AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






A penicilina e o amor de Deus

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A penicilina e o amor de Deus

Mensagem por Admin em Ter Jun 16, 2015 5:46 pm





Não estou comparando a descoberta da penicilina, com o amor de Deus por nós, isso é impossível ao homem. A descoberta da penicilina salvou milhares de pessoas, uma injeção que dói, um santo remédio, a mãe dos antibióticos, a mais poderosa arma da medicina em prol da vida humana, um poderoso mofo que Alexander Fleming, especialista em bacteriologia chamado o rei do acaso descobriu.

“Não inventei a penicilina, a natureza é que a fez. Eu só a descobri por acaso.”

Em 1938 e 1939 uma dupla de pesquisadores Ernst Chain e Howard Florev, retomaram os estudos com a penicilina. A segunda guerra estourou paralela as pesquisas, com ela a necessidade de uma nova droga para tratar infecções, boa parte da penicilina americana era fabricada em grande escala a partir de melões podres. Em 1945, ano que terminou a guerra, os três cientistas dividiram o Prêmio Nobel da Medicina. Fleming não patenteou seu invento, “o domínio é de toda a humanidade”. Apenas uma síntese daquilo que foi uma revolução na medicina, um dos símbolos do século 20, um milagre, um remédio fantástico, uma das descobertas mais importantes da história. Milhões de pessoas já foram tratadas pelo antibiótico mais usado no mundo, combatente dos microorganismos (monocelulares ou pluricelulares), causadores de infecções no organismo.

“ A palavra antibiótico vem do grego e significa contra a vida – não contra a nossa vida, mas contra a vida das bactérias, é claro.”

Contra as doenças infecciosas a medicina está em vantagem, embora a guerra não esteja ganha, maravilhoso é para os pacientes o amparo de pessoas que dedicam sua inteligência a salvar. E com esse texto sobre a descoberta da penicilina, volto para Cristo o meu reconhecimento, pela sua valiosa contribuição a salvação não só da minha vida, como também de outros milhares de milhares.

Cristo não é um antibiótico, de certa forma, como dito acima, não posso comparar o amor de Deus a penicilina, se pudesse, o VERBO ENCARNADO, foi o antibiótico enviado do céu para combater a infestação do pecado. Ao constatar a pandemia causada pela bactéria da maldade, o amor de Deus enviou seu médico, para cuidar, vacinar o seu povo, tornando-o mais resistente a cada dia.

A cruz foi o poderoso bactericida, em favor de uma humanidade que estava fadada a destruição.

“Certamente ele tomou sobre si as nossas enfermidades e sobre si levou as nossas doenças, contudo nós o consideramos castigado por Deus, por ele atingido e afligido. Mas ele foi transpassado por causa das nossas transgressões, foi esmagado por causa de nossas iniqüidades; o castigo que nos trouxe paz estava sobre ele, e pelas suas feridas fomos curados.” Isaías 53:4-5


Eldier

Fontes de consulta: - Guia do Estudante abril (Penicilina a mãe dos antibióticos)
- Sua Pesquisa.com
- Opera Mundi

Admin
Admin

Mensagens : 3103
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum