AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






Palavra de Deus/on line: Naum 1 ("O SENHOR é bom, um refúgio em tempos de angústia. Ele protege os que nele confiam")

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Palavra de Deus/on line: Naum 1 ("O SENHOR é bom, um refúgio em tempos de angústia. Ele protege os que nele confiam")

Mensagem por Admin em Dom Ago 24, 2014 3:24 pm





Palavra - Naum 1:1-8



Advertência contra Nínive. Livro da visão de Naum, de Elcós. O SENHOR é Deus zeloso e vingador! O SENHOR é vingador! Seu furor é terrível! O SENHOR executa vingança contra os seus adversários e manifesta o seu furor contra os seus inimigos. O SENHOR é muito paciente, mas o seu poder é imenso; o SENHOR não deixará impune o culpado. O seu caminho está no vendaval e na tempestade, e as nuvens são a poeira de seus pés. Ele repreende o mar e o faz secar, faz que todos os rios se sequem. Basã e o Carmelo se desvanecem e as flores do Líbano murcham. Quando ele se aproxima os montes tremem e as colinas se derretem. A terra se agita na sua presença, o mundo e todos os que nele vivem. Quem pode resistir à sua indignação? Quem pode suportar o despertar de sua ira? O seu furor se derrama como fogo, e as rochas se despedaçam diante dele. O SENHOR é bom, um refúgio em tempos de angústia. Ele protege os que nele confiam, mas com uma enchente devastadora dará fim a Nínive; expulsará os seus inimigos para a escuridão.


Alguma época entre 663 e 612 A.C.

Muita paz em vossas vidas. Todo profeta tem seu propósito, digo, não seu, um propósito do Senhor, uma data, uma ocasião, um tema principal. Realmente existiu uma enorme comunhão entre Deus e seus representantes, cada profeta atado com a verdade, proferiu não somente esperança mas em muitos momentos juízos contra os povos, Israel e estrangeiros. Impérios chegaram ao apogeu, caíram com uma velocidade ainda mais impressionante, o povo que saiu do Egito, em determinando momento se dividiu, não houve uma só palavra profética que tenha errado o alvo.

A palavra do Senhor não erra o alvo, ela permanece, seu efeito não se desfaz, são palavras muito poderosas para situações impossíveis. Aqui aparece N a u m, cuja vida pessoal não se conhece muito, apenas diz que ele pertencia, a uma aldeia da Galileia, por nome Elcós, que pode ser segundo historiadores Cafarnaum, “cidade de Naum”. O profeta trás a advertência do Senhor contra Nínive, aquela mesma que anos antes, Jonas foi enviado para pregar a sua destruição, que no arrependimento do rei e seus moradores, o Senhor modificou o edito de morte. Nínive antiga capital do império Assírio, era conhecida pela brutalidade das suas conquistas, não que Israel estivesse perfeitamente na linha, mas o amor do Senhor defendia até mesmo aquele povo que o rejeitava. Sim, foi levado em cativeiro, houve o momento do castigo, mas constantemente o Senhor alertava o seu povo para retornar para ele, arrepender-se dos seus maus caminhos.

“Portanto, volte para o seu Deus; pratique a lealdade e a justiça, e confie sempre no seu Deus.” (Oséias 12:6)

Faz parte da essência divina perdoar, quando o assunto é perdão, muito temos que aprender com as experiências contidas na Escritura. Seja qual for o método que o Senhor utilize para estabelecer sua justiça, ninguém pode ser tão insano, para contestar os meios pelos quais o Senhor purifica a terra. Bendito seja ele! Irmãos, irmãs, Jesus Cristo embora em carne, era Deus olhando para sua criação, estendendo a mão para ela, a cada passo, passos de Deus, reconciliando o mundo, derramando amor. Todos recebemos desse amor, N a u m provou desse amor, não por ser palavras de destruição, que não se pode perceber o amor, se um povo cruel é extinto da terra, regozijam-se aqueles que são libertos da opressão. O Espírito de Cristo estava ali auxiliando o profeta, estabelecendo a paz, com todo o zelo, trazendo vingança contra os filhos da desobediência.

O Senhor zela por vossa alma!

O que é a vingança do homem, uma completa insanidade. N a u m apresenta ao mundo, o Deus zeloso e vingador, a vingança dos justos pertence ao Senhor, vinda do céu, o profeta e o Espírito ao qual está sujeito, apresenta o tamanho da vingança, o furor que advém dos céus para extinguir os adversários. Qualquer que fosse o império, com todo o seu poderio militar, não poderia resistir ao zelo do Senhor. O Deus que habita nos céus, não pode ser tentado pela impaciência, ao rei arrependido de Nínive, o Senhor concedeu o seu precioso perdão, ao rei iníquo no tempo de N a u m foi atestada a sua culpa. Veja só todo homem, a impunidade não combina com a santidade, aquele que domina sobre a natureza, cujo do trono ele observa toda a terra, pode ser uma brisa para o justo, como um furacão contra a impunidade, nos caminhos onde ser humano algum pode andar, o Senhor caminha por ele, assim traduz-se o tamanho da paciência de Deus, que pisa as nuvens como poeira. O Senhor cria a justiça no momento mais propício, ela não chega sem aviso prévio, o Senhor chama um dos seus profetas, para registrar as ações que ele vai proceder. N a u m talvez tenha escrito seu livro, maravilhado por estar de posse do controle divino, o Senhor veio até ele, moveu sua mente, seus braços, seus dedos, “escreve profeta”, “exalte o meu NOME”, “diga aos povos da terra a verdade”. O mar sabe a quem pertence, os rios, as montanhas, as regiões férteis, todos eles sabem, que sua existência pertence ao Senhor, se vão secar, tornar-se improdutivos, o poder está nas mãos do Senhor, ele domina todas as situações e ações, os reis da terra deveriam saber disso, enganavam-se a si mesmos pensando ao contrário.

O Senhor tem o governo de toda a terra.

“Por isso escutem-me, vocês que têm conhecimento. Longe de Deus esteja o fazer o mal, e do Todo-poderoso o praticar a iniqüidade. Ele retribui ao homem conforme o que este fez, e lhe dá o que a sua conduta merece. Não se pode nem pensar que Deus faça o mal, que o Todo-poderoso perverta a justiça. Quem o nomeou para governar a terra? Quem o encarregou de cuidar do mundo inteiro?” (Jó 34:10-13)

O Senhor modifica o tempo, as estações, a fertilidade, N a u m faz referência a região de Basã, ao monte Carmelo, as flores do Líbano, conhecidos pela sua fertilidade. Todos eles são invenções do Senhor, moldados pela sua mão, com o toque do Criador, a natureza é transformada, não podem achar os reis, que seu governo tirano pode permanecer para sempre.

O que é o homem tirano diante de Deus?

A advertência se transformaria num fato real, Nínive em breve deixaria de existir. O reinado repreendido, secaria, desvaneceria, murcharia diante da presença de Deus. Uma vez mais Deus agitaria a terra com a sua presença, santo é o Senhor. Na presença de Deus a injustiça é aniquilada, os maus tremem, suas hipocrisias se derretem, seus corações se agitam, seus joelhos tremem, como Belsazar no dia em que viu uma mão escrever na parede, a sentença contra sua falta de temor diante de Deus:

Seu rosto ficou pálido, e ele ficou tão assustado que os seus joelhos batiam e as suas pernas vacilaram” (Daniel 5:6)

O rei de Nínive provaria do furor divino, nenhum refúgio haveria para escapar do Senhor, como pergunta N a u m “quem pode resistir à sua indignação? Quem pode suportar o despertar de sua ira?”. O Espírito descreve a manifestação do Senhor, o rei imortal, cujo fogo é consumidor.

Para o profeta não havia nenhum temor, para os justos também, para à igreja, para nós, para você irmão, irmão, o Senhor é bom, porque você se dedicou a causa do Senhor, o trono do Senhor não é para temor, mas para execução da justiça.

...aproximemo-nos do trono da graça com toda a confiança, a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos graça que nos ajude no momento da necessidade” (Hebreus 4:16)

Honre ao Deus dos séculos, imortal, invisível (1 Timóteo 1:17), o governo da tua alma está nas mãos do Criador, Jesus Cristo levou nossa vida e a escondeu junto a Deus (Colossenses 3:3), porque morremos com ele para as coisas do mundo, não existe rei maior do que Deus, que não possa se compadecer de nós, enquanto ainda não partimos para estar com ele.

Novamente diz N a u m “ele é um refúgio em tempos de angústia”, “ele protege os que nele confiam”, mas quanto ao rei de Nínive uma enchente devastadora daria fim ao seu reinado, os inimigos do povo de Deus seriam expulsos, porque uma vez que brilhou a luz, seus muitos pecados os devolveriam a escuridão.

Com tais palavras saciamos nossa alma, se os impérios da terra, quando arrogantes no seu comportamento não resistiram a Deus, um povo amado, não deve desfalecer por qualquer motivo.

Diletos, até mesmo a eternidade pertence a Deus, que a semana seja agradável em todos os sentidos, em qualquer situação, Deus é o teu refúgio e proteção eficaz, nenhuma injustiça pode deter-se diante de ti.

O nome do Senhor é uma torre forte; os justos correm para ela e estão seguros” (Provérbios 18:10)

Deus abençoe.

Admin
Admin

Mensagens : 2943
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum