AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






Palavra de Deus/on line: 2 Timóteo 1 (Os tesouros bíblicos do Senhor )

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Palavra de Deus/on line: 2 Timóteo 1 (Os tesouros bíblicos do Senhor )

Mensagem por Admin em Seg Maio 16, 2016 1:23 pm




Palavra - 2 Timóteo 1:1-3



Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus, segundo a promessa da vida que está em Cristo Jesus, A Timóteo, meu amado filho: Graça, misericórdia, e paz da parte de Deus Pai, e da de Cristo Jesus, Senhor nosso. Dou graças a Deus, a quem desde os meus antepassados sirvo com uma consciência pura, de que sem cessar faço memória de ti nas minhas orações noite e dia...”

Elevados em estima nos céus, da parte de Deus, creio, o Espírito conversa com vós, por meio da Escritura, espiritualmente como se alguém do passado, estivesse diante de nós, anunciando as grandezas de Deus, sendo de fato uma pura verdade, Paulo não está conversando com Timóteo? As grandes letras com que escreveu, não tinham a direção em animar seu fiel irmão cooperador?

Primeiro, belíssima afirmação, ele diz, “eu”, com indescritível prazer, “apóstolo de Jesus Cristo”, eleito por mim mesmo? Não, “pela vontade de Deus”, o amor influente transmite animação, o leitor já recebe antecipadamente sua porção de força, quem escreveu do outro lado sabe do que está falando, de quem está falando, a razão pela qual está falando, a igreja não deve temer, não é palavra de homem, nem de homem que faz de si mesmo alguém, exclusivamente é PALAVRA de Deus, direcionada a Timóteo, aos fiéis do seu rebanho, a carta é da vontade de Deus, que não faz nenhuma vã promessa, a vontade de Deus é garantida, “segundo a promessa da vida que está em Cristo Jesus”, bendito seja o Senhor, a alegria (creio) invadiu o coração de Timóteo, seja lá o que estivesse passando, aquilo que o esperava no futuro, a preocupação de Deus era manifesta nas palavras do apóstolo, como se Deus tivesse ditado uma a uma cada perfeita palavra (na verdade ele ditou), ao término ordenando aos ministros (ou anjos do correio celeste) encaminharem ao coração daquela igreja uma injeção de ânimo.

Timóteo recebe uma introdução de otimismo, o carinhoso apóstolo chama-o de “meu amado filho”, a educação cristã iluminadora segue cativando o íntimo do cooperador, “graça”, precisamos dela, “misericórdia”, quem pode recusá-la, “paz”, sentimento pelo qual Deus afasta do coração todo o peso de suas guerras, as tentativas do mal quem visam desestabilizar a fé, a crença na PALAVRA de Deus, “graça, misericórdia, e paz” de quem? “Da parte de Deus, e da de Cristo Jesus, Senhor nosso”, do apóstolo, do cooperador, da igreja, embora no coração de Paulo transborde amor, é claro, que o Espírito comanda a ação, estabelecendo de quem vem, o motivo, o bem que fará depois da leitura, quando Timóteo, suas ovelhas, considerarem e praticarem a vontade de Deus.

A mais sublime, a maior das declarações, não existe um ranking escriturístico, para denominar qual é a maior das declarações, cada livro do tesouro bíblico, pelo qual buscamos conhecimento, trás declarações fantásticas, mas o coração se alegra quando lemos Paulo dizer, “dou graças a Deus”, parece que quando escrevia a carta, tenha parado por um momento para refletir sobre seu passado, sua família, o que havia acontecido em sua vida até aquele momento, e o que dizer quando ele declara sobre sua relação com Deus, “sirvo com uma consciência pura”, irmãos, irmãs, fenomenal, não vou perguntar cousa alguma, que o Espírito esclareça aos vossos coração, o que é a capacidade de um homem em servir a Deus, com uma consciência de dever cumprido.

As primícias dessa carta seriam suficiente, para encorajar Timóteo ao desempenho de seu ministério, só que estamos lemos apenas dois versículos, no terceiro Timóteo conhece de fato o verdadeiro amor cristão, noite e dia, “sem cessar”, Paulo orava por ele, pela igreja, espetacular manifesto de um homem dedicado a causa de Deus.

Em breve partiria para estar com Deus, o apóstolo orou noite e dia por muitas igrejas, derramou-se perante o trono, clamando no mais alto grau da sua força, estava em companhia do seu Cristo, muitas transformações ocorreram, penso que em cada carta, lembranças do seu passado se juntavam ao seu presente, ativando o que aguardava o seu futuro. Enquanto permaneceu entre os viventes, colaborou com a igreja, em comunhão escreveu as cartas que Deus inspirou, com a certeza que mesmo tendo partido deste mundo, a PALAVRA permaneceria orientando a igreja em amor, o final dessa carta é triste, não para Paulo, para a igreja, o apóstolo estava terminando seus combates...

Amados, a reação de Timóteo não vimos, quando findava a leitura da carta, qual será foi a sua reação ao ler os versículos de despedida abaixo?


“Ninguém me assistiu na minha primeira defesa, antes todos me desampararam. Que isto lhes não seja imputado. Mas o Senhor assistiu-me e fortaleceu-me, para que por mim fosse cumprida a pregação, e todos os gentios a ouvissem; e fiquei livre da boca do leão. E o Senhor me livrará de toda a má obra, e guardar-me-á para o seu reino celestial; a quem seja glória para todo o sempre. Amém.” 2 Timóteo 4:16-18

Tenham uma ótima semana, o Espírito Santo estará sobre vós, o Senhor tem cuidado de vós.


Deus seja louvado.

Admin
Admin

Mensagens : 2941
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum