AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






O protagonista da história é Jesus

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O protagonista da história é Jesus

Mensagem por Admin em Qua Mar 11, 2015 12:48 pm




Devido as missões do evangelho, dificilmente os apóstolos, permaneciam um período muito longo em uma igreja somente. Paulo escreveu ao todo treze cartas, direcionadas as igrejas que ele evangelizou, mas, o que chama a atenção é o teor homogêneo das cartas, estimulando o comportamento das comunidades, para permanecerem na comunhão do Espírito Santo.

"Se há, pois, alguma exortação em Cristo, se há alguma consolação de amor, se há alguma comunhão do Espírito, se há alguma misericórdia e compaixão, completai o meu gozo, de modo que tenhais o mesmo sentimento, tendo o mesmo amor, acordes no mesmo espírito, cuidando numa só coisa " Filipenses 2-1 a 2

É como se o apóstolo simplesmente (de modo sublime), estivesse afirmando que se não estivermos universalmente na mesma comunhão do Espírito Santo, é a indicação de que todas as outras coisas são insignificantes.

Algumas religiões desprezam este ensino.

Não permanecem na mesma exortação de Cristo.

Não existe consolo.

Nem comunhão.

Nem misericórdia.

Não existe o mesmo sentimento, mas, vários sentimentos diferentes, não espirituais, que esvaziam a ação do Espírito Santo.

Tal como o apóstolos de Cristo escreveu:

" Assim, pois, meus amados, do modo como sempre obedecestes, efetuai a vossa salvação com o temor e tremor, não tão somente como na minha presença, mas muito mais agora na minha ausência;  pois é Deus o que opera eficazmente em vós tanto o querer como o perfazer segundo a sua boa vontade " Filipenses 2:13

Aqui demonstra que estando presente, ou ausente, a obediência da igreja era constante.

A religião tem um "líder" em tempo integral, e mesmo assim membros distraídos, permanecem sob o comando da carne, sendo incapazes de reconhecer sua miséria.

Os apóstolos ungiram cooperadores, para que na sua ausência, permanecessem ensinando, e, admoestando a igreja, para que mantivessem a serenidade. Os sofrimentos de Cristo eram recordados constantemente, e os líderes daquele período da igreja, tinham plenamente uma vocação derivada do alto.

Porém a "sabedoria" do homem moderno avacalha com a comunhão do Espírito.

Não existe qualquer exortação em Cristo, nem qualquer consolação, existe um líder somente, que no seu mundinho de egoísmo, tem a plena convicção que é ungido de Deus.

A palavra diz:

"  Quem dentre vós é sábio e entendido? Mostre pelo seu bom trato as suas obras em mansidão de sabedoria. Mas, se tendes amarga inveja, e sentimento faccioso em vosso coração, não vos glorieis, nem mintais contra a verdade. Essa não é a sabedoria que vem do alto, mas é terrena, animal e diabólica. Porque onde há inveja e espírito faccioso aí há perturbação e toda a obra perversa. Mas a sabedoria que do alto vem é, primeiramente pura, depois pacífica, moderada, tratável, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade, e sem hipocrisia. Ora, o fruto da justiça semeia-se na paz, para os que exercitam a paz " Tiago 3-13 a 18

Religiões devem se exercitam através da paz.

O suplemento da religião tem que vir do alto.

Percebemos claramente que as palavras dos apóstolos, tinham um teor de grande sabedoria, cujo os homens hodiernos através das ferramentas da hermenêutica, tentam a dois milênios interpretar, porém, o homem natural não pode interpretar as coisas que vem do Espírito (1 Cor. 2-12 a 14).

Da religião sem guia procedem astros que estrelam papéis carnais.

Da igreja verdadeira procedem astros que estrelam papéis espirituais.

Da religião sem guia procedem as grandes fábulas encenadas nos dias de culto.

Da igreja verdadeira procedem a palavra da vida inspirada em fatos reais.

Apóstolos traziam os fatos do sofrimento de Cristo na carne,  era exatamente isso que eles repassavam a igreja.

" Está escrito: "Cri, por isso falei". Com esse mesmo espírito de fé nós também cremos e, por isso, falamos,  porque sabemos que aquele que ressuscitou ao Senhor Jesus dentre os mortos, também nos ressuscitará com Jesus e nos apresentará com vocês. " 2 Cor. 4-13 a 15

Na igreja o astro é o justo que compreende tais coisas.

A religião sem guia produz "estrelas" que morrem.

Porém a mensagem do evangelho, produz astros, que até mesmo os anjos regozijam.

As religiões questionam as outras religiões, querem o papel principal, papel este que pertence a Jesus Cristo.

A igreja não questiona, ela é ciente, que o protagonista da história é Jesus Cristo.

Os deveres dos astros é brilhar no papel de Cristão.

" [/i]Fazei tudo sem murmurar, nem questionar, para que vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus sem defeito no meio duma geração má e perversa, no meio da qual apareceis como astros no mundo, expondo a palavra da vida, a fim de que no dia de Cristo eu tenha motivo para me gloriar de que não corri em vão, nem trabalhei em vão[/i] " Filipenses 2-14 a 16

Apóstolos sabiam que não corriam em vão, as igrejas se mantiveram irrepreensíveis, mesmo diante de tantas adversidades, sem defeito, mesmo estando no meio de uma geração incrédula.

A religião de alguns geram "estrelas" apagadas, produtoras de inúmeras teorias, que arrastam multidões de fãs, que abominam a verdade, preferindo as coisas do homem natural.

Exija do Senhor a prosperidade que dará um tesouro a sua alma.

O justo é chamado de astro porque brilha no meio das trevas.

Um conselho de Jesus as "estrelas" mortas:

"Por mais um pouco de tempo a luz estará entre vocês. Andem enquanto vocês têm a luz, para que as trevas não os surpreendam, pois aquele que anda nas trevas não sabe para onde está indo.
Creiam na luz enquanto vocês a têm, para que se tornem filhos da luz "  João 12-35 a 36

Muitos correram em vão naquele tempo.

Muitos correm em vão hoje.

Muitos naquele tempo não receberam o principal ASTRO da história.

Muitos no tempo atual preferem pedir "autógrafo" a quem não pode salvar.

Jesus humilhou-se a si mesmo, e fez de todos que nele acreditam, astros para enfrentarem o mundo sedutor.

" Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus, que, embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se; mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo, tornando-se semelhante aos homens. E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até à morte, e morte de cruz! " Filipenses 2-5 a 8

Deus abençoe.

Eldier.

Admin
Admin

Mensagens : 3164
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum