AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






Palavra de Deus/on line: Êxodo 40 (Você é uma edificação perfeita para enfrentar qualquer "terremoto")

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Palavra de Deus/on line: Êxodo 40 (Você é uma edificação perfeita para enfrentar qualquer "terremoto")

Mensagem por Admin em Dom Set 21, 2014 5:58 pm




Palavra - Êxodo 40:33-38


“Finalmente, Moisés armou o pátio ao redor do tabernáculo e colocou a cortina à entrada do pátio. Assim, Moisés terminou a obra. Então a nuvem cobriu a Tenda do Encontro, e a glória do Senhor encheu o tabernáculo. Moisés não podia entrar na Tenda do Encontro, porque a nuvem estava sobre ela, e a glória do Senhor enchia o tabernáculo. Sempre que a nuvem se erguia sobre o tabernáculo os israelitas seguiam viagem; mas se a nuvem não se erguia, eles não prosseguiam; só partiam no dia em que ela se erguesse. De dia a nuvem do Senhor ficava sobre o tabernáculo, e de noite havia fogo na nuvem, à vista de toda a nação de Israel, em todas as suas viagens.”

Graça e paz igreja do Senhor, irmãos e irmãs que entregaram suas vidas ao Senhor. Último capítulo do livro de Êxodo, que informa o momento em que Moisés armou o tabernáculo, santuário portátil que até os tempos do Rei Davi, os israelitas guardavam e transportavam os objetos sagrados como a arca da aliança.

O sumo sacerdote, um homem estabelecido pelo Senhor, da tribo de Levi, descendente de Arão entrava no Santo dos Santos, lugar onde com o sangue do sacrifício, oferecia por si mesmo e pelos pecados do povo cometidos por ignorância (Hebreus 9:7-8).

O autor de Hebreus, o próprio Espírito do Senhor, revela que assim Deus estava mostrando “que ainda não havia sido manifestado o caminho para o Santo dos Santos enquanto ainda permanecia o primeiro tabernáculo” (Hebreus 9:8-11), para os nossos dias, se ainda os israelitas, qualquer povo, continuasse a fazer conforme o antigo rito, de forma alguma isso poderia conceder ao adorador “uma consciência perfeitamente limpa”. O Espírito chama de prescrições, tais comidas, bebidas, cerimônias de purificação com água, ordenanças exteriores, que foram impostas até o tempo da nova ordem.

Cristo veio diletos, Cristo chegou, o sumo sacerdote de Deus, aquele que o Espírito declarou sendo o “sumo sacerdote dos benefícios presentes”, que adentrou no “maior e mais perfeito tabernáculo, não feito pelo homem, isto é, não pertencente a esta criação” (Hebreus 9:7-11)


Não igual ao que Moisés armou, não semelhante a imperfeição do homem, também nós estamos caminhando rumo ao descanso, estamos de certa forma num êxodo, até que avistemos as portas da cidade celeste, do tabernáculo celestial perfeito e definitivo. Os pés cansam, o ânimo cessa, o sofrimento pesa, a solidão nos constrange, porém, quando a glória do Senhor enche o nosso coração, todo o mal fica no passado, porque no futuro sempre está a felicidade.

Bendito seja Deus! Não saímos do Egito, foi do mundo que o Senhor nos retirou, das mãos da incredulidade, para servi-lo de todo o coração. O Deus de Israel, concedeu seu Filho ao mundo, para que ele se entregasse para remissão de toda a maldade, purificando “para si mesmo um povo particularmente seu, dedicado à prática de boas obras” (Tito 2:14). Em muitos momentos Israel deixou de seguir ao Senhor, por abandonarem o caminho da verdade, perderam as bençãos e privilégios, a desobediência e ignorância nunca pertenceu a fé, nem poderia, a fé é o único sentimento pelo qual o homem e a mulher não desiste em meio ao caos dos problemas.

Naquele dia glorioso, no momento em que Moisés terminou a obra, o Senhor que guiava o seu povo numa coluna de nuvem e fogo, de dia e de noite, que não se afastava dele (Êxodo 13:17-22), a sua glória encheu o tabernáculo. Nem mesmo Moisés entrou na Tenda do Encontro (Êxodo 33:7), enquanto a nuvem estava sobre ela, e a sua glória enchia o tabernáculo. O Senhor falava a Moisés, como falava a um amigo (Êxodo 33:11), tão intensa a glória que se seguia, que a pele do rosto do homem de Deus resplandecia (Êxodo 34:35), porém sempre foi uma glória transitória (2 Coríntios 3:7), nós não precisamos por um véu sobre a face, por causa de Cristo, com o rosto descoberto, refletimos “como um espelho a glória do Senhor”, por ela “somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor” (2 Coríntios 3:17-18).


Moisés nunca esperou outra recompensa, senão as riquezas que seguiriam o sofrimento de Cristo, no seu pensamento estava a verdadeira benção sem limites, não as transitórias cujos homens são iludidos.

Irmãos e irmãs, muito mais do que a benção terrena, está a benção eternal, o coração do crente deve esperar mais do que algo nesta vida. O Senhor determinava as ações do povo, se a nuvem se erguesse o povo seguia viagem, caso contrário, “só partiam no dia em que ela se erguesse”.

O Senhor estava ali!

“De dia a nuvem do Senhor ficava sobre o tabernáculo, e de noite havia fogo na nuvem, à vista de toda a nação de Israel, em todas as suas viagens.”

O Senhor sempre esteve ali!

A sua glória!

Ao povo bastava ao obediência, não o temor, tudo o que precisavam, teriam através da obediência, um servo de Deus estava ali como modelo de procedimento, Moisés, o Senhor estava com ele, o Senhor estava com o povo, “em todas as suas viagens”, a sua glória enchia o tabernáculo, não havia espaço para nenhum mal.


O Filho de Deus glorificado hoje é o teu guia!

O Filho de Deus glorificado é a tua nuvem, o Espírito Santo, o grande intercessor divino. Nas tuas viagens pelo mundo diletos, continue com os olhos fitos no Cristo, a nuvem está sobre ti, o ficar e o partir depende do Senhor, ou seja, qualquer decisão está no comando de Deus, certamente, se o povo tivesse partido sem a nuvem, jamais teriam chegado a Canaã.

Com Cristo você chegará ao descanso celeste, enquanto isso, aqui neste mundo, você foi edificado (a) no mesmo fundamento de apóstolos e profetas para ser “morada de Deus em Espírito” (Efésios 2:22), um edificação pronta para suportar toda e qualquer adversidade. Maravilhoso foi o término daquela obra, inaugurada através da glória do Senhor, tempos depois já na era da graça, já com o derramamento do Espírito Santo, o diácono Estevão discursou aos descendentes, declarando que o tabernáculo construído por Moisés, segundo modelo que o próprio Deus havia pedido (Atos 7:45), também a casa edificada por Salomão (Atos 7:47), não representavam que o povo estava adorando verdadeiramente, por isso era tão somente edificações temporárias.

... o Altíssimo não habita em templos feitos por mãos de homens, como diz o profeta: O céu é o meu trono, E a terra o estrado dos meus pés. Que casa me edificareis? diz o Senhor, Ou qual é o lugar do meu repouso?” Atos 7:44-49


Diletos, disse um homem inspirado pelo Espírito, “que o Altíssimo não pode ser limitado a estruturas construídas pelo homem, porque Ele enche o mundo inteiro, e não existe um tipo de casa que possa contê-lo.

No deserto do mundo, a nuvem do Senhor está sobre ti, dia e noite, nessa viagem que você está fazendo, aguarde a ordem do Senhor, permaneça na vontade do Pai, que ele tem cuidado de você.


Deus abençoe

Admin
Admin

Mensagens : 2943
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum