AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






Palavra de Deus/online: Miquéias 4 ( A filha de Sião não pode ser derrotada, a igreja verdadeira é invencível)

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Palavra de Deus/online: Miquéias 4 ( A filha de Sião não pode ser derrotada, a igreja verdadeira é invencível)

Mensagem por Admin em Dom Ago 16, 2015 7:08 pm






Palavra - Miquéias 4:10-13



Sofre dores, e trabalha para dar à luz, filha de Sião, como uma mulher que está de parto; porque agora sairás da cidade, e habitarás no campo, e virás até Babilônia. Ali é que serás livrada; ali te remirá Jeová da mão dos teus inimigos. Agora se acham congregadas contra ti muitas nações que diziam: Seja ela contaminada, e vejam os nossos olhos o seu desejo sobre Sião. Porém não sabem os pensamentos de Jeová, nem lhe entendem o conselho; porque as ajuntou como os feixes na eira. Levanta-te e debulha, ó filha de Sião, porque farei de ferro o teu chifre, e de bronze as tuas unhas; quebrarás em pedaços a muitos povos, e dedicarás o seu ganho a Jeová e os seus bens ao Senhor de toda a terra.


O cuidado amoroso do Senhor.

O exílio nunca foi o fim, um castigo contra o pecado, um recomeço.

Setenta anos depois, os portões da Babilônia seriam abertos, para o retorno de um povo a Sião. Antes da vitória a dor, a gestação do pecado, deu luz ao castigo profético, quebrara-se o elo da corrente da justiça, a nuvem do Senhor já não pairava mais sobre Israel (Êxodo 13:21,22), seria assim por um tempo, até que a presença de Deus voltasse a guiar seu povo pelo caminho santo.

Quem somos nós sem o sinal real da verdadeira presença de Deus, o Espírito Santo consolador? Clamamos a sua santidade Senhor Jesus, Filho de Deus, não retire de nós teu Espírito Santo (Salmos 51:11), sabemos o quanto somos desagradáveis, não nos mesmos costumes de Israel, outros igualmente nocivos, que fazem trincar nossa aliança contigo, no Nome poderoso do teu Filho, confirma, fortalece o elo da justiça, embora forasteiros no mundo, queremos mudar de endereço, estar contigo para sempre, derrotar nossos inimigos assim como o Senhor prometeu ao futuro Israel de Deus.

Dor alucinante deve ter sido sair de Sião, ter a certeza que a mão do Senhor voltou atrás, não por infidelidade divina, o povo afastou seu coração da fonte de vida, até que a mão de Deus fosse novamente buscar seu povo no estrangeiro, haveria um intervalo de reflexão de setenta anos, “estou deixando minha casa”, “minha terra”, “socorre-nos Senhor”, ele sempre esteve perto, que atração impiedosa é essa da carne pelas coisas erradas, porque é tão complicado resistir a essa oposição, só Cristo pode livrar-nos da infelicidade de perder a vida eterna.

Quantas vezes Sião foi rodeada, quantas vezes permitiria o Senhor, que a cidade de Davi fosse arrasada por causa de seus muitos pecados? Entenda povo do Senhor, os pensamentos do Senhor são mais altos do que os nossos pensamentos (Isaías 55:8,9), até o mar sabe o seu limite (Jeremias 5:22), “o Senhor fez tudo para um fim; sim, até o ímpio para o dia do mal (Provérbios 16:4 ), “há tempo para todo propósito debaixo do céu” (Eclesiastes 3:1 ). Aquela que caiu, haveria de levantar, como por Cristo os que estavam prostrados haveriam de fazer veredas direitas, foi isso que o Senhor fez por você irmão, irmã, amados do Senhor.

O tempo, sempre ele, em todas as coisas, houve o tempo das dores, a filha de Sião chorou, infelizmente o que haveria de nascer provocaria muitas tristezas, mas ao fim de setenta anos a alegria brotaria, regada com a virtude do Senhor, “jamais esqueci de vós”. Bendito seja o Senhor. Não há como esquecer o canto do povo, em agradecimento a Deus na construção do segundo templo (Esdras 3:11-13), porém, a palavra de Deus não voltaria vazia, primeiro o castigo precedido pelas bençãos da libertação.

Um chifre de ferro, unhas de bronze, o poder de Deus, a força em favor do seu povo, agradecimento ao Senhor de toda a terra.

Povo fraco e indefeso?

“Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desesperados; perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos” 2 Coríntios 4:8,9

Moisés precisou de auxílio para manter suas mãos levantadas (Êxodo 17:12), não é mais Arão ou Hur que colocam-se embaixo dos nossos braços para conseguirmos a vitória, é a cruz de Jesus Cristo que nos presenteia com o fardo leve e o jugo suave. Pesam sobre nós em alguns momentos os “exílios” que temos de enfrentar, guarde em seu coração as palavras de Miquéias, a filha de Sião não pode ser derrotada, a igreja verdadeira é invencível, e todos que fazem parte do corpo são vencedores, aliás, mais do que vencedores (Romanos 8:37).

Deus seja louvado

Admin
Admin

Mensagens : 2943
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum