelecerá a segurança.

Nós que cremos em Jesus Cristo, jamais somos destruídos, a promessa do Senhor é resistente a qualquer intervenção satânica. O Senhor exterminou os incrédulos, o Senhor arrancou reinos, o Senhor amou os servos fiéis, os seus dons são realmente irrevogáveis (Romanos 11:29).

Uma praga sobrevirá sobre as nações, qualquer um que tiver a audácia de lutar contra Jerusalém, apodrecerá diante do Senhor. Em pânico as nações lutarão uma contra as outras, o Senhor será o causador desse pânico, enquanto Jerusalém estará segura, fora dela não haverá nenhuma segurança. Agora os despojos de outras nações pertencerão a Jerusalém, os exércitos inimigos cairão diante do sobrenatural, não somente os homens, também os animais que pertencem as nações.

O remanescente das nações que atacaram Jerusalém, deverão adorar o Senhor, adorar o único rei, o Senhor dos exércitos. Quem não era povo, se tornará povo de Deus, receberão da mesma misericórdia, participarão da mesma promessa. O Senhor será a tranquilidade do seu povo, depois de tantas perturbações. Os povos que vão subir, participarão das festas judaicas (Levítico 23:33-36, Num.29-12-24), Zacarias profetiza que as nações (como o Egito) que se recusarem em seu coração subir ao Senhor, sofrerão a devida punição.

No tempo de Moisés, Arão deveria fazer um diadema de ouro (Êxodo 28:36-38), gravando nele as palavras “consagrado ao Senhor”, que prendido a um turbante, ficaria sobre a testa do sumo sacerdote, que levaria a culpa de qualquer pecado que os israelitas cometessem em relação às coisas sagradas, ele estaria para sempre sobre a testa, para aceitação das ofertas da parte do Senhor.

O profeta prediz que naquele dia, no dia do Senhor, todas as coisas serão consagradas a ele, não como nos dias em que o povo saiu do Egito, todos em Cristo estarão purificados. Os povos amaldiçoados farão parte dos santos. Em Jerusalém todos sacrificarão ao Senhor, porque já os ímpios já não existirão.

Bendito seja Deus!

Um dia único, um dia que aguardamos, que distraídos nos esquecemos, perdendo muito tempo, estando ociosos na vida espiritual. A chegada de Jesus, tudo o que desejamos, para sairmos deste mundo.

Amados, o Senhor garante uma vida futura com tranquilidade, para Israel, para à igreja, se hoje estamos sujeitos as perturbações, guardemos em nosso coração as coisas boas, nunca nos esquecendo do nosso verdadeiro alvo, que é exatamente alcançar a glória que há de ser revelada (Romanos 8:18).

Nenhuma ação da ordem deste mundo, pode impedir o futuro projetado pelo Senhor. Esse é o motivo pelo qual a graça bastava aos crentes do passado.

O poder de Cristo habita em ti, irmão, irmã.! Quando as fraquezas nos atormentam, ele exerce a sua força.

Deus abençoe.

Admin
Admin

Mensagens : 2943
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum