AS MARCAS DE JESUS
Paz, a todos os corações e Deus esteja com todos.

Palavra do jovem e palavra de Deus todo domingo.

Eldier






Barrabás...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Barrabás...

Mensagem por Admin em Ter Set 19, 2017 4:26 pm



Destaca-se em: Agitador político
Origem: Jopa, Judeia

Nascido na cidade de Jopa, ao sul da Judeia, Barrabás  significa literalmente "filho do pai". Contemporâneo a Jesus Cristo, foi remador de botes e integrante de um partido judeu que lutava contra a dominação romana. Seu grupo agia através de ataques às legiões, como um meio de fustigar as forças invasoras dominantes. Foi preso após um ataque a um grupo de soldados romanos na cidade de Cafarnaum.

Barrabás ficou conhecido como um criminoso, responsável por insurgência, assassinato e roubo. O evangelho de Mateus (27:16) o chama de um "preso muito conhecido". Em Marcos (15:7) se diz que ele foi "preso com amotinadores, os quais em um tumulto haviam cometido um homicídio". O livro de Lucas (23:19) afirma que ele foi lançado na prisão "por causa de uma sedição na cidade e também por homicídio". João (18:40) o chama "salteador".

Citado nos evangelhos canônicos*, Barrabás é um personagem que participa de uma das mais dramáticas e conhecidas  histórias que se acham na Bíblia, a crucificação de Cristo no episódio do julgamento de Jesus por PÔNCIO PILATOS. Como Barrabás, JESUS DE NAZARÉ foi acusado de traição contra Roma. A história de Barrabás tem significado social especial, porque foi erroneamente utilizada para colocar a culpa pela crucificação de Jesus sobre os judeus.

Segundo o texto bíblico, quando Jesus foi acusado pelos sacerdotes judeus perante Pilatos, o governador da Judeia, depois de interrogá-lo, não encontrou motivos para sua condenação.

Pressionado, o governador tentou um último recurso para libertá-lo, mandando trazer um condenado à morte, tido como ladrão e assassino, chamado Barrabás e, valendo-se de uma tradição judaica – que pode ser encontrada em três partes da Bíblia, no evangelho de Marcos (15:6), de Mateus (27:15) e de João (18:39) – era um costume, libertar um prisioneiro da escolha do público em dia de festa. Os evangelhos divergem sobre se o costume era romano ou judeu. Em qualquer um dos casos, os evangelhos concordam que a multidão escolheu a liberdade de Barrabás, que vociferava contra Jesus, exigindo sua crucificação. Pilatos mandou flagelá-lo e, depois, exibi-lo ensanguentado, acreditando que a multidão se comoveria. Mas tal fato não aconteceu e a crucificação foi necessária.

Depois que Barrabás ganhou a liberdade, pouco ou nada se sabe sobre sua vida.

https://seuhistory.com/biografias/barrabas

Admin
Admin

Mensagens : 3225
Data de inscrição : 09/07/2010

http://ccbnovascriaturas.forumeiro.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum