AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






Benjamim, um pianista judeu que encontrou a paz em Jesus

Ir em baixo

Benjamim, um pianista judeu que encontrou a paz em Jesus

Mensagem por Admin em Qua Maio 10, 2017 10:17 am




Benjamim Hersh, um pianista judeu, compositor e evangelista, foi entrevistado pelo missionário aposentado da CWI (Christian Witness to Israel: Testemunho Cristão para Israel), David Bond, num Dia da Consciência judaica, realizada na Igreja Evangélica Kensit. Benjamim contou como vir a acreditar em Jesus mudou a sua vida, e explicou o impacto que isso teve sobre ele como judeu.

Conte-nos sobre a sua família e educação em um lar judaico.
Eu cresci em um típico lar judeu, rico, liberal e disfuncional. Eu sofri um monte de abusos e traumas em minha família. Guardávamos todas as festas e íamos à sinagoga regularmente. Eu tive o meu Bar Mitzvá em uma idade tardia: 15 em vez de 13 anos. Nós liamos o Sêder todas as manhãs, e guardávamos o shabat e outras festas judaicas. Meu pai usava tefilin (filactério) e eu usava talit. Pela forma como eu fui criado, minha identidade era muito judaica. Tudo o que fosse cristão estava definitivamente proibido

Você vivenciou algum tipo de antissemitismo na sua infância?

Eu experimentei o antissemitismo na escola. Meu irmão e eu fomos enviados para um convento, e eu me lembro de uma ocasião em que as freiras nos colocaram de pé e disseram: “Olhem para estas duas crianças, eles colocaram Jesus na cruz.” As freiras também disseram aos meus pais que um conhecido programa de louvor cristão ia vir à escola para filmar, e não seria bom ter duas crianças judias como parte das filmagens. Elas só aceitariam ter o meu irmão e eu na escola com duas condições… Essa foi minha primeira experiência com o antissemitismo, mas houve muitas outras experiências em diferentes escolas. As crianças faziam desenhos de mim com um grande nariz e os professores também faziam observações antissemitas.

Você pode nos falar sobre algumas das diferentes maneiras em que você tentou encontrar satisfação espiritual e significado em sua vida?
Quando criança, eu sempre perguntava ao meu rabino coisas como: “Quem é Deus”. Eu queria saber por que foi que o Holocausto aconteceu. Meu avô participou na liberação e nós perdemos muitos membros da nossa família na guerra, então, essa foi uma das perguntas que eu fiz ao rabino, mas ele não teve como me responder. Quando fui crescendo, eu comecei a me interessar pelo ocultismo, e me envolver com uma variedade de atividades da Nova Era, como cartas de tarô, projeção astral, budismo, xintoísmo; o que vem à mente eu tentei, mas nada me deu a satisfação que eu finalmente encontrei Jesus.

Então como foi que você finalmente se interessou na mensagem de Jesus?

Eu acho que o interesse em Jesus que eu vim a ter sendo adulto, foi o resultado de algumas sementes que foram semeadas quando criança. Um amigo me levou para uma reunião cristã onde ouvi uma história sobre Jesus alimentando seus discípulos com muitos peixes. Eu também fui cantar “carols” com o meu irmão, que queria conseguir algum dinheiro para o Natal. Ele bateu à porta e um casal cristão muito amável atendeu. Eles nos perguntaram se nós sabíamos o que era o Natal. Meu irmão respondeu: “Sim, são presentes!” Eles nos disseram que não era isso e passaram a nos explicar quem é Jesus. Além disso, em nossas vidas nós também temos conhecido outros gentios que nos testemunharam.

Quando eu já era adulto, a minha esposa ficou muito doente. Eu costumava ensinar piano e um dos meus alunos nos disse que nós precisávamos conhecer o pastor dele. O pastor era muito apaixonado pelo Evangelho. Minha esposa acabou entregando sua vida ao Senhor. Ele me disse que eu também precisava dar minha vida ao Senhor. Ele me introduziu através dos Salmos e as profecias da Bíblia. Fiquei impressionado com a mensagem do Messias Yeshua e, finalmente, acabei dando a minha vida ao Senhor também!
Alguns anos antes disso, quando eu estava envolvido com a leitura do tarô, projeção astral, a Nova Era e o ocultismo, eu tive um sonho em que um homem de branco apareceu. Ele me chamou pelo meu nome e disse: “Há comida suficiente para todos” e falou sobre “o pão da vida.” Mais tarde eu entendi que ele era Jesus, o Messias que o povo judeu tinha rejeitado.

Nenhuma das outras religiões tinham me ajudado e eu queria mudar a minha identidade. Mas quando eu dei a minha vida ao Senhor, eu achei muito difícil ir à igreja. Quando eu via a cruz, eu sentia que eu tinha traído minhas raízes judaicas, meus pais e meus antepassados. Por isso, levou muitos anos, como crente, antes que eu sentisse que eu tinha entrado à plenitude do conhecimento de Jesus Cristo.

Como sua família reagiu?

Seria um eufemismo dizer que eles não estavam muito felizes. Na verdade, eles acharam ofensivo o fato de eu acreditar em Jesus. Minha mãe me perguntou como eu podia fazer uma coisa dessas? Quando criança, ela também tinha estado em um convento, e lhe foi dito que ela matou Jesus. Por isso a minha fé não lhe caiu muito bem. Para eles não há problema enquanto eu não tentar propagar a eles a minha fé, o que eu fiz quando me tornei um crente. Eles ficaram muito, muito chateados com isso.

O que a sua condição de judeu significa para você agora?

Meu judaísmo é muito importante para mim. Anos atrás, algumas pessoas bem-intencionadas me disseram que eu já não era judeu. Depois eu comecei a ter o desejo de melhorar o meu hebraico, então entrei em contato com um crente messiânico e ele me disse que eu ainda era um judeu, um judeu completo.

Quando criança, eu costumava perguntar à minha avó quando ela pensava que o Messias viria? Ao que ela respondia: “Não no meu tempo, meu querido.” Quando eu cheguei a conhecer Jesus como meu Messias e Salvador, eu entendi que Ele é o cumprimento das profecias, Ele é o Messias que o povo judeu estava esperando. Foi maravilhoso saber em meu coração que eu não precisava esperar mais nada. o Messias já havia chegado.

Como você serve ao Senhor agora? Você ainda é pianista?

Após completar meus estudos no Instituto Bíblico Todos os Povos, eu e minha esposa começamos a tentar chegar às pessoas judias através da hospitalidade e o evangelismo amigável. Além disso, porquanto eu sou músico e pianista, eu também tenho usado isso como uma forma de alcançar o povo judeu e levar o Evangelho aos meus irmãos e irmãs judeus não convertidos. Eu também participo no ensino e nas pregações nas igrejas, como uma forma de ensinar os outros cristãos sobre as raízes judaicas da Bíblia. Agradeço ao Senhor que, através de um concerto judeu-messiânico que eu dei na Igreja Woodberry Down, um dos nossos contatos chassídicos decidiu entregar a vida dele à Jesus.

https://www.jewishtestimonies.com/pt/benjamim-um-pianista-judeu-que-encontrou-paz-em-jesus/

Admin
Admin

Mensagens : 3264
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum