AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






O misterioso voto de Jefté

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O misterioso voto de Jefté

Mensagem por Eldier Khristos em Ter Set 30, 2014 5:50 pm






“E Jefté fez este voto ao Senhor: "Se entregares os amonitas nas minhas mãos, aquele que vier saindo da porta da minha casa ao meu encontro, quando eu retornar da vitória sobre os amonitas, será do Senhor, e eu o oferecerei em holocausto" (Juízes 11:30-31)


Oh Senhor o que estaria por detrás da ação de Jefté, inspire-nos a descobrir os mistérios que se encontram no livro de Juízes. Caríssimos, em outros textos, a maioria dos comentaristas bíblicos não acreditam na morte da filha de Jefté, já outros concordam que não existe dúvida quanto a morte da filha pelas mãos do pai.

Virgindade ou sacrifício?

Jefté fez um voto, segundo a lei o que vota o homem deve ser pago, também segundo a lei não era permitido sacrifício humano. O certo é que o juiz apossado do Espírito do Senhor, venceu a batalha pela qual fez voto ao Senhor, o voto consistia em oferecer em holocausto aquilo que saísse de sua porta ao seu encontro (Juízes 11:31),

Foi sua filha que saiu ao seu encontro, fazendo com que a angústia e desespero tomasse conta da alma do juiz de Israel, “não posso quebrar o voto que fiz a Deus”, a filha entendeu sem contestar, como Abraão e Isaque no monte Moriá. Supondo que o Senhor iria prover o necessário (Gênesis 22:8), ela julgou que a promessa feita ao Senhor, deveria ser cumprida mesmo diante da infinita tristeza, afinal, o Senhor havia vingado Israel dos seus inimigos.

Só que ali o anjo não veio intervir, o que foi votado, teve que ser pago, a filha tão amada chorou porque jamais iria casar (Juízes 11:37), por dois meses com suas amigas nas colinas, ela chorou até que voltasse ao pai, que conforme prometido cumpriu o seu voto, sua memória jamais cessou de ser lembrada, durante quatro dias, todos os anos, as amigas celebrariam a memória da filha de Jefté.

Ah Senhor! Nosso Deus!! Jefté entregou a própria filha para honra tua, não foi o Senhor que pediu, foi ele que abriu a boca, não tornando a trás, a palavra da filha resume o que é temor devido a Deus: "sua palavra foi dada ao Senhor. Faça comigo o que prometeu” (Hebreus 11:36).

Jefté foi mais um contado entre os heróis da fé, “que mais direi” (Hebreus 11:32), faltou tempo para falar dos tais. Alguns condenam que ele possa ser relacionado a fé, se realmente entregou a sua filha para a morte, para mim, tudo o que tenho a dizer, é que ele avistou uma grandeza ainda maior, sendo consolado pelo Senhor, que mais posso dizer, senão glória ao Senhor!!

Se a história de Jefté e sua filha está registrada, se a Bíblia foi inspirada, sendo a própria palavra de Deus, um ensino poderoso está por detrás do acontecido. Ah Senhor que tudo pode, derrama sobre nós a tua sabedoria, te amamos sobre todas as coisas, talvez seja isso que tenha feito o juiz honrar sua palavra, amar Deus sobre todas as coisas, assim como Abel o sangue da filha de Jefté foi considerado justo.

Pais se entregariam pelos filhos, não os filhos pelos pais, realmente (acho eu), tudo sempre vai depender da fé, para que possamos entender o modo como Deus executa sua justiça. No mundo de hoje, creio que Deus não precisa pedir um Filho, para examinar o tamanho da fé humana, tampouco, um pai vai prometer algo como fez Jefté, Deus entregou a vida do Filho pelo mundo, isso basta.

Eldier Khristos
Membro

Mensagens : 660
Data de inscrição : 10/07/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum