AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






Palavra de Deus/online: Miquéias 1 (Deus criou aquele que CONFIRMA todas as coisas em nossa vida)

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Palavra de Deus/online: Miquéias 1 (Deus criou aquele que CONFIRMA todas as coisas em nossa vida)

Mensagem por Admin em Dom Out 12, 2014 5:02 pm





Palavra - Miquéias 1:1-9



A palavra do Senhor que veio a Miquéias de Moresete durante os reinados de Jotão, Acaz e Ezequias, reis de Judá; a visão que ele teve acerca de Samaria e de Jerusalém: Ouçam, todos os povos; prestem atenção, ó terra e todos os que nela habitam; que o Senhor Soberano, do seu santo templo, testemunhe contra vocês. Vejam! O Senhor já está saindo da sua habitação; ele desce e pisa os lugares altos da terra. Debaixo dele os montes se derretem como cera diante do fogo, e os vales racham ao meio, como que rasgados pelas águas que descem velozes encosta abaixo. Tudo por causa da transgressão de Jacó, dos pecados da nação de Israel. Qual é a transgressão de Jacó? Acaso não é Samaria? Qual é o altar idólatra de Judá? Acaso não é Jerusalém? "Por isso farei de Samaria um monte de entulho em campo aberto, um lugar para plantação de vinhas; atirarei as suas pedras no vale e porei a descoberto os seus alicerces. Todas as suas imagens esculpidas serão despedaçadas e todos os seus ganhos imorais serão consumidos pelo fogo; destruirei todas as suas imagens. Visto que o que ela ajuntou foi como ganho da prostituição, como salário de prostituição tornará a ser usado. " Por causa disso chorarei e lamentarei; andarei descalço e nu. Uivarei como um chacal e gemerei como um filhote de coruja. Pois a ferida de Samaria é incurável; e chegou a Judá. O flagelo alcançou até mesmo a porta do meu povo, até a própria Jerusalém! “

Graça e paz a todos que buscam a consolação e o conhecimento. Um homem simples que Deus chamou para ser profeta, de uma pequenina cidade das colinas de Judá, o “pregador da roça”, do povo simples, como se referem os estudiosos, surgiu para defesa dos pobres e denúncia da injustiça. O Senhor não suportaria mais a transgressão do seu povo, a corrupção da sua própria nação.

Vivemos hoje também num país que transborda corrupção, por onde passam nossos olhos, lemos as reportagens de escândalos, do mensalão a Petrobrás, sobre um país que se alegra por ter a disposição do pobre um tal bolsa-família. O povo oprimido da época não tinha nem isso a sua disposição, eles eram reféns da corrupção integral, daqueles que deveriam ser seus defensores. Ah queridos, não importa a época, se Deus não intervir pelo seu povo, por nós, por você, somos tragados pela tristeza e falta de esperança.

Cada rei tinha uma personalidade, Jotão foi um bom rei, Já Acaz um dos piores reis de Judá, enquanto Ezequias um dos melhores. A diferença entre um bom líder e um mal líder, sempre foi a honra que ele deu ao Todo-poderoso, quanto maior a idolatria, mais longe se colocava o povo do Senhor, uma grave consequência, que levou o povo em cativeiro em pelo menos três oportunidades.

Miquéias viu a situação de Samaria, capital do antigo reino de Israel, e Jerusalém capital do reino de Judá, “ouçam”, “prestam atenção”, “o Senhor vai falar”. Diletos, a sublime voz que criou o mundo, estava falando através do seu embaixador, o Soberano, que habita nos céus, do santo templo, seria testemunha contra as transgressões do seu povo. Oh Judá! Que situação triste e deprimente, tão terrível, que o grande Deus necessita sair da sua habitação, para literalmente “colocar a casa em ordem”.

Agradeçamos a Deus que nossa casa está em ordem, e mesmo que alguma coisa estiver fora do padrão de justiça divino, clame ao Senhor que ele te ouvirá. Se alguns reinos do mundo atual, estão oprimindo o seu povo, ele é capaz de levantar do seu trono, uma indicação que ele agirá para restabelecer a ordem. A força do Senhor está com o oprimido, que teme e louva o seu nome, que permanecesse agarrado a sua doutrina.

O Senhor não esquece do seu povo, que está nos lugares mais simples, distantes da justiça.

Miquéias como profundo conhecedor da opressão, das causas do sofrimento, tem no seu discurso a esperança para aqueles cujos direitos foram negados. Enquanto os líderes viviam protegidos nas suas fortalezas, os subúrbios revelavam uma degradante impunidade. Não seria assim para sempre, Deus sacudiria os poderosos, eles provariam da opressão em terra estranha.

Para quem já havia perdido a confiança, Miquéias reapresenta o Senhor, o Rei do universo, cuja presença poderosa faz derreter os montes, rachar os vales, como se eles fossem rasgados pelas águas que dessem pela encosta. Para intervir por alguém, não pode ser outro senão o nosso Deus, o profeta revela um grande poder, que estava chegando para abalar o sossego dos poderosos.

Diletos, quando o Senhor se apresenta para fazer algo, a injustiça não suporta a sua presença, coloque sua mente no discurso de Miquéias, ainda que este texto seja simples, sem algum valor, a palavra do Senhor é preciosa, toda a natureza treme diante dele.

Não foi por felicidade, que o profeta anunciou que o Senhor iria se levantar do seu trono, mas por causa “da transgressão de Jacó, dos pecados da nação de Judá”, as cidades de Samaria e Jerusalém entristeceram o Criador. Julgado o pecado, foi concedida a sentença, Samaria seria arruinada, as imagens seriam destruídas, os ganhos imorais seriam consumidos, a idolatria seria abolida. O Senhor não admite a prostituição da fé (Êxodo 20:4), a nação que deixar de adorar o Criador, para adorar uma imensidão de imagens, é como uma prostituta diante do Senhor (Oséias 1:2). A riquezas utilizadas para fazer imagens, seriam tomadas por outra, ou seja, o ganho da prostituição seria um salário a ser pago a outra nação.

Diletos, o profeta lamentaria e choraria, até chegar a andar descalço e nu, uma atitude desesperadora. O uivo, o gemido, a situação terrível, a nação desprotegida da presença de Deus, teria um fim desastroso por causa do seu comportamento. Graças ao bom Deus, pela sua misericórdia, ele está junto de nós, de vós, de cada um que deposita nele a confiança, que mesmo num país cheio de impunidade, até mesmo no setor da religião, mantém a sua fé viva, procurando diariamente servir o Senhor, mesmo que esteja agonizante, sentindo dores insuportáveis, devido as perseguições e sofrimentos.

Bendito seja o Senhor!

Mas, para aqueles que estão felizes, ore para os infelizes, lamente em favor dos oprimidos, lamente pela corrupção do país, do mundo, da ferida que só Cristo pode curar, se encontrar no coração do homem a devoção.

“Pois a ferida de Samaria é incurável; e chegou a Judá. O flagelo alcançou até mesmo a porta do meu povo, até a própria Jerusalém!”

Siga o modelo do profeta, tenha coragem para enfrentar o mundo. seja opositor (a) da injustiça. No últimos dias o país participou de mais uma eleição, nada vimos de diferente nos debates, o que seria do profeta Miquéias em Brasília? Do meio da simplicidade a voz da verdade se ergueu, assim como aconteceria com Jesus Cristo, que veio ao mundo sem nenhuma pompa, sem louvor algum humano a não ser por uma multidão de anjos que louvou (Lucas 2:13).

Quando olhar ao redor e ver a miséria humana, não perca a esperança, a graça de Deus vai além do que os olhos podem enxergar. Como julgou Samaria e Jerusalém, amaldiçoando os maus reis, abençoando os bons, assim o Senhor faz com aquele que o teme. Seja qual for a opressão, a lei do Senhor tem mais valor que a lei do homem.

Deus criou aquele que CONFIRMA todas as coisas, se estamos cansados de ir as urnas, teclar aquela tecla verde que confirma o nosso candidato, não cansemos de louvar aquele que além de morrer por nós, CONFIRMA poderosamente as bençãos espirituais. A promessa que o Senhor fez a Abraão, é a mesma promessa recebida por nós, o discurso do Senhor não é em vão, como as falácias dos governantes.

A esperança de Deus é a âncora da alma (Hebreus 6:19).

Devemos utilizar a âncora para equilibrar o nosso Espírito, como soltá-la no momento em que Deus permitir, para rumar para caminhos ainda mais excelentes.

Miquéias foi ainda aquele que profetizou, sobre a cidade em que haveria de nascer o Cristo (Miquéias 5:2), certamente ele via a cidade em total depravação, mas “viu” o dia em que as ruas da cidade estariam limpas de toda a corrupção. Que o Senhor possa te consolar grandemente, em nada o crente que está seguro nele, pode ser abalado pelas incertezas do mundo.

Deus abençoe.

Admin
Admin

Mensagens : 2943
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum